ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for pro Negocie como um profissional: Aproveite discussões em tempo real e ideias que movimentam o mercado para superar a concorrência.

Futuros do Dow recuam após sequência de sete dias de altas, o maior em dois anos

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: A maioria dos mercados da Ásia-Pacífico caiu nas negociações de quarta-feira.

Na Coreia do Sul, o Kospi fechou em queda de 0,91% para terminar em 2.421,62 pontos. O benchmark sul coreano caiu 3,24% nas últimas duas sessões desde segunda-feira, quando ganhou mais de 5% depois que o país impôs novamente a proibição das vendas a descoberto.

O Nikkei do Japão terminou 0,33% menor, em 32.166,48 pontos. A pesquisa Tankan mostrou que a confiança dos empresários japoneses melhorou pela primeira vez desde agosto e mostrou que o humor do setor de serviços melhorou pelo segundo mês, ressaltando uma perspectiva desafiadora em meio a uma recuperação econômica irregular.

O S&P/ASX 200 da Austrália fechou 0,26% mais alto, em 6.995,40 pontos, com todos os setores negociando no verde, exceto energia e materiais. As gigantes da mineração BHP, Fortescue e Rio Tinto recuaram 2,2%, 0,9% e 2,3%, respectivamente. As petrolíferas Santos e Woodside Energy caíram 0,5% e 0,8%, respectivamente.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 0,48%, em 17.575,00 pontos. Na China continental, o Shanghai Composite caiu 0,16%, em 3.052,37 pontos, enquanto o Shenzhen Component cedeu 0,04%, em 10.052,09 pontos.

EUROPA: Os mercados europeus abriram em baixa na quarta-feira, continuando o sentimento negativo desde o início da semana.

O pan-europeu Stoxx 600 caiu 0,3% no início das negociações, com as ações de seguros liderando as perdas, enquanto as ações de varejo contrariaram a tendência de queda e sobem.

O alemão DAX 30 cai 0,4% e o francês CAC 40 perde 0,1%.

Em Londres, o FTSE 100 recua 0,2%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American cai 1,3%, Antofagasta cai 0,8%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto cedem 0,5% e 0,1%, respectivamente. A petrolífera BP cai 0,3%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA caem na quarta-feira após o S&P 500 e Nasdaq Composite alcançarem suas mais longas sequências de altas em cerca de dois anos.

No pregão regular, o S&P 500 adicionou 0,28% para fechar sua sétima sessão positiva consecutiva em 4.378,38 pontos. O Nasdaq avançou 0,90% para registrar seu oitavo dia consecutivo de ganhos, em 13.639,86 pontos. Terça-feira marcou o período mais longo de dias positivos desde novembro de 2021 para ambos os índices. O Dow subiu 0,17%, em 34.152,60 pontos, marcando um sétimo dia de vitórias.

Estes ganhos ocorrem depois de cerca de 80% das empresas do S&P 500 terem superado as estimativas de lucros nesta temporada, enquanto apenas 59% superaram as expectativas de receitas. A última vez que este diferença foi tão grande foi durante o quarto trimestre de 2015, segundo a LSEG.

Estes ganhos patrimoniais contínuos liderados por ações de tecnologia de grande capitalização e combinados com a ação silenciosa do banco central, poderão dar o tom para 2024. Todas as grandes ações de tecnologia já reportaram seus números e não deverá haver muitas surpresas neste momento.

Os rendimentos do Tesouro dos EUA sobem ligeiramente nesta quarta-feira, à medida que os investidores consideram a caminhada da política monetária, ao mesmo tempo que analisam os comentários dos responsáveis ​​da Federal Reserve. Os rendimentos e os preços movem-se em direções opostas.

O presidente do Fed de Chicago, Austan Goolsbee, disse que a possibilidade do Fed alcançar uma aterragem suave ainda é de fato uma possibilidade, dizendo que o banco central pode ser capaz de reduzir a inflação sem uma recessão.

Uma recessão provocada por taxas de juro elevadas tem sido uma das principais preocupações entre os investidores desde que a Fed iniciou o seu ciclo de aumento das taxas no início de 2022. Até agora, no entanto, a economia tem parecido resiliente, com o banco central atualizando a sua avaliação do crescimento econômico em uma reunião política na semana passada.

No entanto, os investidores esperam que o Fed tenha finalizado os aumentos das taxas, especialmente desde que dados recentes sobre o emprego indicaram um arrefecimento do mercado de trabalho, mas o presidente do Fed, Jerome Powell, indicou na semana passada que a opção de aumento das taxas ainda permanece em cima da mesa e que os cortes nas taxas ainda não foram discutidos pelo banco central.

Powell falará às 11h15 desta quarta e também se pronunciará na quinta-feira. Várias autoridades do Fed estão programados para pronunciar hoje. Lisa Cook, membro do Board de governadores do Federal Reserve estava programado para falar às 7h15. John Williams, presidente do Fed de Nova York discursará às 15h40, Michael Barr, vice-presidente para Supervisão do Federal Reserve falará às 16h00, enquanto Philip Jefferson, membro do FOMC às 18h45.

Os investidores também estarão atentos aos dados dos estoques no atacado de setembro às 12h00.

CRIPTOMOEDAS:
Btcoin: +1,57% em US $ 35,373,80
Ethereum: +0,91% em US $ 1.886,23

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: -0,05%
S&P 500: -0,09%
NASDAQ: -0,15%

COMMODITIES:
MinFe Dailan: +1,03%
Brent: -0,64%
WTI: -0,72%
Soja: +0,96%
Ouro: -0,36%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário