ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

Momento Cripto: Hack derruba ativos Abracadabra Finance, Invesco e Galaxy reduzem taxas, e mais

LinkedIn

Salto no volume de transações da Solana em janeiro

O blockchain Solana testemunhou um aumento expressivo no volume de transações em janeiro, atingindo US$ 951,9 bilhões, um crescimento de 30% em relação ao volume de dezembro. Este avanço marca uma recuperação significativa da atividade na rede, superando amplamente os níveis de 2022 e 2023. Contribuindo para esta onda, o valor do Solana (COIN:SOLUSD) ultrapassou os US$ 100, impulsionado em parte pela negociação dos tokens WEN em bolsas descentralizadas.

Anza, formada por ex-membros da Solana, lançará cliente validador Agave

Anza, um novo coletivo de desenvolvimento fundado por ex-engenheiros e líderes da Solana Labs, anunciou planos para introduzir um novo cliente validador para a rede Solana chamado Agave. Este cliente, que é uma bifurcação do original da Solana Labs, visa enriquecer o ecossistema da Solana com diversas opções de clientes, como Jito, Tinydancer e o aguardado Firedancer da Jump Crypto. Agave, com lançamento previsto para este ano, é parte do esforço da Anza para impulsionar inovações e melhorias em toda a rede Solana, incluindo a expansão de tokens e funcionalidades.

Valor das participações da Grayscale aumenta apesar da saída de Bitcoin

O ETF Grayscale Bitcoin (AMEX:GBTC) experimentou um crescimento significativo de US$ 1,25 bilhão em suas participações criptográficas, impulsionado pela recente valorização do Bitcoin (COIN:BTCUSD) de US$ 39.900 para mais de US$ 43.500. Apesar da retirada de aproximadamente 18.000 BTC do fundo desde a última sexta-feira, conforme indicado pela Arkham Intelligence, o aumento nos preços das criptomoedas mais do que compensou as saídas. Especificamente, as participações em Bitcoin da Grayscale cresceram US$ 968 milhões, e as de Ethereum, US$ 298 milhões. Com as taxas de 1,5% da Grayscale, as receitas anuais baseadas nas participações atuais são projetadas em US$ 429 milhões, com o Bitcoin cotado a US$ 43.400.

Invesco e Galaxy reduzem taxas de ETF Bitcoin para aumentar competitividade

Invesco (AMEX:BTCO) e Galaxy Asset Management anunciaram uma redução nas taxas do seu ETF Bitcoin à vista, visando fortalecer sua posição no mercado. Apesar de estar em sexto lugar em volume de negociação, com US$ 280 milhões em atividades, a redução das taxas de 0,39% para 0,25% alinha o ETF com a maioria dos concorrentes.

Perspectiva de aprovação de ETFs Ethereum pelo Standard Chartered Bank

O Standard Chartered Bank (LSE:STAN) antecipa a autorização pela SEC dos ETFs baseados em Ethereum até o final de maio, segundo o The Block. Esta previsão se baseia na abordagem regulatória anterior da SEC, especialmente em relação aos ETFs de Bitcoin. Geoffrey Kendrick, do banco, acredita que a classificação favorável da Ethereum e a sua listagem como futuro na Chicago Mercantile Exchange fortalecem as chances de aprovação. Ele também prevê um aumento no valor do Ethereum (COIN:ETHUSD), potencialmente atingindo US$ 4.000, influenciado por essa aprovação. Kendrick sugere que inicialmente serão aprovados ETFs simples de Ethereum, com possíveis variantes mais complexas surgindo posteriormente. Além disso, ele vê as futuras atualizações da rede Ethereum como fatores positivos para o seu valor.

