ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

Momento cripto 14/12/23: BONK salta após listagem na Coinbase, JPMorgan antecipa domínio do Ether em 2024, e mais

LinkedIn

Bitcoin impulsiona mercado cripto com alta de US$ 40 bilhões

Após declarações recentes de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, os mercados financeiros reagiram com expectativas de sete cortes nas taxas de juros em 2024, com os fundos federais potencialmente atingindo entre 3,50 e 3,75%. Essa previsão impulsionou vários índices, com o Dow Jones superando 37.000 e o S&P 500 aproximando-se de seu recorde, subindo 1,4%. O Bitcoin (COIN:BTCUSD) experimentou um aumento significativo em sua capitalização de mercado, subindo mais de US$ 40 bilhões em 24 horas, ultrapassando US$ 43.000. Fernando Pereira, analista da Bitget, comentou sobre o otimismo no mercado em relação às futuras políticas monetárias do Federal Reserve e seu impacto positivo na valorização do Bitcoin: “A decisão de manter a taxa de juros já era esperada, a surpresa ficou na expectativa do FED para cortes futuros. Podemos esperar por 3 cortes em 2024 e isso animou os investidores. Essa notícia deve segurar o BTC acima de US$40k por alguns bons dias”. No momento da publicação, o Bitcoin estava em US$ 42.416.

JPMorgan prevê supremacia do Ether e perspectiva cautelosa para criptomoedas em 2024

Em 2024, o JPMorgan Chase (NYSE:JPM) antecipa que o Ethereum (COIN:ETH) irá superar o Bitcoin (COIN:BTCUSD) e outras criptomoedas, apesar de uma abordagem geralmente cautelosa em relação ao mercado de cripto. Esta previsão se baseia na atualização EIP-4844, ou Protodanksharding, que promete aprimorar significativamente a rede Ethereum. Esta atualização será benéfica especialmente para redes da Camada 2, aumentando a eficiência sem modificar o tamanho do bloco Ethereum. Paralelamente, os analistas do JPMorgan destacam a estagnação do preço do bitcoin, atribuindo a já inclusão nos preços de eventos futuros como o halving. Eles também apontam a lenta progressão da tokenização e a integração limitada das finanças descentralizadas no sistema financeiro tradicional, observando desafios como a fragmentação e a falta de regulamentação. Em termos de financiamento de capital de risco no setor cripto, há sinais de melhoria, mas a situação ainda é considerada incerta.

Buterin introduz ZK-EVM para otimizar Ethereum

Vitalik Buterin, cofundador do Ethereum (COIN:ETHUSD), propôs o ZK-EVM, uma abordagem inovadora para aprimorar a cadeia principal do Ethereum. Essa arquitetura busca incorporar técnicas criptográficas na cadeia principal para aprimorar a segurança e eficiência na verificação de transações, especialmente para aplicativos de Camada 2. O ZK-EVM, funcionando como parte integrante do protocolo Ethereum, visa diminuir a dependência de sistemas externos, melhorando a velocidade e segurança das transações, ao mesmo tempo que mantém a compatibilidade com a filosofia multicliente da Ethereum.

Cronos Labs lança nova rede de teste de camada 2

Cronos Labs (COIN:CROUSD), responsável pelo blockchain Cronos, anunciou o lançamento de uma nova rede de camada 2, a “cadeia Cronos zkEVM”, inicialmente em fase de teste. Utilizando as ferramentas da Matter Labs, a rede adiciona uma nova camada ao ecossistema Cronos, que já inclui o blockchain Cronos EVM e a cadeia Cronos PoS. Esta é a primeira rede de teste pública a usar o ZK Stack da Matter Labs, com planos de operação plena no segundo trimestre de 2024.

BONK daimpulsionado por listagem na Coinbase

A moeda meme BONK (COIN:BONKUST), baseada na blockchain Solana, viu um aumento de mais de 45% após o anúncio de sua listagem na Coinbase (NASDAQ:COIN). Essa inclusão eleva BONK ao status de terceira maior moeda meme na plataforma, atrás de Dogecoin (COIN:DOGEUSD) e Shiba Inu (COIN:SHIBUSD). A Coinbase planeja lançar a negociação BONK-USD em fases. O anúncio reverteu as perdas recentes do BONK, destacando a influência da Coinbase na percepção de legitimidade e interesse dos traders por tokens listados. BONK está atualmente sendo negociado a $0,000015, marcando um crescimento de 15,4% nas últimas 24 horas e 118,66% nos últimos 7 dias.

