ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

Petróleo atinge mínimas de dois meses e meio por dados da China compensarem cortes na oferta

LinkedIn

O petróleo atinge novas mínimas de dois meses e meio, após dados econômicos mistos da China compensarem o impacto dos cortes da Arábia Saudita e da Rússia. O tipo Brent/janeiro CCOM:OILBRENT) cai a US$ 83,54 (-1,93%) e o WTI/dezembro (CCOM:OILCRUDE), a US$ 79,36 (-1,81%).

Segundo analistas, o prêmio sobre os contratos de Brent de carregamento antecipado em relação aos contratos para seis meses também ficou nas mínimas de 2 meses e meio, indicando menor preocupação com os atuais déficits de oferta.

As expectativas de reduções no consumo de petróleo bruto por parte das refinarias baseadas na China entre novembro e dezembro poderão limitar a demanda de petróleo e exacerbar a queda dos preços. Além disso, o dólar americano subiu. Há pouco o DXY ganhava 0,38%, a 105,618 pontos.

Do lado da oferta, os mercados aguardam um acordo mais amplo entre o grupo de produtores Opep+. A expectativa é que o grupo não tenha pressa para desfazer os cortes na reunião de 26/11.

Deixe um comentário