ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

Momento Cripto: Core Scientific retorna à Nasdaq, Meta sob investigação em ativos digitais, e mais

LinkedIn

Bitcoin recupera marca de US$ 40.000 na quarta-feira

O Bitcoin (COIN:BTCUSD) reconquistou o patamar de US$ 40.000 após uma breve queda abaixo desse valor, registrando um aumento modesto de 0,5% em 24 horas, sendo cotado a US$ 40.040. “Após mais de 20% de queda o BTC encontrou a média móvel de 100 períodos. Um suporte fortíssimo e com muitos robôs programados para comprarem nessa região. Isso pode causar uma alta de curto prazo no ativo antes de voltar a cair“, disse Fernando Pereira, analista da Bitget. Paralelamente, Arthur Hayes, fundador da BitMEX, argumenta que a recente volatilidade do Bitcoin não se deve a fatores relacionados ao Grayscale Bitcoin Trust (AMEX:GBTC), mas sim a mudanças macroeconômicas e na política monetária. Hayes sugere que as flutuações nas taxas de juros do Tesouro dos EUA estão mais intimamente relacionadas com os movimentos do Bitcoin, antecipando mudanças na liquidez do dólar antes dos mercados convencionais, e prevê uma recuperação da criptomoeda baseada em potenciais cortes nas taxas de juros e retomada da flexibilização quantitativa.

Solana aprimora programabilidade com extensões de token inovadoras

A Fundação Solana está lançando extensões de token para seu blockchain, elevando a programabilidade dos tokens SPL. Essas extensões, desenvolvidas por mais de um ano, permitem aos criadores implementar regras específicas, como listas de permissões, taxas automáticas de transferência, e confidencialidade nas transações. A inovação beneficia especialmente emissores de stablecoins, como Paxos e GMO Trust, possibilitando adaptação a regulamentações variáveis. As extensões incluem ganchos de transferência, taxas automáticas, transferências confidenciais, autoridade delegada e restrições à transferência de tokens, aprimorando o controle e a segurança no ecossistema Solana.

Nexo exige US$ 3 bilhões da Bulgária por danos em arbitragem internacional

A empresa de empréstimos de criptomoedas Nexo entrou com uma ação de arbitragem contra a Bulgária, reivindicando US$ 3 bilhões por danos. Alegando que o país praticou “ações ilegais e politicamente motivadas”, incluindo investigações criminais consideradas opressivas e infundadas, a Nexo busca compensação pelos prejuízos sofridos. As investigações, que a Nexo (COIN:NEXOUSD) afirma ter prejudicado sua reputação e perdido oportunidades de negócios, incluindo uma potencial IPO nos EUA, foram encerradas pelo Ministério Público búlgaro por falta de provas. A reclamação foi apresentada ao Centro Internacional para Resolução de Disputas sobre Investimentos (ICSID) em Washington, DC.

SEC defende exigência de documentos financeiros da Ripple em processo judicial

Em um recente processo judicial, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) defendeu sua solicitação para as demonstrações financeiras auditadas dos últimos dois anos da Ripple (COIN:XRPUSD), declarando que eram procedimentalmente válidas e relevantes. Ripple havia se oposto a essas exigências, alegando que eram inapropriadas e desnecessárias, considerando que ambas as partes anteriormente concordaram que descobertas adicionais não eram necessárias. A SEC, no entanto, argumentou que desenvolvimentos recentes no caso justificavam novas descobertas, enfatizando a importância dessas informações para determinar penalidades potenciais. A disputa legal entre Ripple e SEC já dura quatro anos, com decisões significativas sobre a classificação das vendas de XRP.

Maxine Waters investigando envolvimento da Meta em ativos digitais

A deputada Maxine Waters, membro sênior do Comitê de Serviços Financeiros dos EUA, iniciou uma investigação sobre o envolvimento da empresa Meta Platforms (NASDAQ:META) em ativos digitais, citando preocupações com a estabilidade financeira. Em carta aos executivos da Meta, incluindo Mark Zuckerberg e Javier Olivan, ela questionou a possível expansão da empresa para moeda digital e blockchain, baseada em pedidos de marcas registradas recentes. Waters busca esclarecimentos sobre os planos da Meta em web3, carteiras digitais e outros projetos relacionados, examinando a possível pesquisa e desenvolvimento da empresa em stablecoins e parcerias relevantes. Essa investigação reflete o longo histórico de Waters como crítica da indústria de criptografia e sua crença na necessidade de regulamentação rigorosa, especialmente para emissores de stablecoin.