Yearn.Finance solicita devolução de lucros após erro de US$ 1,4 milhão

O protocolo DeFi Yearn.Finance (COIN:YFIUSD) enfrentou uma perda de US$ 1,4 milhão devido a um erro de script e agora apela aos comerciantes de arbitragem para devolverem os lucros excessivos gerados pelo incidente. Durante uma conversão de token, um erro de múltiplas assinaturas resultou na troca indesejada de 3.794.894 tokens lp-yCRVv2, causando grande derrapagem no pool de liquidez. A Yearn.Finance confirmou que nenhum fundo de usuário foi afetado e está implementando medidas para evitar futuros erros, incluindo contratos de gerenciamento dedicados e limites de impacto de preço mais rígidos.

SEC dos EUA adia decisão sobre ETF Ethereum da Invesco Galaxy

A SEC dos EUA estendeu o prazo para decidir sobre o ETF Ethereum da Invesco Galaxy, movendo a data de decisão inicial de 23 de dezembro de 2023 para 6 de fevereiro de 2024. Esse adiamento visa proporcionar à Comissão mais tempo para avaliar a proposta e as questões relacionadas. A decisão da SEC sobre este ETF, que busca refletir o preço à vista do Ether, é aguardada com expectativa, especialmente considerando o crescente interesse de instituições financeiras como BlackRock (NYSE:BLK) e Fidelity em ETFs de criptomoedas. Enquanto isso, a SEC mantém diálogo com emissores de ETFs de Bitcoin, indicando um possível avanço nas aprovações regulamentares para criptoativos.

ARK Invest vende ações da Coinbase apesar de alta no mercado

ARK Invest, liderada por Cathie Wood, vendeu novamente uma grande parte das ações da Coinbase (NASDAQ:COIN) na quarta-feira, totalizando aproximadamente US$ 42,59 milhões, enquanto as ações da exchange de criptomoedas alcançavam seu maior valor em 20 meses. As vendas ocorreram nos ETFs ARK Innovation (AMEX:ARKK) e ARK Next Generation Internet (AMEX:ARKW), totalizando mais de US$ 150 milhões em vendas desde 5 de dezembro. Apesar disso, a Coinbase ainda representa mais de 10% do portfólio da ARK. Paralelamente, a empresa também reduziu suas participações no Grayscale Bitcoin Trust (USOTC:GBTC), enquanto as ações da Coinbase, com um aumento de 325% este ano, superam significativamente outras grandes empresas de tecnologia.

Coinbase foca no Brasil para expansão global

A Coinbase (NASDAQ:COIN), uma das principais exchanges de criptomoedas, está voltando sua estratégia de crescimento global para o Brasil, identificando o país como um mercado central. A decisão é influenciada pela evolução regulatória brasileira e alta taxa de adoção de criptomoedas. Com o objetivo de atingir 1 bilhão de usuários globalmente, a Coinbase vê no engajamento do governo brasileiro e na colaboração com reguladores e empresas locais uma oportunidade chave. O Brasil, destacado pela sua população jovem e posição entre os dez principais em adoção de cripto segundo a Chainalysis, torna-se assim um foco estratégico para a expansão da empresa.

Investidores na América Latina mostram grande confiança em criptomoedas para 2024

Uma pesquisa recente da Bitget, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo, revelou um otimismo surpreendente entre investidores latino-americanos em cripto para 2024. Cerca de 96% estão confiantes no mercado, e 89% planejam aumentar seus investimentos. A maioria, 63,5%, acredita que o Bitcoin ultrapassará US$ 45.000. Significativamente, 60,1% dos entrevistados veem as criptomoedas como sua única forma de investimento. A pesquisa incluiu 3.810 usuários de países como Brasil, México e Argentina. No Brasil, há uma alta maturidade de mercado, com 17,9% dos investidores em cripto há mais de cinco anos e 81,8% diversificando além de Bitcoin (COIN:BTCUSD) e Ethereum (COIN:ETHUSD). Em comparação com 2022, a Bitget registrou um crescimento de usuários no Brasil de 348% entre janeiro a novembro deste ano, com aumento de 180% no volume negociado, enquanto a Argentina registrou um crescimento em volume de 202% e, o México, 217% .

