ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Marcopolo: ex-executivos criam a Arrow Mobility, fábrica de vans elétricas no RS

LinkedIn

Um segmento que vendeu neste ano apenas 50,8 mil unidades até novembro, o de furgões, atraiu investidores de uma startup brasileira para a produção local desse tipo de veículo, mas com motor 100% elétrico. Eles são usados para transporte de cargas leves e passageiros e várias marcas também estão importando modelos com essa tecnologia, bem mais caros que as versões a combustão. Hoje, há dez opções de vans à venda no País. A maioria é importada e foi lançada neste ano.

A Arrow Mobility, com fábrica em Caxias do Sul (RS), foi criada por ex-executivos da Marcopolo no ano passado e já tem 100 pedidos de vans elétricas encomendados pela Localiza (BOV:RENT3), a serem entregues a partir do primeiro semestre de 2023.

Segundo a empresa, que teve sua estreia oficial no mês passado, durante a Fenatran – feira de transporte realizada em São Paulo -, a maior parte dos componentes usados na produção das vans são nacionais, mas baterias e alguns itens eletrônicos são importados.

Com a receptividade do veículo durante o evento, Julio Balbinot, sócio e responsável pela área de estratégia e marketing, diz que a Arrow espera produzir pelo menos 2 mil unidades até 2025.

Enquanto aguarda as entregas das vans Arrow One, a Localiza já opera com outros modelos elétricos importados, como Citroën E-Jumpy, Peugeot E-Expert e Renault Kangoo. A locadora informa que a demanda maior por estes veículos vem de companhias de varejo e e-commerce com foco no “last mile” (etapa final de entrega).

São empresas preocupadas com a redução da emissão de CO2 e com projetos na área de ESG (sigla em inglês para meio ambiente, social e governança). “A Localiza acredita que a eletrificação, prioritariamente em substituição aos veículos à diesel, é uma excelente alternativa na redução do inventário de CO2 das empresas”, informa um porta-voz.

A Ford, que deixou de produzir veículos no Brasil, também apresentou recentemente a E-Transit, versão elétrica de seu furgão para cargas. O modelo ainda não está à venda. A empresa preferiu importar algumas unidades e entregá-las para grandes frotistas realizarem testes. “A ideia é entender as necessidades desse cliente, ajudá-lo a tirar o melhor desempenho do produto e depois ir aumentando os volumes com vendas”, afirma Rogelio Golfarb, vice-presidente da Ford América do Sul.

Outros modelos de vans elétricas à venda no País são o iEV 750, de grande porte, a E-JV7L, para transporte executivo, e o furgão E-JV5.5, todos da JAC Motors. Também tem o BYD eT3 e o Iveco Daily.

Por enquanto único a ser fabricado no País, o Arrow One também é voltado principalmente a entregas de e-commerce. A startup criada por três investidores, todos oriundos da fabricante de ônibus Marcopolo (BOV:POMO3) (BOV:POMO4), não revela valores gastos no projeto até o momento, mas informa que está finalizando uma rodada de investimentos.

NACIONAL

O furgão, segundo a Arrow, é um projeto totalmente nacional, não emite CO2 e tem autonomia para rodar 270 quilômetros. “Leva menos de 3 horas para ser totalmente recarregada”, informa a startup. A van é seu primeiro produto, mas há outros em estudo.

Uma das novidades é o sistema “One Shot Loader”, em que as encomendas são acomodadas numa estrutura externa, uma espécie de gaveta. “Quando o veículo chega ao centro de distribuição, o dispositivo é colocado inteiro dentro da van, que sai imediatamente para a entrega, otimizando tempo e mão de obra”, diz Balbinot.

O executivo ressalta que, com pouco incentivo governamental e fiscal, os carros elétricos são mais caros que os movidos a combustíveis fósseis, mas a economia que geram para rodar compensa o investimento inicial. “Com todas as tecnologias do Arrow One, o ganho de produtividade é de cerca de 50%, com um custo energético 80% menor se comparado a um veículo tradicional.”

Informações Broadcast

Gratuito - Quero ver a lista de criptomoedas - clique no banner

Deixe um comentário