Fechamento Ibovespa: Bolsa fecha com alta de 2,26% e todos os destaques de hoje (11/11/2022)

LinkedIn

Depois da queda de 3% no dia anterior, o Ibovespa conseguiu recuperar parte das perdas no pregão. O índice de ações subiu 2,26%, a 112.253,49 pontos, impulsionado pelas ações de mineradoras e siderúrgicas, além de outros papéis que apresentaram bons números no balanço do terceiro trimestre.

No saldo semanal, entretanto, a bolsa paulista acumulou uma queda de 5%. No ano, os ganhos somam 7%.

Em Wall Street, as bolsas operam no campo positivo em sua maioria, com exceção do Dow Jones, que flutuava entre perdas e ganhos na tarde desta sexta. Investidores mantêm a expectativa de que o Federal Reserve amenize o ritmo do aperto monetário a partir de dezembro.

Por aqui, a China garantiu o maior impulso do dia. Ao anunciar a flexibilização de algumas das suas regras mais rígidas de controle da Covid-19, o mercado se animou e os preços internacionais de referência para insumos siderúrgicos no país registraram ganhos.

Na bolsa de Dalian, a cotação do minério de ferro subiu 5%, a US$ 99,86. Em Cingapura, a alta no preço da commodity foi de 8,2%, a US$ 93,60.

As ações de metálicas foram as principais beneficiadas com a notícia. CSN (CSNA3) registrou a maior alta do Ibovespa, com avanço de 16,81%. Usiminas (USIM5) e Vale (VALE3) aparecem na sequência, com ganhos de 10,58% e 10,40%, respectivamente.

Além desses papéis, outras empresas que apresentaram bons resultados no terceiro trimestre também colheram seus frutos. JBS (JBSS3) é a principal delas. A companhia de alimentos apresentou queda de quase 50% no lucro líquido do período, porém, a geração de caixa operacional da operação no Brasil, medida pelo Ebitda, saltou 81%.

Analistas destacaram os investimentos da empresa na abertura de novas fábricas e na expansão geográfica, além dos ganhos com o repasse de preços entre julho e setembro. As ações JBSS3 subiram 11,92%.

Os destaques negativos ficaram com as varejistas. O Magazine Luiza (MGLU3) teve a maior queda do Ibovespa, com perda de x,xx%. A empresa reverteu o lucro do terceiro trimestre de 2021 em prejuízo de R$ 166,8 milhões no mesmo período deste ano.

Os números de lucro operacional apresentados foram menores do que o esperado pelo mercado e o cenário de inflação e altos juros continuam a pressionar os ganhos futuros da empresa. Hoje, a queda das ações foi de 13,07%.

No campo político, o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, mandou uma mensagem ao presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, ao discursar em evento. O presidente do BC afirmou que é necessário “ter um olho” para o social, mas também para o equilíbrio fiscal.

“Se não tiver equilíbrio fiscal e começar a afetar as outras variáveis, vai achar que fazendo um gasto adicional muito maior vai ajudar a sua causa de gerar emprego e atender a população carente, mas na realidade pode estar tendo efeito oposto”, afirmou Campos Neto.

Em postagem no Twitter feita hoje, Lula adotou um tom mais conciliador e escreveu que respeita opiniões divergentes e deseja recuperar o Brasil para todos. “Nós vamos juntos recuperar um Brasil para todos. E peço a ajuda de vocês para fazermos isso”, afirma a postagem na rede social.

Dan Kawa, diretor de investimentos da TAG Investimentos afirma que permanece um viés negativo sobre os investimentos gerais e o Ibovespa, “até que a equação fiscal ganhe alguma âncora e longo prazo”.

O dólar comercial também virou a página hoje. A moeda norte-americana fechou em queda de 1,17%, negociada a R$ 5,3337. Na semana, porém, a alta chegou a 5,36%.

Em Wall Street, um dia depois das bolsas registrarem o rali mais intenso desde o início de 2020, os ganhos foram mais amenos. A expectativa dos investidores por uma alta menor nos juros no próximo encontro do banco central mantém o apetite por risco nos EUA.

O Dow Jones subiu 0,10%, a 33.750,11 pontos, o S&P 500 avançou 0,93%, a 3.993,10 pontos, e o Nasdaq teve alta de 1,88%, a 11.323,33 pontos.

➡️ Veja o fechamento desta sexta-feira:

🇧🇷 IBOV: +2,26%, a 112.253 pts
🏢 IFIX: –0,21% a 2.935 pts
💵 Dólar: –1,17% a R$ 5,33
💶 Euro: +0,60% a R$ 5,52
💰Bitcoin: –5,73%, a R$ 89.587

🇺🇸 Nova York

Dow Jones: +0,10%, a 33.750 pontos;
S&P 500: +0,93%, a 3.993 pontos;
Nasdaq: +1,88%, a 11.323 pontos.

