ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Home Depot registra trimestre melhor do que o esperado, apesar da inflação, e mantém perspectiva

LinkedIn

A Home Depot (NYSE:HD) divulgou na terça-feira (15) que sua receita do terceiro trimestre aumentou quase 6%, para US$ 38,9 bilhões, superando as expectativas dos analistas, já que a varejista continuou a atrair clientes, apesar do aumento dos custos e das pressões macroeconômicas.

Home Depot também é negociada na B3 através do ticker (BOV:HOME34).

A empresa registrou um lucro de US$ 4,3 bilhões, ou US$ 4,24 por ação diluída, acima dos US$ 4,1 bilhões, ou US$ 3,92 bilhões, do mesmo trimestre do ano passado.

Aqui está o que a Home Depot informou na terça-feira, em comparação com as expectativas dos analistas, com base em uma pesquisa com analistas da Refinitiv:

  • Lucro por ação: US$ 4,24, contra US$ 4,12 esperados
  • Receita: US$ 38,87 bilhões, contra US$ 37,96 bilhões esperados

Na terça-feira, a Home Depot reafirmou sua orientação para o ano inteiro antes do importante trimestre de férias, observando que espera um crescimento percentual de lucro diluído por ação na casa de um dígito. A empresa também espera que as vendas de lojas comparáveis ​​cresçam cerca de 3% e uma margem operacional de aproximadamente 15%.

As ações HD da Home Depot caíram ligeiramente na terça-feira nas negociações de pré-mercado.

Os investidores ficaram de olho no desempenho da Home Depot e se os compradores ainda estão gastando em reformas e melhorias nas casas do tipo “faça você mesmo” à medida que enfrentam uma inflação persistente.

A Home Depot disse que, embora as transações de seus clientes tenham caído um pouco mais de 4%, os preços médios dos ingressos subiram cerca de 9%, para US$ 89,67. A empresa também disse que suas vendas por metro quadrado no varejo aumentaram 5%.

Com informações de CNBC

Deixe um comentário