Cury (CURY3): lucro líquido de R$ 94,9 milhões no 3T22, alta de 27,2%

LinkedIn

Cury Construtora e Incorporadora registrou lucro líquido de R$ 94,9 milhões no terceiro trimestre, alta de 27,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. No critério de lucro atribuído aos controladores, o resultado foi de R$ 89,9 milhões, alta de 33,3% contra um ano antes.

receita líquida foi de R$ 626,7 milhões, o que representa expansão de 37,3%. A companhia também reportou margem bruta ajustada de 37,5%, queda de 1 ponto porcentual. Os dados no critério ‘ajustado’ excluem efeitos de juros capitalizados.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação – ajustado somou R$ 121,3 milhões no trimestre, alta de 39,6% na mesma comparação. A margem Ebitda ficou em 19,4%, 0,4 ponto percentual superior ao terceiro trimestre de 2021.

O lucro bruto (receita menos o custo do produtos vendidos) ficar em R$ 233,7 milhões, alta de 33,5% no ano. A margem bruta, apesar dos repasses, recuou um ponto percentual no ano, para 37,3%.

As despesas gerais e administrativas atingiram R$ 49,4 milhões no 3T22, o que representa aumento de 44,9% frente aos R$ 34,1 milhões do 2T22. Na comparação com o 3T21, houve acréscimo de 58,3%. Como percentual da receita líquida, no 3T22 tais despesas alcançaram 7,9%, aumento de 2,2 p.p. ante os 5,7% do 2T22 e de 1,1 p.p. em relação aos 6,8% no 3T21.

As despesas comerciais cresceram 24%, para R$ 59,4 milhões. Elas representaram 9,5% da receita líquida ante 10,5% no mesmo período do ano anterior.

As vendas líquidas atingiram R$ 885,8 milhões. Esse valor representa queda de 1,3% em relação ao trimestre passado e aumento de 29,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Tomando como base o período acumulado nos nove primeiros meses do ano, o VGV vendido foi de R$ 2.536,7 milhões nos 9M22, indicando alta de 29,7% comparado com o mesmo período do ano anterior.

O Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 919,1 milhões, aumento de 27,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, foram lançados 6 empreendimentos, sendo 5 localizados em SP e 1 localizado no RJ. No acumulado do ano, a companhia lançou 18 empreendimentos, sendo 13 localizados em SP e 5 localizados no RJ, e atingiu o VGV de R$ 2.756,6 milhões, aumento de 38,0% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O preço médio das unidades lançadas subiu 10,6% no trimestre, na comparação anual, para R$ 251,8 mil. Já o preço médio das unidades vendidas foi um pouco maior, de R$ 254,7 mil, alta de 16%. A geração de caixa da companhia ficou estável na comparação com um ano atrás, em R$ 65,1 milhões, alta de 0,6%.

Até setembro, a Cury lançou e vendeu R$ 2,76 bilhões e R$ 2,53 bilhões. Para o quarto trimestre, o planejamento da companhia é ter um volume menor de novos projetos, e focar os esforços em retomar os lançamentos com mais força em janeiro e fevereiro, diz Fabio Cury, presidente da empresa.

A velocidade de vendas trimestral líquida, medida pelo indicador de Vendas Sobre Oferta (VSO), foi de 40,3% no 3T22 ante 45,2% no 3T21 e 41,6% no 2T22. Nos últimos doze meses a VSO foi de 70,6%, representando aumento em relação aos 70,1% no 2T22 e abaixo dos 74,0% no 3T21.

O resultado financeiro ficou negativo de R$ 4,1 milhões, ante prejuízo de R$ 1 milhão no terceiro trimestre de 2021.

A Cury encerrou setembro com um banco de terrenos de R $10,4 bilhões, recuando 8,5% frente ao mesmo mês do ano passado. R$ 7,57 milhões deste total estão localizados em terrenos de São Paulo e R$ 2,91 bilhões em terrenos do Rio de Janeiro. A construtora tem uma dívida líquida de R$ 178,9 milhões, e R$ 1,3 bilhão em contas a receber.

A companhia apresentou Geração de Caixa operacional positiva de R$ 65,1 milhões. O montante é 0,6% acima do saldo positivo de R$ 64,7 milhões registrado no 3T21. Na comparação com o 2T22 houve queda de 18,5%. No acumulado do ano, a Companhia atingiu R$ 162,6 milhões de geração de caixa operacional, 12,4% superior aos R$ 144,7 milhões gerados nos 9M21. Em 30 de setembro de 2022 foram pagos R$ 150 milhões em dividendos, referentes aos lucros acumulados em 31 de dezembro de 2021 e aprovados na AGO de 29 de abril de 2022.

Em 30/09/2022, a posição de Caixa da Companhia, incluindo títulos e valores mobiliários, era de R$ 634,9 milhões, evolução de 6,8% frente ao registrado em 31/12/2021.

A dívida bruta foi de R$ 456 milhões e posição de caixa e equivalentes de R$ 634,9 milhões, a Companhia registrou saldo de caixa líquido positivo de R$ 178,9 milhões no 3T22, ante caixa líquido positivo de R$ 203,3 milhões no 4T21. Ao final do trimestre, 92,8% da dívida bruta da Cury tinha seu vencimento no longo prazo, a partir de 2023.

Os resultados da Cury (BOV:CURY3) referente suas operações do terceiro trimestre de 2022 foram divulgados no dia 08/11/2022. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário