ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Ambev diz que a acusação de rombo tributário é falsa e foi veiculada de forma oportunista e irresponsável

LinkedIn

Em resposta à acusação de suposto “rombo” tributário, a cervejaria Ambev (BOV:ABEV3), que tem o trio de acionistas Carlos Alberto Sicupira, Jorge Paulo Lemann e Marcel Telles em comum com a Americanas (BOV:AMER3), disse que a acusação é falsa e foi veiculada de forma oportunista e irresponsável, sem que a veracidade dos fatos fosse devidamente checada e sem que a posição da companhia fosse ouvida.

As alegações foram feita pela Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil) formada por algumas cervejarias concorrentes da Ambev. Com base no estudo feito pela AC Consultoria, a associação apontou um rombo estimado em R$ 30 bilhões em supostas manobras tributárias feitas por empresas de bebidas. A consultoria afirmou, posteriormente, que o montante correspondia ao setor como um todo; o estudo não citava nominalmente a Ambev.

A publicação informou que o estudo acusaria a Ambev de inflacionar o preço de componentes necessários à produção do refrigerante e que são passíveis de isenção e geração de créditos fiscais na Zona Franca de Manaus, o que levaria ao acúmulo irregular de mais créditos tributários do que teria direito.

“Calculamos nossos créditos tributários com base na legislação e nossas demonstrações financeiras estão de acordo com as regras jurídicas e contábeis, com ampla transparência sobre os litígios tributários envolvendo a companhia”, afirma a empresa. A companhia complementa que “litígios tributários devidamente divulgados são muito diferentes de um suposto ‘rombo’”.

A Ambev diz que não existe rombo algum em suas demonstrações financeiras e a notícia induz o leitor ao erro.

“Temos litígios tributários em que divergimos da interpretação do Fisco. Esses litígios são o reflexo da complexidade do sistema tributário brasileiro e uma realidade de muitas empresas”, explica a empresa.

“Além disso, a própria imprensa esclareceu que o valor mencionado se refere a discussões de todo o setor de refrigerantes, e não apenas da Ambev”, lembra a companhia, em comunicado.

Informações Infomoney

Deixe um comentário