Coluna do TradingView: Mercado aguarda Payroll na sexta

LinkedIn

Mercado opera tranquilo nessa quinta, de olho no amanha, os dados de empregos nos EUA. Espera-se que o Payroll venha abaixo do anterior, mostrando uma desaceleração da economia Americana, favorecendo a redução inflacionária. Confira o que estão pensando os analistas do TradingView.

Ricardo Tominaga

Índice Futuro

A partir do topo em R5 formado na sessão do dia 04 o Indice Bovespa entrou numa fase de correção. A range desta correção é delimitada por R3 para baixo e R5 para cima. O rompimento para baixo pode levar o ativo a estender o movimento e buscar R2 na sessão.

Do contrário, caso a correção já tenha se concluído, o breakout de R5 para pode levar o ativo a buscar R6 lá em cima. Entretanto, este cenário de alta não me parece o mais provável para a sessão. Tende a lateralizar caso permaneça dentro da range R3/R5.

Dólar Futuro

Após formar o fundo da sessão em S5 o ativo iniciou um movimento de correção que o levou de volta à região de resistência de S2. Caso se mantenha abaixo deste nível tende a continuar com o impulso de baixa e possivelmente retestar o suporte em S5 na sessão. Para cima, rompendo S2 pode ganhar momentum para buscar a região do gap lá em R1. Este cenário de alta não me parece provável neste momento dada a estrutura atual de preço.”

Mantive todo o texto de ontem pois o cenário é o mesmo. Na sessão de ontem o ativo completou a onda (Y) para cima em S2 e de lá cedeu de volta pro suporte em S3. A questão agora é se essa correção vai se estender por mais tempo ou se o impulso para baixo já será retomado. Tende a buscar o fundo novamente abaixo do fim de (X), a 5190,00. (Ver os gráficos dinâmicos).

Leo Seger

A narrativa principal circulando para os incautos é que bolsa brasileira está subindo pelo resultado do primeiro turno das eleições. Quem acompanha já sabia da possibilidade da bolsa brasileira subir e atingir o nível que atingiu e até quem sabe se firmar e passar. Porém além disso ocorreram outros movimentos no mercado global que somaram ou até tiveram participação mais relevante nos preços por aqui. Vamos a eles:

Bolsas do mundo inteiro tiveram alívio. Ilustro com o movimento do ETF Vanguard Total World Stock Index. Bolsas americanas subiram. Movimento do S&P entre segunda e terça foi de mais de 6%. Petróleo disparou com provável redução de oferta pela OPEP. As próprias commodities tiveram alívio observado pelo BCOM (AW1!). Dólar DX aliviou mais, abrindo a semana corrigindo. (Ver análise na íntegra).

Grafistas

IFIX passou todo o mês de Setembro em movimento lateral. Porque? No gráfico semanal (direita), vemos que os preços subiram muito forte de maneira relativamente muito rápida, o que fez a média de 20 períodos ficar “muito para trás”. O bom do mercado é que não importa quanto os preços tenham subido, sempre haverá movimento de correção, nem que seja dentro de uma lateralização. Portanto, IFIX valorizou muito e não deve retomar a alta tão cedo. Preços atingiram o ápice de valorização dentro do contexto atual. (Ideias sobre Índices).

O Medico Investidor

Tripla divergência de baixa no ITUB4 e ITSA4. Preço está tentando romper topo histórico, porém está com divergência de baixa tanto no IFR quanto no MACD.

IFR no semanal em sobrecomprado. Acredito que possa sofrer uma correção em curto prazo, para ganhar força e continuar a tendência de alta.

Vemos também que está próximo da LTA em um canal de alta. Deixou um candle de indefinição que pode ser um topo caso inicie uma queda. Além disso, pode fazer um fechou fora – fechou dentro das bandas de bollinger. (Ver ideias sobte ITUB4).

Disclaimer: As análises aqui apresentadas são apenas estudos. Elas não são recomendações de investimento, nem de compra nem de venda, tampouco refletem a opinião do veículo de mídia na qual estão sendo divulgadas. São estudos direcionados a pessoas com conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Nossos Autores: Ricardo TominagaLeo Senger CNPI-TGrafistas e O Medico Investidor.

Deixe um comentário