Fechamento Ibovespa: Bolsa fecha com queda de 2,58% e todos os destaques de hoje (16/11/2022)

LinkedIn

PEC da Transição indefinida, equipe econômica indefinida e possível nova ancoragem fiscal derrubaram o Ibovespa nesta volta de feriado. O índice fechou hoje (16) com queda de 2,58%, a 110.243,33 pontos.

Em Nova York, as bolsas também fecharam no negativo. Uma série de dados foram divulgados nesta quarta e os investidores ponderam qual será a resposta do banco central para o cenário econômico, se será forte alta dos juros ou um aumento menor que os anteriores.

Por aqui, o líder do PT no Senado, senador Paulo Rocha, afirmou que a PEC da Transição será apresentada hoje, às 18h. No entanto, o texto será apresentado sem valores estimados de quanto dinheiro ficará fora do teto de gastos e sem prazo de duração da proposta.

Ou seja, as informações cruciais ficarão de fora e os receios dos agentes financeiros voltaram a crescer. O silêncio sobre a equipe econômica do novo governo também adicionou desconforto à situação.

Dan Kawa, diretor de investimentos da TAG Investimentos, afirma que “o mercado seguirá extremamente sensível a este tema” até que se tenha uma resposta para as perguntas.

A insegurança dos investidores aumentou a curva de juros no dia, o que impactou o desempenho das empresas no Ibovespa. Em dia de queda generalizada, com apenas 7 ações fechando no positivo, as mais prejudicadas foram as varejistas e as ações de crescimento.

Americanas (AMER3) caiu 9,81%, Locaweb (LWSA3) perdeu 8,10%, Magazine Luiza (MGLU3) recuou 8,01%.

Também figurou no ranking de maiores perdas do Ibovespa as ações da Localiza (RENT3), depois que a empresa divulgou seus resultados do terceiro trimestre. Os números vieram abaixo das projeções, com o lucro líquido ajustado em R$ 682 milhões, enquanto a expectativa era de R$ 758,2 milhões.

O valor inclui os números da Unidas e mesmo assim é 27,6% menor do que a soma do registrado por ambas as companhias no mesmo período do ano passado. Hoje, as ações perderam 7,34%.

No campo de altas, o maior destaque é a Embraer (EMBR3), que disparou 9,94% neste dia de aversão a risco. A companhia obteve crédito de R$ 2,2 bilhões do BNDES na semana passada para exportar e produzir aviões.

Outro destaque foi a Suzano (SUZB3), que subiu no embalo da alta do dólar e fechou com 1,49% de ganhos.

Lá fora, o clima também não foi dos mais favoráveis. O Departamento do Comércio divulgou que os gastos dos consumidores dos Estados Unidos aumentaram mais do que o esperado em setembro, em 0,6%, enquanto a expectativa era de 0,4%.

Em paralelo, as vendas no varejo em outubro subiram 1,3% nos EUA, ante projeção de 1,2%. Os dados indicam um mercado fortalecido, o que pode dar gás para o Federal Reserve manter a posição mais agressiva na alta dos juros em dezembro.

Essa perspectiva fez as bolsas fecharem no campo negativo. O Dow Jones caiu 0,12%, a 33.553 pontos, o S&P 500 perdeu 0,82%, a 3.959 pontos, enquanto o Nasdaq recuou 1,54%, a 11.183 pontos.

O dólar comercial terminou o dia com alta de 1,55%, a R$ 5,3817.

➡️ Veja o fechamento desta quarta-feira:

🇧🇷 IBOV: –2,58%, a 110.243 pts
🏢 IFIX: –0,57% a 2.914 pts
💵 Dólar: +1,55% a R$ 5,38
💶 Euro: +1,99% a R$ 5,59
💰 Bitcoin: –0,07%, a R$ 88.832

🇺🇸 Nova York

Dow Jones: –0,12%, a 33.553 pontos
S&P 500: –0,82%, a 3.958 pontos
Nasdaq: –1,54%, a 11.183 pontos

Acompanhe as altas e baixas da bolsa nos últimos dias:

Data Variação Pontuação Volume Financeiro
01/11/2022  0,77%  116.928,66 R$ 40,7 bilhões
 03/11/2022 -0,03%  116.896,36  R$ 33,1 bilhões
04/11/2022  1,08% 118.155,46 R$ 44,9 bilhões
07/11/2022 – 2,38%  115.342,40 R$ 36,8 bilhões
08/11/2022   0,71%  116.160,35  R$ 33,7 bilhões
09/11/2022 – 2,22%  113.580,09 R$ 48,1 bilhões
10/11/2022 – 3,35% 109.775,46 R$ 55,2 bilhões
11/11/2022 2,26% 112.253,49 R$ 49,5 bilhões
16/11/2022 -2,58% 110.243,33 R$ 35,8 bi

DESTAQUES DO IBOVESPA – (pregão à vista)

  • ALTAS IBOVESPA

EMBR3: +9,94% a R$ 14,38
BRAP4: +2,16% a R$ 27,48
CMIN3: +2,12% a R$ 3,86
SUZB3: +1,49% a R$ 58,60
CCRO3: +0,61% a R$ 11,57

  • BAIXAS IBOVESPA

HAPV3: -10,94% a R$ 5,70
AMER3: -9,81% a R$ 11,31
BEEF3: -9,27% a R$ 13,51
IRBR3: -8,10% a R$ 0,86
LWSA3: -8,10% a R$ 7,72

Confira o ranking completo de todos os papéis negociados na B3.