Acompanhe as altas e baixas da bolsa nos últimos dias:

Data Variação Pontuação Volume Financeiro
01/11/2022  0,77%  116.928,66 R$ 40,7 bilhões
 03/11/2022 -0,03%  116.896,36  R$ 33,1 bilhões
04/11/2022  1,08% 118.155,46 R$ 44,9 bilhões
07/11/2022 – 2,38%  115.342,40 R$ 36,8 bilhões
08/11/2022   0,71%  116.160,35  R$ 33,7 bilhões
09/11/2022 – 2,22%  113.580,09 R$ 48,1 bilhões
10/11/2022 – 3,35% 109.775,46 R$ 55,2 bilhões
11/11/2022 2,26% 112.253,49 R$ 49,5 bilhões

 

Confira o ranking completo de todos os papéis negociados na B3.

  • 💥 Confira os destaques corporativos de hoje 💥

    Aeris (AERI3)

    Aeris, companhia que produz equipamentos utilizados na produção de energia eólica, registrou prejuízo líquido de R$ 25,9 milhões no terceiro trimestre de 2022, revertendo o lucro líquido de R$ 9,3 milhões no mesmo período do ano anterior. Saiba mais…

    Americanas (AMER3)

    A Americanas reportou um lucro/prejuízo líquido de R$ 212 milhões no terceiro trimestre de 2022, revertendo o lucro líquido de R$ 240,5 milhões do mesmo período do ano passado. A média das projeções do mercado, contudo, apontava para um prejuízo ainda maior, de R$ 238 milhões.

    B3 (B3SA3)

    A B3 reportou lucro líquido recorrente de R$ 1,153 bilhão no terceiro trimestre deste ano, queda de 10,7% em comparação ao mesmo intervalo do ano passado e de 5,5% frente ao segundo trimestre. Saiba mais…

    BrMalls (BRML3)

    A BrMalls teve lucro líquido ajustado 48,6% maior no terceiro trimestre de 2022 perante o mesmo intervalo de 2021, totalizando R$ 140,8 milhões.

    CCR (CCRO3)

    Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) registrou lucro líquido de R$ 606,5 milhões no terceiro trimestre, alta anual de 230%, na comparação com o mesmo período de 2021. Saiba mais…

    Cogna (COGN3)

    A grupo educacional Cogna  ampliou o prejuízo líquido para R$ 211,3 milhões terceiro trimestre de 2022, 39% maior do que a cifra também negativa reportada um ano antes. No critério ajustado, o prejuízo líquido ficou em R$ 147,4 milhões, piora de 49,3% na mesma base comparativa. Saiba mais…

    Copel (CPLE6)

    Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou lucro líquido de R$ 378,4 milhões no terceiro trimestre de 2022, número 63,4% menor do que o R$ 1,74 bilhão registrado no mesmo período de 2021. Saiba mais…

    Interessada em avançar com seu plano de descarbonização do portfólio até 2030, a Copel espera avançar com a venda da termelétrica Araucária de 484 megawatts (MW) num prazo máximo de dois anos, e acelerar os investimentos em energias renováveis. Também estão à venda a hidrelétrica Foz do Areia e a Compagás, distribuidora de gás natural. Saiba mais…

    Cyrela (CYRE3)

    Cyrela Brazil Realty elevou seu lucro líquido em 21,5% no terceiro trimestre, sobre o mesmo período do ano passado, para R$ 289 milhões. O valor também representa um aumento de 91,4% sobre o segundo trimestre deste ano. Saiba mais…

    Embraer (EMBR3)

    A Embraer anunciou que o presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança, Jackson Schneider, decidiu deixar a empresa em abril do próximo ano, quando se encerra o seu mandato. Saiba mais…

    Enauta (ENAT3)

    Enauta registrou lucro líquido de R$ 18,9 milhões no terceiro trimestre de 2022, redução de 85,9% em relação a igual período no ano passado, de acordo com o balanço. Saiba mais…

    Eneva (ENEV3)

    A produtora de gás natural e geração de energia Eneva vai à Conferência do Clima das Nações Unidas (COP-27), no Egito, para apresentar os impactos sociais e econômicos de sua operação no Maranhão, onde mantém seu principal ativo de produção e geração, no Complexo do Parnaíba, que tem capacidade instalada de 1,9 GW. Saiba mais…

    Eztec (EZTC3)

    EzTec reportou neste terceiro trimestre um lucro líquido de R$ 105,4 milhões, queda de 27,4% ante o mesmo período do ano passado, mas aumento de 26,8% sobre o segundo trimestre de 2022. Saiba mais…

    IRB Brasil RE (IRBR3)

    O IRB Brasil RE teve prejuízo líquido de R$ 298,7 milhões no terceiro trimestre de 2022 (3T22), salto de 91,84% frente as perdas de R$ 155,7 milhões no mesmo período de 2021.

