Bom dia ADVFN - Boletim Focus, balança comercial chinesa avança e mais

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!   08 de agosto de 2022, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais:  Os índices futuros americanos e os mercados da Europa operam em alta, com os investidores avaliando as perspectivas de aumentos mais agressivos nas taxas de juros do Federal Reserve contra uma temporada de balanços que mostrou resultados, em média, acima do previsto. As ações asiáticas encerraram de forma mista.

Na Ásia, as bolsas fecharam majoritariamente em alta com os investidores avaliando os dados da balança comercial chinesa, divulgada no fim-de-semana mais fortes do que o esperado. Com isso, em Xangai, a bolsa fechou em alta de +0,31% e, em Shenzhen, +0,79%. Em Tóquio, o Nikkei encerrou o dia em alta de +0,26% e, em Seul, o índice Kospi teve leve alta de +0,09%. Em Hong Kong, no entanto, o Hang Seng perdeu -0,77% pressionado por ações de tecnologia. E, em Taiwan, o Taiex recuou -0,10%. Os militares da China irão realizar novos exercícios militares nos mares e no espaço aéreo ao redor de Taiwan. O anúncio acontece um dia após o término programado de um de seus maiores exercícios de todos os tempos, realizados em resposta à visita da presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, a Taipé na semana passada. A China realizou disparo de 11 mísseis balísticos de curto alcance, alguns sobre Taiwan, durante o período.

Na Europa, as Bolsas operam em alta, os setores de tecnologia e energia lideram o avanço no Stoxx 600 da Europa. Em dia de agenda esvaziada e à espera dos dados de inflação nos Estados Unidos, que deverão ser divulgados nesta semana. Também os dados positivos da balança comercial chinesa impactam os negócios nas bolsas europeias. Siemens Energy, Porsche e BioNTech reportaram resultados antes do começo do pregão de hoje.

Nos Estados Unidos,  Os índices operam em alta no momento. Os fortes dados de empregos nos EUA na sexta-feira contribuíram para um aumento nas expectativas de um ciclo mais longo para os juros americanos, o que refletiu não apenas nos treasuries como também no dólar. Uma parte fundamental da curva de títulos dos EUA está próxima da maior inversão desde os anos 2000, sugerindo que os investidores preveem uma recessão econômica à frente. Os investidores apostam agora em uma alta de 75 pontos-base na próxima reunião do Fed em setembro, como parte de uma onda global de aumentos dos juros. Os dados de inflação dos EUA nesta semana podem moldar as opiniões ao mesmo tempo que podem trazer mais volatilidade para o mercado. Embora as pressões sobre os preços possam estar chegando ao topo, não está claro ainda por quanto tempo o efeito pode durar. O Senado dos Estados Unidos aprovou no domingo, 7, uma legislação que deve representar o investimento federal mais significativo da história para combater as mudanças climáticas e reduzir o custo dos medicamentos prescritos. Após semanas de discussão, os democratas se uniram para aprovar as principais peças da agenda doméstica do presidente Joe Biden diante da oposição republicana. O projeto segue agora para a Câmara dos Deputados.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$  87,98 com baixa de 1,13%. O Brent opera em baixa de 1,18%, negociado a US$ 93,73.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 24.127,45 (+5,13%). O ouro  é negociado a US$ 1.793,50 por onça-troy (+0,13%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro:  O Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 4,31%, a 737,50 iuanes, o equivalente a US$ 109,06.

Coronavírus

O Brasil registrou 7.198 casos positivos e 57 mortes por covid-19 em 24 horas, segundo o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde no domingo (7). Desde o início da pandemia, foram registrados 34.018.371 casos e 679.996 óbitos pela doença. No boletim, os dados de casos e mortes de Minas Gerais, do Rio de Janeiro, do Distrito Federal, do Mato Grosso, do Maranhão, de Tocantins e de Roraima não foram atualizados. O número de óbitos do Mato Grosso do Sul também não.

Brasil

O índice de preços mundiais da agência de alimentos das Nações Unidas caiu novamente em julho, afastando-se ainda mais dos recordes atingidos em março. O índice de preços de alimentos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), que acompanha as commodities alimentares mais comercializadas globalmente, teve uma média de 140,9 pontos no mês passado, contra 154,3 (valor revisado) em junho.

O preço médio da cesta básica em julho aumentou em sete das oito cidades pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre). Segundo dados divulgados pela entidade na sexta-feira (05), em parceria com a empresa de tecnologia de mercado Horus, houve aumento de 2,1% a 4,5% em relação ao mês anterior.