  • 💥 Confira os destaques corporativos de hoje 💥

    Agrogalaxy (AGXY3)

    Agrogalaxy reportou lucro líquido ajustado de R$ 19,4 milhões no terceiro trimestre de 2022, montante 66% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2021. Saiba mais…

    Allied (ALLD3)

    Allied Tecnologia reportou lucro líquido ajustado de R$ 10,4 milhões no terceiro trimestre de 2022, montante 83,4% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2021, informou a companhia. Saiba mais…

    Banrisul (BRSR6)

    Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) teve lucro líquido ajustado de R$ 137,8 milhões no terceiro trimestre de 2022, com queda de 39,5% em relação ao segundo trimestre e de 19,6% em 12 meses. A margem financeira foi de R$ 1,152 bilhão, com alta de 3,3% e queda de 5,26% em igual base de comparação. Saiba mais…

    Boa Safra (SOJA3)

    A Boa Safra Sementes, uma das principais produtoras de sementes de soja do Brasil, teve lucro líquido de R$ 85,9 milhões no terceiro trimestre de 2022, queda de 2,5% na comparação com igual período do ano passado. Saiba mais…

    Bradesco (BBDC3/BBDC4)

    Bradesco estima um potencial de R$ 500 bilhões em ofertas de ações e de dívida doméstica no Brasil no próximo ano, o primeiro da gestão de Lula, informa o Broadcast. Saiba mais…

    Brisanet (BRIT3)

    Brisanet reportou lucro líquido de R$ 22 milhões no terceiro trimestre de 2022, ante prejuízo de R$ 6,6 milhões da mesma etapa de 2021. Saiba mais…

    Celesc (CLSC6)

    A Celesc reportou lucro líquido de R$ 76,1 milhões no 3º trimestre de 2022. Esse lucro é 56,6% menor do que o obtido no 3TRI21, que havia sido de R$ 175,5 milhões.

    Cemig (CMIG3)

    Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) apresentou lucro líquido consolidado de R$ 1,18 bilhão no terceiro trimestre de 2022, um crescimento de 180,5% em comparação os R$ 421 milhões reportados no mesmo período de 2021, devido ao desempenho ao resultado financeiro do trimestre. Saiba mais…

    Cosan (CSAN3)

    Cosan encerrou o terceiro trimestre de 2022 com lucro líquido ajustado de R$ 265,5 milhões no terceiro trimestre de 2022, queda de 50% ante o mesmo período de 2021. Na comparação com o segundo trimestre deste ano, porém, houve alta, pois o lucro líquido ajustado havia sido de R$ 53,6 milhões de abril a junho. Saiba mais…

    Cruzeiro do Sul (CSED3)

    A Cruzeiro do Sul reportou lucro líquido ajustado de R$ 18,8 milhões no terceiro trimestre de 2022, montante 35,7% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2021, informou a companhia.

    Dasa (DASA3)

    Dasa – Diagnósticos da América S.A. – registrou prejuízo líquido de R$ 97 milhões no terceiro trimestre de 2022, revertendo lucro de R$ 110 milhões do mesmo intervalo de 2021, informou a companhia de diagnósticos. Saiba mais…

    Desktop (DESK3)

    A Desktop reportou lucro líquido ajustado de R$ 36,1 milhões no terceiro trimestre de 2022, um crescimento de 133% na comparação com terceiro trimestre de 2021.

    Dommo (DMMO3)

    A Dommo Energia reportou prejuízo líquido de R$ 59,2 milhões no terceiro trimestre de 2022, um recuo de 20,7% frente igual período do ano passado.

    Embraer (EMBR3)

    Embraer reportou prejuízo líquido ajustado de R$ 93,8 milhões no terceiro trimestre, ante perdas de R$ 179,7 milhões no mesmo período do ano passado, uma retração de 47,8%. De julho a setembro, a Embraer apresentou prejuízo líquido atribuído aos acionistas de R$ 160,4 milhões, 31,5% menor que o de R$ 234,2 milhões um ano antes conforme balanço enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Saiba mais…

    Eneva (ENEV3)

    A Eneva informou que a Aneel aprovou o início da operação da usina termelétrica Parnaíba V, localizada em Santo Antônio dos Lopes (MA) e com capacidade instalada de 385,7 MW. Segundo a empresa, a unidade geradora de turbina a vapor vai começar a operar com capacidade limitada em 365,3 MW. Saiba mais…

    Espaçolaser (ESPA3)

    A Espaçolaser teve um prejuízo líquido ajustado de R$ 16,93 milhões no terceiro trimestre de 2022, revertendo lucro de R$ 19,08 milhões de igual período de 2021.

