Vale firma contrato para viabilizar o fornecimento de gás natural para 100% de sua pelotização em 2024

LinkedIn

A Vale firmou contrato para viabilizar o fornecimento de gás natural para a usina de São Luís, no Maranhão, a partir de 2024, consolidando assim o uso deste combustível em todas as suas plantas de pelotização.

O comunicado foi feito pela mineradora (BOV:VALE3) nesta sexta-feira (01).

“A iniciativa contribui para a meta de redução em 33% de suas emissões de carbono diretas e indiretas até 2030”, informou a mineradora.

Para atingir essa meta, a Vale está investindo entre US$ 4 bilhões e US$ 6 bilhões. A empresa também se comprometeu a cortar em 15% das emissões da sua cadeia de valor até 2035 e ser carbono zero até 2050.

Além de São Luís, a empresa opera usinas de pelotização no Espírito Santo, em Minas Gerais e em Sohar (Omã). Com os contratos firmados com a Eneva, fornecedora de gás natural, e a Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), distribuidora que levará o combustível até a usina, a planta de São Luís deixará de usar óleo combustível, com uma redução de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) estimada, em função da troca, de 28%.

“Esta iniciativa representará, adicionalmente, uma redução de custos com combustíveis, considerando que o gás natural é mais barato do que o óleo combustível”, disse a companhia, afirmando que fará a contratação do gás natural pelo Mercado Livre.

Informações Broadcast

Deixe um comentário