A carteira de Bitcoin de El Salvador Chivo recebe US$ 52 milhões em remessas em 2022

LinkedIn

Os salvadorenhos que vivem no exterior enviaram mais de US$ 50 milhões em remessas de janeiro a maio deste ano, segundo o Banco Central de El Salvador.

Douglas Rodríguez, presidente do banco central de El Salvador, desvendou as perspectivas econômicas gerais para o país no programa de notícias da televisão local Frente a Frente na quarta-feira (06).

Uma grande vantagem foram os US$ 52 milhões em remessas processadas pelo serviço nacional de carteira digital Chivo nos primeiros cinco meses do ano. Isso marca um aumento de 3,9% e US$ 118 milhões em valor quando comparado ao mesmo período de 2021.

O Chivo foi lançado em setembro de 2021, quando o país da América Central se tornou o primeiro do mundo a adotar o Bitcoin ( BTC ) como moeda legal. O lançamento do aplicativo atraiu mais de 2 milhões de usuários em menos de um mês, levando a grandes problemas iniciais para a plataforma de pagamento endossada pelo estado.

O provedor de serviços de pagamento sancionado pelo governo foi relançado em fevereiro deste ano, devido à integração de cerca de 4 milhões de usuários que procuram fazer uso de taxas baixas para pagamentos e transferências feitas em BTC. A empresa americana de software de troca de criptomoedas AlphaPoint veio a bordo para resolver problemas de escala e estabilidade.

Chivo oferece aos usuários transferências e pagamentos sem comissões em BTC e dólares americanos. O presidente de El Salvador e proponente do Bitcoin, Nayib Bukele, afirmou anteriormente que o aplicativo economizará aos cidadãos cerca de US$ 400 milhões em comissões anuais gastas usando provedores convencionais de serviços de remessa e pagamento no país.

O aplicativo também faz uso do protocolo de pagamento de camada 2 Bitcoin Lightning Network, que fornece transações BTC com taxas baixas. A adoção de Bitcoin e Chivo em El Salvador teve um efeito mensurável no aumento nos volumes de transações da Lightning Network – com um aumento de 400% no volume de pagamentos no ano passado.

Por Gareth Jenkinson

Deixe um comentário