    Fertilizantes Heringer (FHER3)

    A Fertilizantes Heringer reportou prejuízo líquido de R$ 110,8 milhões no terceiro trimestre de 2022, revertendo lucro de R$ 101,3 milhões do mesmo intervalo de 2021.

    Fleury (FLRY3) 

    A Fleury está promovendo o direito de preferência em aumento de capital. Saiba mais…

    Gafisa (GFSA3)

    A construtora Gafisa reportou prejuízo líquido de R$ 49,3 milhões no terceiro trimestre de 2022.

    Hapvida (HAPV3)

    A Hapvida aprovou a emissão de até R$ 1,2 bilhão em debêntures, que serão securitizadas para emissão de certificados de recebíveis imobiliários (CRI). Saiba mais…

    Jalles Machado (JALL3)

    A Jalles Machado, companhia do setor sucroenergético e maior exportadora mundial de açúcar orgânico, registrou lucro líquido de R$ 177,5 milhões no segundo trimestre da safra 2022/23, revertendo prejuízo de R$ 10,2 milhões obtidos no mesmo período da temporada anterior.

    Kora Saúde (KRSA3)

    A Kora Saúde reverteu lucro ajustado de R$ 5,3 milhões de um ano antes e teve prejuízo líquido ajustado de R$ 12 milhões no terceiro trimestre de 2022. Já o prejuízo atribuído aos acionistas de R$ 55,4 milhões, quase quatro vezes o prejuízo de R$ 14,7 milhões apresentado no 3T21.

    Light (LIGT3)

    A Light aprovou a instituição de Programa de Recompra de Ações de emissão da Companhia. Saiba mais…

    Localiza (RENT3)

    Localiza reportou lucro líquido ajustado de R$ 682,1 milhões no terceiro trimestre de 2022 (3T22), montante 27,6% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2021. Saiba mais…

    M. Dias Branco (MDIA3)

    A M. Dias Branco, líder nos mercados de biscoitos e massas no Brasil, registrou lucro líquido de R$ 195 milhões no terceiro trimestre, leve queda de 0,8% no comparativo anual, pressionado por custos maiores principalmente com insumos, como o trigo, em função da guerra na Ucrânia.

    A M. Dias Branco quer aumentar participação de mercado em volumes e valor movimentado, segundo o Valor Econômico. Saiba mais…

    Méliuz (CASH3)

    O Méliuz informou que Conselho de Administração aprovou o pedido de registro de companhia aberta, categoria “A”, perante a Comissão de Valores Mobiliários, e o pedido de listagem no segmento especial de governança corporativa do Novo Mercado da B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão – da Bankly. Saiba mais…

    Metal Leve (LEVE3)

    A Metal Leve, empresa de autopeças, registrou um lucro líquido ajustado de R$ 201,8 milhões no terceiro trimestre de 2022, avanço de 52,4% na comparação com igual período de 2021.

    Minerva (BEEF3)

    A Minerva Foods, líder em exportação de carne bovina na América do Sul, realizou o primeiro embarque de produto certificado Carbono Neutro a partir das operações no Brasil, com destino aos Estados Unidos. Saiba mais…

    Orizon (ORVR3)

    A Orizon registrou prejuízo líquido de R$ 29,6 milhões no terceiro trimestre de 2022, um aumento de 2.096% sobre o prejuízo reportado no mesmo intervalo de 2021.

    O conselho de administração da Orizon aprovou a emissão da 5ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie com garantia real, com garantia adicional fidejussória, em série única, da Orizon Meio Ambiente (OMA) no montante de R$ 400 milhões, com esforços restritos de colocação. Serão 400 mil debêntures. Saiba mais…

    OuroFino (OFSA3)

    Ourofino obteve lucro líquido ajustado de R$ 44,5 milhões no terceiro trimestre de 2022, informou a companhia. O resultado representa aumento de 25,1% ante igual período do ano passado, quando a companhia lucrou R$ 35,5 milhões. Saiba mais…

    PDG (PDGR3)

    A PDG Realty apurou lucro líquido de R$ 2,6 milhões no terceiro trimestre de 2022, resultado que é 95% menor do que o obtido frente ao mesmo período de 2021, que havia sido de R$ 47,2 milhões.

    Raízen (RAIZ4)

    A Raízen registrou lucro de R$ 1,1 milhão no segundo trimestre do exercício 2022/2023 – o equivalente ao terceiro trimestre do ano -, queda de 99,9% em relação aos R$ 1,07 bilhão apurado no mesmo período de 2021. Em comunicado, a Raízen atribui o desempenho aos efeitos adversos nos estoques dos combustíveis no Brasil, que refletiram “queda consistente de preços de todos os produtos”.

    Saraiva (SLED4)

    A livraria Saraiva, em recuperação judicial, registrou um prejuízo líquido ajustado, antes do resultado líquido de operações descontinuadas, de R$ 9,2 milhões no terceiro trimestre de 2022, indicando uma queda de 44% do valor negativo ante igual período de 2021.

    (Com informações da CMA, Forbes Money e Momento B3)

Deixe um comentário