ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Momento Cripto (30/10/23): CME aproxima-se da Binance em futuros, Tether supera BTC no Brasil, e mais

LinkedIn

VanEck modifica estratégia de ETF de Bitcoin para a SEC

A VanEck, gestora de ativos, fez modificações em seu pedido de ETF de Bitcoin à SEC em 27 de outubro, adotando um método único de seeding. Seeding é o financiamento inicial necessário para lançar um ETF. Esse fundo ajuda a criar unidades que fundamentam o ETF, permitindo a negociação de ações no mercado aberto. Scott Johnson, especialista financeiro, observou que VanEck usará um método de seeding distinto em relação à concorrente, BlackRock (NYSE:BLK). Esta técnica implica que um investidor anônimo adquiriu Seed Creation Baskets do fundo recentemente. Apesar das diferenças, a linguagem no pedido é semelhante à da BlackRock, refletindo consultorias legais similares.

Defesa de Bankman-Fried se intensifica em tribunal

Na segunda-feira, Sam Bankman-Fried manteve firme sua defesa contra acusações de fraude na gestão da FTX e Alameda Research. Ele confirmou certos detalhes fornecidos por testemunhas da empresa, mas também apresentou versões alternativas, minimizando sua culpa. Referindo-se ao rápido declínio financeiro da Alameda em 2022, ele descreveu os acontecimentos como uma “corrida ao banco”. Bankman-Fried sustentou que estava pouco informado sobre a situação financeira precária de sua empresa até que os principais ativos desvalorizaram acentuadamente. Ele reiterou que a queda da FTX foi devido a erros, incluindo de figuras-chave, como a ex-CEO da Alameda, Caroline Ellison.

CME ascende ao segundo lugar em contratos futuros de Bitcoin

A Chicago Mercantile Exchange (CME) alcançou o segundo lugar nas bolsas de futuros de Bitcoin em termos de contratos em aberto nocionais, ficando apenas atrás da Binance. Em 30 de outubro, a CME registrou contratos no valor de US$ 3,58 bilhões, ultrapassando Bybit e OKX e aproximando-se dos US$ 3,9 bilhões da Binance. Esse crescimento reflete o aumento do interesse dos traders, principalmente institucionais, nos futuros de Bitcoin da CME, especialmente após o recente salto de preço do Bitcoin.

Kraken acata ordem judicial e compartilhará dados de usuários com o IRS

A exchange norte-americana Kraken informou que enviará ao IRS dados de 42.000 usuários, conforme determinação judicial. Apesar de inicialmente contestar a amplitude da intimação, a empresa acabou reduzindo o escopo das informações. O tribunal especificou que seriam incluídos clientes com transações acima de US$ 20.000 entre 2016 e 2020. Paralelamente, a Coinbase (NASDAQ:COIN), em situação similar, alertou 13.000 usuários sobre a entrega de seus dados ao IRS, referente aos anos 2013 a 2015.

Movimentação de tokens UNI pela Uniswap Foundation causa alarde

A Uniswap Foundation (COIN:UNIUSD) transferiu cerca de 10 milhões de tokens UNI, avaliados em mais de US$ 40 milhões, para diversas exchanges de criptomoedas na última semana. Dados revelam transferências significativas para OKX, Kraken e FalconX. Embora tais movimentos frequentemente sinalizem possíveis vendas, causando preocupações na comunidade, acredita-se que essas transações sejam para fins operacionais. Paralelamente, a nova taxa de swap do Uniswap rendeu mais de US$ 600.000 em duas semanas, graças à sua estrutura de taxas revisada.

Token TIA da Celestia em antecipação ao lançamento da Mainnet

O token TIA (COIN:TIAUSD) da blockchain Celestia está se preparando para o lançamento da sua mainnet. Binance, Kucoin e Bybit planejam listar o token em 31 de outubro. Com um fornecimento total estimado de 1 bilhão, o valor diluído do TIA é de aproximadamente US$ 3,1 bilhões. No ano passado, a Celestia angariou US$ 55 milhões em investimentos liderados por Bain Capital Crypto e Polychain Capital.

PancakeSwap lança gerenciamento de portfólio com parceria Bril Finance

PancakeSwap, uma exchange descentralizada, anunciou em 30 de outubro a inclusão de uma ferramenta de gerenciamento de portfólio em colaboração com Bril Finance. A funcionalidade permite aos usuários depositar tokens em cofres e utilizar um algoritmo de provisão de liquidez. Espera-se que este sistema oferte retornos mais atrativos. O protocolo suporta criptomoedas como USDT (COIN:USDTUSD), BTC (COIN:BTCUSD) e ETH (COIN:ETHUSD) e mostrou uma taxa interna de retorno superior a 24% em testes. Durante o mês de lançamento, recompensas adicionais serão oferecidas. Mochi, CEO da PancakeSwap, vê a integração como um passo rumo a ser um núcleo essencial para DeFi: “Nosso objetivo é nos tornar um hub para todos os DeFi e integrações como essa, permitindo-nos ser um balcão único para gerenciamento de portfólio. A tecnologia automatizada da Bril e sua integração com o PancakeSwap permitirão que os usuários do PancakeSwap aproveitem os principais recursos e funcionalidades com os quais já estão acostumados e ganhem facilmente com seus ativos de maneira prática.”

