Fechamento Ibovespa: Bolsa fecha com queda de 0,32% e todos os destaques de hoje (05/07/2022)

LinkedIn

Depois de encostar em uma mínima de 96,5 mil pontos, o Ibovespa reverteu parte das perdas do dia e conseguiu fechar com queda 0,32%, a 98.295 pontos. A Bolsa brasileira acompanhou o ritmo das bolsas de Wall Street em mais um dia de temores com a recessão no país norte-americano e na Europa.

O destaque ficou para a cotação do petróleo, que caiu quase 10%. Os preços da commodity recuaram cerca de US$ 10,00 hoje (5) com as preocupações do mercado com uma possível recessão global.

A desaceleração econômica resultaria na redução da demanda – que atualmente está maior do que a oferta, devido às sanções ao petróleo russo e um corte inesperado na produção da Noruega.

“O mercado está ficando apertado, mas ainda estamos sendo derrotados, e a única maneira de explicar isso é o medo da recessão em todos os ativos de risco”, disse Robert Yawger, diretor de futuros de energia da Mizuho, à Reuters.

No final da sessão, o petróleo Brent caiu 9,45%, a US$ 102,77 o barril, enquanto a cotação do barril WTI recuou 8,23%, a US$ 99,5. Outras commodities agrícolas como milho, trigo, soja, algodão, café e açúcar também registram perdas.

No Ibovespa, a pressão dessa queda foi sentida pelas petroleiras. Elas foram as empresas que registraram as maiores quedas do dia, com a 3R Petroleum (RRRP3) levando a primeira posição após perder 7,44% e fechar a R$ 33,58.

Em seguida vieram PetroRio (PRIO3), com queda de 7,11%, a R$ 21,17, e Petrobras, com recuos de 4,27% nas ações PETR3 e 3,81% nas ações PETR4, negociadas a R$ 30,49 e R$ 28,03, respectivamente.

Já na ponta de ganhos, o dia foi de reajuste no preço das ações das principais varejistas do Ibovespa, que são as empresas mais penalizadas no atual cenário de alta dos juros e da inflação.

Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3), Americanas (AMER3) e Petz (PETZ3) registraram os maiores ganhos, de 11,74%, 11,48%, 9,73% e 8,65%, respectivamente.

“São papéis que estavam extremamente descontados e passam hoje por processo de repique. Na minha visão, o mercado entende que, com a queda abrupta do petróleo e das commodities, é de se esperar uma queda da inflação e, consequentemente, um alívio em relação às expectativas de o BC continuar subindo os juros. Mais renda disponível favorece o setor de varejo”, analisa Leandro Petrokas, diretor de research e sócio da Quantzed.

Investidores também acompanham o encaminhamento da PEC dos Auxílios na Câmara dos Deputados. Depois de o relator da proposta, deputado Danilo Forte (União-CE), sugerir ontem (4) que gostaria de incluir um auxílio-uber de R$ 1 mil ao texto, hoje o parlamentar voltou atrás e disse que seguirá com o relatório aprovado pelos senadores.

A precificação do risco fiscal da PEC tem sido sentida nas negociações de juros futuros nos últimos dias. As taxas que chegaram a subir mais de 0,20 p.p. com a possibilidade de mais gastos públicos devolveram os ganhos depois do relator voltar atrás. Ao final da sessão, os títulos de dez anos caíram de 2,8922% para 2,8254%, em 0,067 p.p..

Em Nova York, as bolsas de Wall Street fecharam com tendência variada na volta do feriado. O Dow Jones caiu 0,42%, o S&P fechou em alta de 0,16% e o Nasdaq registrou fortes ganhos, de +1,75%.

O mercado aguarda a divulgação da ata do último encontro do comitê de política monetária do país amanhã (6), que deve sinalizar as principais ponderações do banco central (Federal Reserve) para a elevação dos juros. O presidente do Fed, Jerome Powell, já indicou que o foco do banco é reduzir a inflação, mesmo que isso resulte na desaceleração da economia norte-americana.

Os cenários de risco global e interno têm colocado a variação do dólar comercial lá para cima. Hoje, a moeda subiu 1,19%, sendo negociada a R$ 5,3893 na venda – maior valor desde janeiro.

➡️ Veja o fechamento desta terça-feira:

🇧🇷 IBOV: –0,32% a 98.295 pts
🏢 IFIX: –0,33% a 2.784 pts
💵 Dólar: +1,19% a R$ 5,3893
💶 Euro: –0,36% a R$ 5,5307
💰 Bitcoin: +3,71% a R$ 109.576

🇺🇸 Nova York

Dow Jones: –0,42% a 30.967 pts
S&P 500: +0,16% a 3.831 pts
Nasdaq: +1,75%, a 11.322 pts

Acompanhe as altas e baixas da bolsa nos últimos dias:

Data Variação Pontuação Volume Financeiro
01/07/2022  0,42% 98.953,90 R$ 28,8 bilhões
 04/07/2022   -0,35%  98.608,76  R$ 11,4 bilhões
05/07/2022 -0,32% 98.294,64 R$ 26,2 bilhões

DESTAQUES DO IBOVESPA – (pregão à vista)

  • ALTAS IBOVESPA

MGLU3: +11,74%, a R$ 2,38
VIIA3: +11,48%, a R$ 2,04
AMER3: +9,73%, a R$ 13,76
PETZ3: +8,65%, a R$ 10,43
BRFS3: +7,67%, a R$ 15,86

  • BAIXAS IBOVESPA

RRRP3: −7,44%, a R$ 33,58
PRIO3: −7,11%, a R$ 21,17
PETR3: −4,27%, a R$ 30,49
PETR4: −3,81%, a R$ 28,03
SLCE3: −3,15%, a R$ 43,11

Confira o ranking completo de todos os papéis negociados na B3.