Brink’s Company e BitGo formam parceria estratégica no mundo digital

A Brink’s Company, famosa por seus caminhões blindados, investe e estabelece uma parceria com a BitGo, empresa de custódia de criptomoedas. A Brink’s passa a ser responsável pela logística segura e serviços de cofre da BitGo, ampliando sua atuação no setor de blockchain. Esta parceria não altera os conselhos administrativos das empresas, mas fortalece a presença da Brink’s em um cenário digital em constante evolução, combinando sua expertise em segurança física com a liderança da BitGo em segurança digital e custódia de ativos.

Bitget amplia diversidade cripto com a listagem da Amulet (AMU)

Bitget, uma das principais bolsas de criptomoedas e empresa de Web3, anuncia a inclusão da Amulet (AMU) em suas zonas de Inovação, Ecossistema Solana e DeFi, destacando seu apoio contínuo à diversificação dos ecossistemas blockchain. O Protocolo Amuleto representa uma inovação no campo de proteção de riscos descentralizados, oferecendo compatibilidade com múltiplas blockchains, incluindo Solana e Ethereum. A Bitget reforça seu compromisso em prover acesso a projetos inovadores, tendo adicionado mais de 350 novas listagens em 2023, expandindo assim as opções de ativos digitais disponíveis para seus usuários.

Doom de 1993 ressurge no blockchain Dogecoin, graças a desenvolvedor Mini Doge

Mini Doge, um desenvolvedor inovador, anunciou a realização de portar o icônico jogo Doom de 1993 para o blockchain Dogecoin. Utilizando a tecnologia de “inscrições” baseadas no padrão DRC-20, o jogo agora está acessível com suporte a tela cheia e controle por mouse. Os dados do jogo são extraídos diretamente do blockchain Dogecoin, embora a primeira inicialização possa levar cerca de um minuto. Este lançamento gerou um aumento na atividade online, semelhante ao observado com as inscrições no blockchain Bitcoin. Contudo, as inscrições têm enfrentado críticas, incluindo alertas de segurança cibernética por parte do Banco de Dados Nacional de Vulnerabilidades (NVD) dos EUA em relação ao protocolo Ordinals no Bitcoin.

Fundo de defesa legal de desenvolvedores do Tornado Cash recebe amplo apoio

O fundo legal estabelecido para os desenvolvedores do Tornado Cash, Roman Storm e Alexey Pertsev, já arrecadou mais de US$ 350 mil, contando com o apoio de Edward Snowden, ex-analista da NSA. Roman Storm, com cidadania dupla nos EUA e Rússia, está em prisão domiciliar em Washington e enfrentará julgamento em 2024 por acusações de lavagem de dinheiro e violações de sanções. Enquanto isso, Roman Semenov, também acusado, não foi detido. O Departamento de Justiça dos EUA acusa o serviço de mistura de criptomoedas de movimentar mais de US$ 1 bilhão e Pertsev está preso na Holanda desde 2023. Storm expressou receio sobre seu futuro, mas se mantém esperançoso, incentivando doações para sua defesa legal, enquanto Snowden destaca a importância da privacidade, afirmando que “Privacidade não é crime”.

Ataque de phishing à Mailer Lite causa prejuízo de US$ 600.000

A Mailer Lite, uma conhecida plataforma de marketing digital, foi atingida por um sofisticado ataque de phishing que levou à perda de mais de US$ 600.000, revelou a Blockaid, empresa especializada em segurança e privacidade web3. Os atacantes exploraram uma falha na Mailer Lite para se passar por organizações web3, enviando e-mails que pareciam autênticos, mas continham links perigosos para sites que drenavam carteiras de criptomoedas. Eles se aproveitaram de registros DNS pendentes, anteriormente associados à Mailer Lite por essas empresas, para criar e-mails enganosos. Entre as vítimas do ataque estão CoinTelegraph, WalletConnect, Token Terminal e De.Fi, conforme identificado pelo especialista em cripto ZachXBT.

Hut 8 responde a relatório de JCapital com críticas de desinformação

A Hut 8 Mining Corp. (NASDAQ:HUT) rebateu as alegações de um relatório da JCapital Research, classificando-o como “uma tentativa deliberada de disseminar desinformação”. A empresa criticou o relatório por estar repleto de imprecisões, dados distorcidos e acusações infundadas. A CEO Jaime Leverton enfatizou que não permitirão que desinformação e ataques difamatórios desviem seu foco. As ações da empresa ainda lutam para se recuperar, com uma recuperação de mais de 3% durante as negociações de quarta-feira, após uma queda de -30,1% nos últimos 7 dias.

