ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

CCR: governo terá de pagar R$ 297,9 milhões à ViaMobilidade, controlada da companhia

LinkedIn

A CCR informa que foi publicado no DOESP, o reconhecimento da ocorrência de desequilíbrio econômico-financeiro referente ao contrato de concessão firmado por sua controlada direta Concessionária das Linhas 5 e 17 do Metrô de São Paulo, devido às perdas de receita tarifária resultante da redução de demanda de passageiros na Linha 5 – Lilás decorrente da pandemia da Covid-19.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:CCRO3) na sexta-feira (15).

O valor bruto do desequilíbrio corresponde a R$ 297.891.836,47 em valores de agosto de 2023, a ser reequilibrado em favor da ViaMobilidade – Linhas 5 e 17.

A modalidade do recebimento deste reequilíbrio será, ainda, selecionada pelo Poder Concedente e comunicado ao mercado no momento oportuno.

VISÃO DO MERCADO

Bradesco BBI

O Bradesco BBI avaliou o anúncio como positivo para a companhia, pois o montante de quase R$ 298 milhões a ser recebido representa R$ 0,10 por ação de emissão da administradora de concessões (pós-impostos).

Além disso, analistas destacam que os números mensais de tráfego sugerem fortes resultados no terceiro trimestre de 2023 (3T23), em nossa opinião, o governo do estado de São Paulo provavelmente aumentará a tarifa sombra paga à CCR por passageiro transportado.

Dessa forma, o BBI optou por manter classificação outperform (desempenho acima da média do mercado, equivalente à compra) para CCR e preço alvo de R$ 17,00, o que representa um potencial de valorização de 34,8% frente a cotação de fechamento da última sexta-feira (15) de R$ 12,61.

Deixe um comentário