Netflix demite mais 300 funcionários à medida que o crescimento da receita diminui

LinkedIn

A Netflix (NASDAQ:NFLX) está demitindo cerca de 300 funcionários a mais em toda a empresa.

A Netflix também é negociada na B3 através do ticker (BOV:NFLX34).

Os cortes, que representam cerca de 3% do total de funcionários, ocorrem cerca de um mês depois que a empresa de streaming eliminou cerca de 150 posições após sua primeira perda de assinantes em uma década.

“Hoje, infelizmente, demitimos cerca de 300 funcionários”, disse a Netflix em comunicado na quinta-feira (23). “Enquanto continuamos a investir significativamente no negócio, fizemos esses ajustes para que nossos custos estejam crescendo em linha com nosso crescimento mais lento de receita. Somos muito gratos por tudo o que eles fizeram pela Netflix e estamos trabalhando duro para apoiá-los nessa difícil transição”.

A Netflix havia alertado os investidores em abril de que reduziria parte de seu crescimento de gastos nos próximos dois anos.

Spencer Neumann, diretor financeiro da empresa, disse durante a teleconferência de resultados da empresa em abril que a Netflix está tentando ser “prudente” em recuar para refletir a realidade de seus negócios. No entanto, ainda planeja investir pesadamente, incluindo cerca de US$ 17 bilhões em conteúdo.

O co-CEO Reed Hastings também disse durante a teleconferência que a empresa está explorando níveis mais baratos e suportados por anúncios em uma tentativa de atrair novos assinantes após anos resistindo a anúncios na plataforma.

A Netflix também está trabalhando para reprimir o compartilhamento desenfreado de senhas. Além de seus 222 milhões de lares pagantes, mais de 100 milhões de lares usam seu serviço por meio de compartilhamento de contas, informou a empresa.

As ações da Netflix estavam praticamente iguais nas negociações da tarde de quinta-feira, mas caíram mais de 70% no ano até o momento.

Deixe um comentário