Plataforma OPNX abandona ação legal contra investidor Mike Dudas

OPNX, vinculada aos fundadores da Three Arrows Capital, desistiu da ação de difamação contra o investidor de criptomoedas Mike Dudas. Em junho, Dudas foi processado após tuitar que os apoiadores da OPNX eram “golpistas”. OPNX tem laços com líderes de empresas cripto que já faliram, como Mark Lamb da CoinFLEX e Su Zhu e Kyle Davies da Three Arrows Capital, fundo que colapsou afetando o mercado cripto.

Ataque a LastPass resulta em roubo de US$ 4,4 milhões em criptomoedas

Hackers roubaram US$ 4,4 milhões em criptomoedas de 25 usuários da LastPass em 25 de outubro. ZachXBT, analista de blockchain, revelou o desvio, e Taylor Monahan, do MetaMask, identificou 80 carteiras comprometidas. Os fundos provinham de várias blockchains, como Bitcoin e Ethereum. ZachXBT alertou usuários que armazenaram chaves no LastPass para transferirem seus ativos. Esta não é a primeira vez que carteiras criptográficas são visadas, com US$ 300 milhões sendo roubados em julho. Brian Krebs, jornalista, estimou o roubo em US$ 35 milhões.

Tether dominando o mercado cripto brasileiro

Em 2023, o uso do stablecoin Tether (COIN:USDTUSD) no Brasil cresceu expressivamente, representando 80% de todas as transações criptográficas. Segundo dados da agência tributária brasileira, até outubro, as transações de USDT somavam cerca de US$ 55 bilhões, superando em muito o Bitcoin (COIN:BTCUSD), com US$ 30 bilhões. A preferência pelo USDT já havia superado o Bitcoin em 2022. A nova legislação brasileira agora tributa criptoativos mantidos no exterior e a alíquota pode variar de 15% a 22,5%, dependendo do valor transacionado.

Zodia Custody expande serviços para Hong Kong

A Zodia Custody, apoiada pelo Standard Chartered (LSE:STAN), está estendendo seus serviços de custódia de ativos digitais para Hong Kong. Esta decisão segue recentes expansões da empresa no Reino Unido na região Ásia-Pacífico, incluindo Austrália e Singapura. O CEO Julian Sawyer destacou o crescente interesse institucional em Hong Kong, tornando a cidade um mercado atrativo. A recente iniciativa de licenciamento de Hong Kong para comércio de criptomoedas no varejo reforça seu papel como um hub de criptografia na Ásia.

Singapura une forças com Japão, Suíça e Reino Unido em ativos digitais

O banco central de Singapura, a Autoridade Monetária de Singapura (MAS), firmou parceria com instituições financeiras do Japão, Suíça e Reino Unido para desenvolver pilotos de ativos digitais. Essa colaboração se concentrará principalmente em produtos de renda fixa, câmbio e gestão de ativos. Parte dessa iniciativa deriva do Projeto Guardian de Singapura, voltado para a tokenização de ativos. O objetivo é explorar padrões comuns, identificar riscos e lacunas jurídicas, e avançar na compreensão das oportunidades e desafios dos ativos digitais.

K-Bank adquire maioria da bolsa de criptomoedas Satang

O tailandês Kasikorn Bank, ou K-Bank, comprou 97% da bolsa de criptomoedas Satang, ativa desde 2017. O negócio, avaliado em US$ 102,8 milhões, foi intermediado pela nova subsidiária Unita Capital. Com a conclusão da aquisição, Satang será rebatizada como Orbix, que contará com três subsidiárias focadas em ativos digitais. Esse movimento ocorre após o K-Bank lançar um fundo de US$ 100 milhões para web3 e fintech. Especialistas preveem um mercado cripto tailandês mais competitivo com a entrada de grandes players.

Reino Unido reforça regulamentação de stablecoins

O Reino Unido divulgou planos atualizados para a regulamentação de stablecoins lastreadas em moeda fiduciária. O Tesouro de Sua Majestade planeja introduzir uma legislação em 2024, colocando a regulamentação desses ativos sob a alçada da Autoridade de Conduta Financeira (FCA). Esta medida visa certificar que as stablecoins estrangeiras cumpram os padrões locais. Stablecoins não lastreadas em fiduciários permanecerão não regulamentadas. Além disso, emissores de stablecoins serão obrigados a manter fundos de reserva em um fundo legal, com termos definidos pela FCA.

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br