Core Scientific retorna à Nasdaq após reestruturação pós-falência

A Core Scientific (NASDAQ:CORZ), companhia de mineração de bitcoin do Texas, anunciou seu retorno às negociações na Nasdaq nesta quarta-feira, após uma reorganização bem-sucedida em resposta ao seu pedido de falência em 2022. A empresa conseguiu eliminar US$ 400 milhões em dívidas, transformando dívidas de credores e detentores de notas conversíveis em ações. O CEO Adam Sullivan expressou otimismo sobre o futuro da empresa, destacando planos de expansão da capacidade de mineração e aplicação em outras áreas de computação de alto valor. A Core Scientific, que enfrentou dificuldades devido à queda nos preços das criptomoedas e problemas de mercado, planeja aumentar sua capacidade de mineração em mais de 50% nos próximos quatro anos. As ações dos mineradores Marathon Digital (NASDAQ:MARA) e Riot Platforms (NASDAQ:RIOT), por outro lado, experimentaram quedas significativas após a volatilidade do bitcoin (COIN:BTCUSD) e a aprovação de ETFs de bitcoin nos EUA.

BIS define CBDCs e tokenização como foco estratégico para 2024

O Banco de Compensações Internacionais (BIS) estabeleceu suas metas estratégicas para 2024, enfatizando as Moedas Digitais do Banco Central (CBDCs) e a tokenização. O plano inclui o contínuo envolvimento com fintechs, com uma postura favorável às CBDCs, e a digitalização de instrumentos financeiros, como evidenciado pelo Projeto Promissa. Este projeto visa modernizar notas promissórias usando blockchain para maior eficiência e transparência. Paralelamente, o Projeto Aurum, em colaboração com a Autoridade Monetária de Hong Kong, foca na privacidade em transações de varejo com CBDCs, com uma fase de prova de conceito a ser concluída até início de 2025. O BIS também explora outras áreas, incluindo cibersegurança e finanças sustentáveis, através de múltiplos projetos, refletindo seu amplo interesse nas tecnologias financeiras digitais.

FINRA identifica possíveis violações em comunicações sobre criptomoedas

A Autoridade Reguladora da Indústria Financeira (FINRA), órgão regulador do setor financeiro, descobriu que 70% das comunicações de corretoras sobre criptomoedas podem ter violado suas diretrizes de justiça e equilíbrio. A FINRA, sob supervisão da SEC, está focada em garantir que as informações fornecidas ao público sejam precisas e não exageradas. A revisão, que começou em novembro, indicou comparações enganosas de criptomoedas com ativos tradicionais e falsas declarações sobre a aplicabilidade das leis de valores mobiliários.

NFT Paris 2024: O maior encontro Web3 na Europa

Retornando ao Grand Palais Éphémère em 23 e 24 de fevereiro de 2024, o NFT Paris celebra seu sucesso exponencial desde a estreia em 2022. De 800 participantes iniciais a 18.000 em 2023, o evento tornou-se um marco na indústria Web3. Em 2024, expandirá seu alcance para incluir mais aspectos do ecossistema Web3, com a presença de líderes da indústria, empresas de ponta e artistas renomados.

Receita fiscal cripto da Indonésia cai em 2023, apesar do aumento do Bitcoin

O Ministério das Finanças da Indonésia registrou uma receita fiscal de criptomoedas de US$ 31,7 milhões em 2023, uma queda de 62% em comparação com o ano anterior. A Indonésia aplica uma dupla tributação nas transações cripto, incluindo imposto de renda e IVA. Apesar do aumento de 159% no Bitcoin (COIN:BTCUSD), o país viu uma diminuição de 51% no volume de transações cripto e uma redução na receita fiscal. Exchanges locais criticaram as altas taxas tributárias, propondo mudanças na tributação cripto. Enquanto isso, a presença de exchanges ilegais no país desafia o sistema fiscal formal.

Autoridades de Taiwan pedem detenção de presidente da ACE Exchange por fraude

Promotores de Taiwan requisitaram a detenção de Chenhuan Wang, presidente da ACE Exchange, suspeito de lavagem de dinheiro e fraude. A solicitação segue a prisão de David Pan, fundador da empresa, acusado de orquestrar uma fraude. Os promotores convocaram Wang e mais quatro suspeitos após operações policiais. Pan e um cúmplice são acusados de atrair investidores para criptomoedas sem valor, e agora Wang é suspeito de envolvimento. Apesar dos eventos, a ACE Exchange afirma que suas operações continuam normais e reitera o compromisso com a legalidade. Chenhuan Wang, também sócio do escritório de advocacia Chien Yeh, está afastado de suas funções, enquanto o caso é tratado como um investimento pessoal seu.

Deixe um comentário