Buterin explora intersecção de criptomoeda e IA em novos usos potenciais

Vitalik Buterin, cofundador da Ethereum (COIN:ETHUSD), explorou como a criptomoeda e a inteligência artificial (IA) podem se integrar de quatro maneiras distintas, identificando oportunidades e alertando sobre possíveis riscos. Em sua análise, Buterin vê grande promessa na IA atuando dentro de protocolos de criptomoeda e como interfaces, embora com cautela devido aos riscos envolvidos. Ele considera desafiador, porém promissor, o desenvolvimento de uma IA descentralizada e confiável para suporte a outros aplicativos, enfatizando a necessidade de prudência em aplicações de alto valor e risco.

Starknet e Celestia unem forças para aprimorar disponibilidade de dados em Appchains

A Starknet, solução de escalonamento para Ethereum, está colaborando com a rede blockchain Celestia (COIN:TIAUSD) para aprimorar a disponibilidade de dados nas cadeias de aplicativos da Camada 3 no ecossistema Starknet. Utilizando o “Blobstream” do Celestia, uma tecnologia de armazenamento de dados fora da cadeia, a Starknet visa reduzir custos de transação e aumentar a eficiência. A parceria inclui a adaptação do Blobstream para a linguagem de programação Cairo da Starknet, facilitando o desenvolvimento de appchains de Camada 3 inovadoras.

Transak e Visa facilitam conversão de cripto para moeda fiduciária

Transak, uma plataforma de infraestrutura de pagamentos para criptomoedas e NFTs, aliou-se à Visa (NYSE:V) para incorporar opções de débito, expandindo as vias de conversão de cripto para moeda convencional. A parceria promete tornar mais ágil a transferência de ativos digitais para dinheiro em mais de 145 nações, usando o Visa Direct para transações quase instantâneas. Esse avanço atende à demanda por um processo mais simples e regulamentado de liquidação de criptoativos, contrastando com os métodos tradicionais que muitas vezes são morosos e burocráticos.

ZetaChain pronta para revolucionar com lançamento de rede Cross-Chain

ZetaChain, uma nova rede blockchain cross-chain, está prestes a ser lançada, prometendo integrar uma variedade de blockchains, incluindo Bitcoin, Ethereum e Cosmos, para permitir o desenvolvimento de aplicativos que operam com criptomoedas de várias redes. Apesar do entusiasmo, o projeto enfrenta desafios de segurança, como evidenciado por problemas anteriores em projetos similares como o Thorchain. Para mitigar riscos, a ZetaChain adotará uma abordagem cautelosa, limitando inicialmente o valor bloqueado em seus contratos inteligentes e aumentando-o gradualmente. A rede, que tem sido testada ao longo de 18 a 20 meses, enfrentou o desafio de sincronizar diferentes tempos de finalização entre blockchains, uma questão que planeja resolver adaptando os tempos de confirmação de transações, semelhante às exchanges de criptomoedas.

Binance lança solução bancária para investidores institucionais

A Binance introduziu uma inovadora solução de garantia para investidores institucionais, permitindo a segurança de suas garantias comerciais por meio de um acordo bancário terceirizado, apelidado de “acordo tripartite bancário”. Desenvolvido ao longo de dois anos, esse mecanismo visa mitigar o risco de contraparte, crucial para investidores institucionais, permitindo a utilização de ativos tradicionais como garantia. Embora os parceiros bancários específicos não tenham sido revelados, a Binance confirmou colaborações com diversas instituições bancárias e investidores interessados na nova oferta.

Bitpanda suspende serviços para usuários holandeses devido a regulamentações

A Bitpanda, uma exchange de criptomoedas, anunciou que vai suspender os serviços para os usuários na Holanda, em conformidade com as regulamentações locais. A empresa, com sede em Viena, afirmou que atualmente não possui registro de provedor de serviços de criptoativos na Holanda e não planeja solicitar um. Com foco em seus mercados principais, a Bitpanda não vê a Holanda como um alvo estratégico no momento, apesar de ter licenças em vários outros países europeus.

