ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

Futuros do Petróleo operam em alta apesar de temores sobre cenário global

LinkedIn

Os preços dos contratos futuros de petróleo operam em alta nesta manhã, mas se encaminham para um fechamento semanal negativo, em meio a sinais de desaceleração da demanda e à crescente expectativa em torno da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados, a Opept.

“A liquidação do petróleo ocorreu em meio à preocupação cada vez menor de que o conflito Israel-Hamas impactará a oferta de petróleo, o que permitiu que os comerciantes concentrassem sua atenção novamente nos fundamentos do petróleo”, diz Fiona Cincotta, analista sênior de mercado do City Index.

No início da semana, dados comerciais chineses desempenharam um papel crucial na queda dos preços do petróleo, com tanto o Brent quanto o WTI atingindo seus níveis mais baixos desde julho. Adicionalmente, as refinarias chinesas, principais compradoras de petróleo bruto do maior exportador mundial, a Arábia Saudita, solicitaram menos fornecimento saudita para o mês de dezembro.

O cenário já complexo ganha contornos cruciais com a iminente reunião da Opept, agendada para 26 de novembro. Todos os olhares estão voltados para a decisão que será tomada em relação à política de produção, com especial destaque para a possibilidade de a Arábia Saudita estender um corte voluntário de 1 milhão de barris por dia (bpd).

“Acreditamos que as chances de a Arábia Saudita estender seu corte unilateral até o primeiro trimestre de 2024 certamente estão aumentando, dadas as renovadas preocupações do mercado sobre a demanda chinesa e as perspectivas macro mais amplas”, afirma Helima Croft, analista da RBC Capital Markets.

Por volta de 9h47 (horário de Brasília), o preço do contrato do petróleo WTI (CCOM:OILCRUDE) negociado na Nymex com entrega para novembro subia 1,24%, cotado a US$ 76,68 o barril. Já o preço do contrato do Brent (CCOM:OILBRENT) negociado na plataforma ICE, com entrega para dezembro avançava 1,31%, cotado a US$ 81,05 o barril.

Deixe um comentário