ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Broadcom conclui aquisição de US$ 69 bilhões da VMware após aprovação regulatória na China

LinkedIn

A Broadcom (NASDAQ:AVGO) finalizou sua aquisição de US$ 69 bilhões da empresa de computação em nuvem VMware (NYSE:VMW) na quarta-feira, após obter aprovação regulatória na China, marcando o fim de uma longa saga de meses.

A Broadcom e a VMware também são negociadas na B3 através das BDRs (BOV:AVGO34) e (BOV:V2MW34), respectivamente.

O acordo, anunciado em maio de 2022, foi um dos maiores do mundo e faz parte dos esforços do CEO Hock Tan para impulsionar o negócio de software da fabricante de chips. No entanto, a transação enfrentou escrutínio regulatório em todo o mundo, resultando em três adiamentos na data de conclusão.

A aprovação regulatória da China foi concedida na terça-feira, depois de preocupações relacionadas a tensões com os EUA sobre medidas rigorosas de controle de exportação de chips terem gerado incertezas sobre a capacidade da empresa de concluir o negócio antes do prazo final de 26 de novembro. A recente reunião entre o presidente chinês Xi Jinping e o presidente dos EUA, Joe Biden, ajudou a acalmar essas preocupações.

A Comissão Europeia aprovou a aquisição após a Broadcom fornecer soluções para apoiar a rival Marvell Technology (MRVL, M2RV34), e a Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido (CMA) também deu sua aprovação após uma investigação detalhada.

Embora a conclusão da aquisição da VMware tenha sido bem-sucedida, o setor de fusões e aquisições de grandes empresas de tecnologia continua a enfrentar crescente pressão regulatória, exemplificado pelo caso da Microsoft (MSFT, MSFT34) e sua aquisição de US$ 69 bilhões da editora Activision, que está sob escrutínio da Comissão Federal de Comércio dos EUA.

Deixe um comentário