Coinbase implementa taxas para grandes conversões de USDC para USD

A Coinbase (NASDAQ:COIN) anunciou que introduzirá taxas para conversões significativas de USDC em dólares americanos feitas por clientes institucionais. Transações acima de US$ 75 milhões em um período de 30 dias serão taxadas progressivamente, começando em 0,1% para valores entre US$ 75 e US$ 150 milhões, e aumentando até 0,2% para montantes superiores a US$500 milhões. Contudo, clientes com grandes ativos na plataforma e membros qualificados do Programa de Liquidez Exchange estarão isentos destas novas taxas.

Circle lança stablecoin USDC na rede Celo para impulsionar pagamentos globais

A Circle (COIN:USDCUSD), conhecida por seu stablecoin USDC com um valor de mercado de US$ 26 bilhões, anunciou a expansão da emissão desse stablecoin na rede Celo. Esse movimento visa facilitar transações transfronteiriças e entre indivíduos em regiões em desenvolvimento, tornando mais fácil a conversão de moedas locais. A CLabs, responsável pelo desenvolvimento do Celo (COIN:CELOUSD), também planeja uma votação comunitária para aceitar USDC para o pagamento de taxas de transação na rede. Esta iniciativa coincide com o esforço da Celo para se tornar um hub para ativos tokenizados do mundo real, atraindo mais investimentos tradicionais para a blockchain.

Queda no valor dos ativos do Abracadabra Finance após ataque cibernético

Após a equipe do Abracadabra Finance confirmar um ataque ao seu projeto DeFi, houve uma queda significativa nos valores de seus ativos, incluindo o stablecoin Magic Internet Money (COIN:MIMUSD). O incidente de segurança, que envolveu uma exploração em alguns de seus contratos Ethereum, resultou na desvalorização do MIM de sua paridade de US$ 1 para US$ 0,77, recuperando-se posteriormente para US$ 0,92. O token Spell (COIN:SPELLUSD) também sofreu uma queda de 3,78%. A plataforma viu uma redução drástica no valor total bloqueado, caindo em cerca de US$ 23 milhões para US$ 139 milhões. A equipe afirmou que a DAO do Abracadabra tomará medidas para estabilizar a stablecoin, incluindo a recompra e queima do MIM no mercado.

Layer N alcança performance notável em testes pre-lançamento

Antes do lançamento de sua testnet pública em fevereiro, Layer N, apoiada pelo Founders Fund, registrou um impressionante pico de 120.000 transações por segundo em testes preliminares. Essa rede Layer 2, desenvolvida sobre o Ethereum, visa aprimorar exchanges descentralizadas para que se assemelhem mais às suas versões centralizadas em termos de eficiência. Durante testes em uma rede privada, a Layer N demonstrou capacidade para processar consistentemente 20.000 transações por segundo, graças ao seu inovador Nord Engine, destinado a suportar elevado volume de transações comerciais.

Namada busca revolucionar privacidade no blockchain com criptografia ZK

A constante preocupação com a privacidade, amplificada pelos debates sobre moedas digitais de bancos centrais e a vigilância governamental, destaca a importância da confidencialidade no espaço cripto. Apesar das promessas iniciais de anonimato, a maioria das criptomoedas oferece apenas pseudonimato, com análises de blockchain expondo transações a entidades reguladoras. Namada, emergindo como uma solução baseada no Cosmos para essa questão, promete aprimorar a privacidade dos ativos digitais através da criptografia de conhecimento zero (ZK), visando uma abordagem mais ampla e robusta para a proteção de dados no blockchain. Com a testnet programada para o início de 2024, Namada pretende oferecer privacidade modular para diversos ativos e aplicações, desafiando o paradigma atual de transparência versus privacidade no ecossistema cripto.

Oasis Pro nomeia Alana Ackerson como presidente para impulsionar expansão

A Oasis Pro, uma empresa inovadora em tecnologia blockchain, anunciou a contratação de Alana Ackerson como sua nova presidente. Com uma história de cofundar startups de blockchain, Ackerson focará em acelerar o crescimento da empresa através de captação de recursos, novas parcerias e expansão da equipe. Atualmente, a Oasis Pro está em processo de levantar uma rodada de financiamento da série B, após ter arrecadado US$ 27 milhões em uma rodada de financiamento da série A em 2022, com apoio da Apollo Global Management Inc. (NYSE:APO). A empresa, sediada em Darien, Connecticut, é especializada em tokenização, um campo promissor no setor financeiro.