    Itaú Unibanco (ITUB3/ITUB4)

    O Itaú Unibanco fechou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido gerencial de R$ 8,079 bilhões, uma alta de 19,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com o segundo trimestre deste ano, o maior banco da América Latina aumentou o lucro em 5,2%.

    JBS (JBSS3)

    JBS, companhia da família Batista, encerrou o terceiro trimestre de 2022 com lucro líquido de R$ 4,013 bilhões, ou R$ 1,81 por ação, um recuo de 47,1% ante o lucro líquido de R$ 7,586 bilhões verificado em igual período de 2021, informou a empresa. Saiba mais…

    Locaweb (LWSA3)

    A Locaweb Company ampliou em 71% o prejuízo líquido no terceiro trimestre de 2022 ante o mesmo intervalo de 2021, para R$ 6,4 milhões. No critério ajustado, reportou lucro líquido de R$ 33,4 milhões, alta anual de 30,8%.

    Magazine Luiza (MGLU3)

    O Magazine Luiza apresentou prejuízo líquido de R$ 166,8 milhões no terceiro trimestre de 2022, o resultado reverteu lucro de R$ 143,5 milhões apresentado no mesmo período de 2021.

    Marfrig (MRFG3)

    Marfrig Global Foods encerrou o terceiro trimestre de 2022 com lucro líquido de R$ 431 milhões, queda de 74,3% ante R$ 1,675 bilhão registrado em igual período do ano passado, informou a companhia. Saiba mais…

    Raízen (RAIZ4)

    A Raízen registrou lucro de R$ 1,1 milhão no segundo trimestre do exercício 2022/2023 – o equivalente ao terceiro trimestre do ano -, queda de 99,9% em relação aos R$ 1,07 bilhão apurado no mesmo período de 2021. Em comunicado, a Raízen atribui o desempenho aos efeitos adversos nos estoques dos combustíveis no Brasil, que refletiram “queda consistente de preços de todos os produtos”.

    Rumo (RAIL3)

    Rumo, do conglomerado Cosan, reportou lucro líquido de R$ 309 milhões no terceiro trimestre, ante R$ 51 milhões um ano antes, informou a companhia em balanço enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Saiba mais…

    Sabesp (SBSP3)

    Sabesp registrou lucro líquido de R$ 1,1 bilhão no terceiro trimestre, alta de 130,7% contra ganho de R$ 468,6 milhões de igual período do ano anterior. Saiba mais…

    Ser Educacional (SEER3)

    A Ser Educacional registrou prejuízo líquido ajustado de R$ 30,4 milhões no terceiro trimestre de 2022 (3T22), revertendo lucro líquido de R$ 7,5 milhões no terceiro trimestre de 2021.

    Tecnisa (TCSA3)

    A incorporadora Tecnisa apresentou lucro líquido de R$ 1,656 milhão no terceiro trimestre de 2022, quebrando um ciclo de seis anos com balanços seguidamente no vermelho. Trata-se de uma melhora na comparação com o resultado do mesmo período de 2021, quando fechou com prejuízo de R$ 45 milhões. Saiba mais…

    Vibra (VVBR3)

    Vibra registrou prejuízo líquido de R$ 61 milhões no terceiro trimestre de 2022, revertendo em parte o lucro líquido de R$ 598 milhões do terceiro trimestre de 2021. Saiba mais…

    Via (VIIA3)

    Via registrou prejuízo líquido de R$ 203 milhões no terceiro trimestre deste ano, queda de 68,2% em relação ao mesmo período de 2021. O prejuízo líquido operacional totalizou R$ 135 milhões, revertendo o lucro operacional de R$ 101 milhões em base anual. Saiba mais…

    Yduqs (YDUQ3)

    A Yduqs reportou lucro líquido de R$ 16,1 milhões no terceiro trimestre deste ano, 77,8% menor que o do terceiro trimestre de 2021. Já o lucro líquido ajustado foi de R$ 67,2 milhões, 53,5% menor ano contra ano.

    (Com informações da CMA, Forbes Money e Momento B3)

Deixe um comentário