Blockchain.com expande apesar do mercado baixista

Desafiando o mercado baixista, a Blockchain.com planeja aumentar sua equipe em 25% e expandir para a Europa e mercados emergentes em 2024. Após reduzir sua força de trabalho anteriormente, a empresa foca agora na Nigéria e Turquia. Curtis Ting, ex-Kraken, liderará o novo centro europeu em Paris. O CEO Peter Smith vê a fase atual como uma oportunidade de crescimento e conquista de mercado, fortalecida por recentes rodadas de financiamento e inovações em soluções de pagamento.

Usuários do Gemini Earn podem recuperar apenas 61% dos ativos cripto

A Gemini atualizou os usuários do Earn sobre o plano de reorganização do falido credor de criptomoedas Genesis, indicando que podem recuperar entre 61% a 100% do valor de suas criptomoedas em 19 de janeiro de 2023. A reação à proposta foi majoritariamente negativa, com críticas à complexidade do plano e preocupações sobre o retorno real dos ativos. Os usuários deverão votar no plano até 10 de janeiro de 2024. Se aprovado, haverá uma distribuição inicial dos ativos do Genesis, mas em caso de rejeição, alternativas poderão atrasar ainda mais as distribuições.

CoinList paga multa de US$ 1,2 milhão por violações de sanções

A exchange de criptomoedas CoinList concordou em pagar US$ 1,2 milhão para resolver alegações do Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros dos EUA (OFAC) de violar sanções ao permitir que usuários na Crimeia usassem sua plataforma. A OFAC identificou que a CoinList abriu 89 contas para clientes na Crimeia, apesar das sanções em vigor devido à ocupação russa desde 2014. A multa foi reduzida devido à cooperação da CoinList e ao volume limitado de transações envolvidas. A empresa expressou seu compromisso com a conformidade, planejando investir US$ 300.000 em controles de conformidade.

Novas regras contábeis do FASB para Bitcoin impulsionam adoção corporativa

O Financial Accounting Standards Board (FASB), responsável pelo estabelecimento de padrões de contabilidade e relatórios financeiros para empresas e organizações sem fins lucrativos nos Estados Unidos, adotou novas regras contábeis para o Bitcoin (COIN:BTCUSD), marcando um avanço significativo na integração de ativos digitais na contabilidade corporativa. A partir de exercícios fiscais iniciados após 15 de dezembro de 2024, o Bitcoin será contabilizado pelo valor justo, alinhando-o com outros ativos financeiros. Líderes do setor, como Michael Saylor da MicroStrategy (NASDAQ:MSTR) e Fred Thiel da Marathon Digital (NASDAQ:MARA), publicaram elogios no X (anteriormente Twitter), vendo isso como um catalisador para a adoção corporativa do Bitcoin, antecipando um impacto positivo na gestão e relatórios financeiros das empresas.

Presidente da SEC evita discussão sobre ETFs de Bitcoin

Durante uma entrevista focada no mercado do Tesouro dos EUA, o presidente da SEC, Gary Gensler, evitou comentar sobre as aplicações de ETFs de bitcoin à vista. Gensler destacou a relevância do mercado do Tesouro de US$ 26 trilhões e subestimou a importância dos títulos criptográficos, mencionando o risco para investidores devido à falta de conformidade regulatória.

Diretora do FMI discute riscos e regulação de criptomoedas

Kristalina Georgieva, diretora-gerente do FMI, destacou a necessidade de regulamentar criptomoedas para preservar a estabilidade financeira. Falando em uma conferência em Seul, ela enfatizou a importância de regras claras e infraestrutura robusta, alertando sobre os riscos das criptomoedas na estabilidade macrofinanceira e sustentabilidade fiscal. A conferência, focada em dinheiro digital, incluiu discussões sobre estruturas regulatórias e CBDCs. Georgieva reconheceu os benefícios do dinheiro digital e a relevância das experiências de mercados emergentes como a Índia, enquanto o ministro das Finanças de Seul, Choo Kyung-ho, sublinhou a inevitabilidade da transição para o dinheiro digital.

Rulematch lança exchange de criptomoedas institucional na Suíça

A Suíça acolheu a Rulematch, uma exchange de criptomoedas voltada para bancos, com a participação de grandes entidades como o Banco Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) da Espanha. Integrando tecnologia da Nasdaq e custódia criptográfica da Metaco, a Rulematch oferece negociação de Bitcoin (COIN:BTCUSD) e Ether (COIN:ETHUSD) em dólar para instituições selecionadas. Esta iniciativa reflete a crescente demanda por soluções de negociação de criptomoedas no nível institucional, combinando conformidade rigorosa e funcionalidades avançadas para atender aos altos padrões do setor financeiro.

Deixe um comentário