  • 💥 Confira os destaques corporativos de hoje 💥

    Alliar (ALLR3)

    A Alliar fechou um contrato com a DB para prestação de serviços de processamento de seus exames de análises clínicas da companhia. Saiba mais…

    Banrisul (BRSR3/BRSR5/BRSR6)

    O Banrisul, banco do Rio Grande do Sul, vai ofertar o recorde de R$ 7 bilhões em recursos para o crédito rural na Safra 2022/23, que se iniciou oficialmente em 1º de julho e se estenderá até 30 de junho de 2023. Em relação à safra passada, o volume de crédito será 35% maior. Saiba mais…

    Cosan (CSAN3)

    A Cosan aprovou o resgate antecipado total das Senior Notes 2023, que foram emitidas pela Cosan Luxembourg (Cosan Lux). Saiba mais…

    EDP (ENBR3)

    A EDP e o McDonald’s firmam parceria em geração solar, informa o Valor Econômico. Saiba mais…

    Eletrobras (ELET3/ELET5/ELET6)

    A Eletrobras confirmou AGE para eleger membros do conselho de administração para 5 de agosto de 2022. Saiba mais…

    A Eletrobras  informou que a Chesf e a Furnas entraram com mandado de segurança contra ANEEL. Saiba mais…

    A Eletrobras comunicou que suas controladas Chesf e Furnas conseguiram suspender na Justiça uma medida cautelar da Agência Nacional de Energia Elétrica que determinava um recálculo de indenização bilionária a transmissoras de energia elétrica. Saiba mais…

    Os nomes dos indicados para o conselho de administração da Eletrobras já foram aprovados pelo Comitê Estatutário de Pessoas, Elegibilidade, Sucessão e Remuneração (CPES) da companhia, em reunião realizada ontem. Saiba mais…

    Hidrovias do Brasil (HBSA3)

    A Hidrovias do Brasil informou que durante o mês de junho de 2022, carregou e transportou minério de ferro na região de Corumbá, com ciclos de navegação melhores que no mesmo período do ano passado, em linha com o cenário de calado esperado para este ano, utilizando os ativos que operam em maior calado (acima de 7,5 pés). Saiba mais…

    MRV (MRVE3) 

    A MRV concluiu a venda de dois empreendimentos localizados nos Estados de São Paulo e Bahia pelo total de R$ 141,5 milhões em valor geral de venda (VGV), auferindo lucro bruto de 31,4 milhões de reais, disse a empresa.

    A MRV&CO, maior construtora residencial do País, está montando um braço de venture capital – modalidade de investimento em participação acionária de startups no ramo do mercado imobiliário, em moldes semelhantes ao que fazem Dexco, Cyrela e Gafisa, entre outras do setor. Saiba mais…

    Pague Menos (PGMN3)

    A agência de classificação de risco Fitch, uma das maiores do mundo, removeu a observação “positiva” e elevou o Rating Nacional de Longo Prazo da Pague Menos e de suas emissões de debêntures para ‘AA-(bra)’, de ‘A+(bra)’. Saiba mais…

    Petrobras (PETR3/PETR4) e Banco do Brasil (BBAS3)

    A vice-procuradora-geral da República Lindôra Maria Araújo requereu nesta segunda-feira, 4, ao Supremo Tribunal Federal, que sejam colhidos os depoimentos dos ex-presidentes da Petrobras, Roberto Castello Branco e do Banco do Brasil, Rubem Novaes, sobre uma suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na estatal. Saiba mais…

    Petrorecôncavo (RECV3)

    A Petrorecôncavo inicia fornecimento de gás natural para a Companhia de Gás do Ceará (Cegás), depois de ter fechado no domingo (3/7) a contratação dos serviços de transporte junto à Transportadora Associada de Gás (TAG).

    Telefônica Brasil (VIVT3)

    A agência de classificação de risco Moody’s Local atribuiu o rating ‘AAA.br’ às duas séries da proposta da 7ª emissão de debêntures da Telefônica Brasil. Saiba mais…

    Tenda (TEND3)

    A construtora Tenda informou que foram aprovados pelos titulares das dívidas de mercado novos termos e condições. Saiba mais…

    Unidas (LCAM3)

    A Unidas aprovou a conversão do registro da companhia perante a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), de emissor categoria “A” para emissor categoria “B”; e o cancelamento da listagem das ações na B3 (B3SA3) e a consequente saída do segmento “Novo Mercado”. Saiba mais…

    (Com informações da CMA, Forbes Money e Momento B3)

Deixe um comentário