Poderes

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem almoço marcado com representantes da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) e da CNF (Confederação Nacional das Instituições Financeiras) nesta 2ª feira. No encontro, Bolsonaro e seus ministros devem fazer um apelo aos banqueiros a respeito das taxas de juros que poderão ser cobradas sobre operações de empréstimos consignados para quem recebe o Auxílio Brasil.

O governo ampliou de 35% para 40% o limite máximo para desconto em folha de pagamento de servidores públicos federais na contratação de empréstimo consignado.

Os caminhoneiros com CPF válido e cadastrado no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTR-C) até 31 de maio de 2022, na modalidade “Ativo”, começam a receber as primeiras parcelas do benefício emergencial aos transportadores autônomos de carga a partir de 9 de agosto. O Benefício Caminhoneiro-TAC tem validade até 31 de dezembro de 2022 e será pago em seis parcelas mensais, no valor de R$ 1 mil. No dia 9 de agosto, os caminhoneiros vão receber duas parcelas, a primeira e a segunda, referentes aos meses de julho e agosto. Por isso, o primeiro pagamento vai totalizar R$ 2 mil, como explicou o ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira.

Economia

Um levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que um em cada quatro brasileiros (25%) não consegue quitar todas as dívidas no fim do mês. A pesquisa mostra ainda que, com o orçamento apertado, mais da metade dos entrevistados reduziram as despesas com lazer, deixaram de comprar roupas ou desistiram de viajar. Contudo, 56% acreditam que, até dezembro, estarão com uma situação melhor ou muito melhor.

O preço médio do litro da gasolina foi de R$ 6,50 nos postos de combustíveis do País em julho, uma queda de 14,01% em relação a junho. O etanol foi vendido a R$ 5,50 e ficou 8,34% mais barato em comparação ao mesmo período. Os dados foram divulgados pela Ticket Log, que faz levantamento periódico dos preços (IPTL). Todas as cinco regiões tiveram redução no preço da gasolina. O maior recuo aconteceu no Sudeste, onde a queda foi de 18,01% e o preço médio ficou em R$ 6,18. A região Sul apresentou o litro mais barato do combustível: R$ 6,09, baixa de 15,3%. Apesar da redução de 11,94%, a gasolina mais cara está no Nordeste, onde o preço médio é de R$ 6,79.

Divulgação de resultados do BB Seguridade (BBSE3), Banco Pan (BPAN4) e Portobello (PTBL3) antes da abertura do mercado. Itaú Unibanco (ITUB4), Banco Modal (MODL11), Direcional (DIRR3), Mitre (MTRE3), São Martinho (SMTO3) e mais empresas reportam resultados após fechamento.

Agenda Econômica

🇧🇷 Índice IPC- S semanal (08h00)
🇧🇷 Boletim Focus (08h25) ⭐️
🇧🇷 Balança comercial mensal (15h00) ⭐️
Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o principal índice fechou em alta de 0,55% aos 106.471 pontos, acumulando um avanço de 3,19% na semana. O índice  destoou da maioria dos benchmarks americanos, que fecharam em queda.

Maiores altas do Ibovespa

BRKM5 +3.55% R$ 35,25
BEEF3 +3.16% R$ 13,05
PRIO3 +3.08% R$ 24,07
RRRP3 +2.81% R$ 33,60
CSNA3 +2.66% R$ 15,39

Maiores baixas do Ibovespa

ALPA4 -13.53% R$ 19,35
AMER3 -7.82% R$ 13,90
FLRY3 -6.65% R$ 15,44
MGLU3 -5.38% R$ 3,16
NTCO3 -3.66% R$ 17,61

Na Toro, traders podem usar a plataforma Profit Pro grátis

Dólar    

O dólar comercial fechou em queda de 1,03%, cotado a R$ 5,168, revertendo a alta, enquanto o mercado brasileiro foi beneficiado por um fluxo favorável de investimentos.

Juros

Os DIs para 2023 tiveram suas taxas avançando três pontos, para 13,77%, e os para 2025 viram as suas avançando um ponto, para 12,10%. Na ponta longa, no entanto, os contratos brasileiros caíram, com o DI para 2027 com seu yield recuando sete pontos, para 12%, bem como o para 2029, que foi a 12,23%.

Ifix   

O índice fechou com alta de 0,22% aos 2.817 pontos. Na mínima do dia  foi de 2.811 pontos, enquanto na máxima foi de 2.818 pontos.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, correio braziliense, estadão, isto é dinheiro.

Deixe um comentário