Tailândia atualiza regulamentações de cripto para ampliar mercado

A Comissão de Valores Mobiliários da Tailândia adotou novas diretrizes mais favoráveis às criptomoedas, removendo limitações para investidores de varejo em tokens lastreados por ativos e introduzindo regras para custodiantes de ativos digitais. Essas mudanças visam expandir o mercado de ativos digitais no país e exigem que as empresas de criptomoedas obtenham licenças e sigam as normas da SEC. Apesar dessa abertura, a SEC tailandesa mantém uma posição cautelosa, rejeitando a permissão para ETFs de Bitcoin à vista, semelhante à abordagem da Coreia do Sul.

Apreensão recorde de Bitcoin por autoridades alemãs

A Alemanha fez uma apreensão histórica de 50.000 bitcoins, avaliados em cerca de US$ 2,2 bilhões, ligados a atividades de pirataria de conteúdo protegido por direitos autorais. Esta operação contou com a colaboração de várias autoridades alemãs, incluindo o Gabinete do Procurador-Geral de Dresden e a Polícia Criminal do Estado da Saxônia. Dois suspeitos, um alemão e um polonês, estão sob investigação por usar os fundos de suas operações ilícitas para adquirir o bitcoin (COIN:BTCUSD), enfrentando possíveis acusações de violação de direitos autorais e lavagem de dinheiro. A destinação final dos bitcoins apreendidos permanece incerta após sua transferência voluntária para carteiras controladas pelas autoridades.

Floki Inu encerra programas de staking em Hong Kong após alerta regulatório

A Floki Inu (COIN:FLOKIUSD) desativou seus programas de staking em Hong Kong após serem marcados como investimentos suspeitos pelo regulador local. A equipe anunciou em um blog que restringiu o acesso dos usuários de Hong Kong e suspendeu a campanha de marketing na região. A decisão veio em resposta a um alerta da Comissão de Valores Mobiliários e Futuros de Hong Kong sobre os altos retornos prometidos pelos programas de staking Floki e TokenFi (COIN:TOKENUSD), não autorizados para oferta ao público local.

Respostas da indústria à proposta do FinCEN sobre serviços de mistura de criptografia

Em outubro, a Rede de Execução de Crimes Financeiros (FinCEN) sugeriu novas regras visando serviços de mistura de criptomoedas, categorizando-os como riscos de lavagem de dinheiro e sugerindo normas rigorosas de manutenção de registros. A indústria teve a chance de reagir durante um período de consulta pública. As respostas destacaram preocupações sobre invasão de privacidade, o impacto excessivamente amplo da proposta e o risco de deslocamento de operações criptográficas legítimas para jurisdições menos regulamentadas. A proposta recebeu cerca de 2.000 comentários, incluindo críticas de que poderia incentivar a transferência de negócios de criptomoedas para fora dos EUA e resultar em relatórios excessivos e ineficazes.

SEC acusa HyperFund de fraude de US$ 1,7 bilhões

A SEC denunciou o HyperFund por um esquema fraudulento de $1,7 bilhões, envolvendo ofertas de títulos não registrados. Xue Lee e Brenda Chunga, conhecidos como Sam Lee e Bitcoin Beautee, captaram essa quantia globalmente, promovendo falsamente investimentos em mineração. O esquema, descrito como uma pirâmide sem renda real, desmoronou em 2022, prejudicando os investidores. Chunga já se declarou culpado, concordando com a liquidação e aguarda a determinação das multas pelo tribunal.

Fundação dYdX busca US$ 30 milhões em financiamento DAO para expansão

A Fundação dYdX (COIN:DYDXUSD), apoiadora da exchange descentralizada dYdX, solicitou um financiamento de US$ 30 milhões da DAO que governa o projeto, destinado a ser utilizado ao longo de três anos. Com sede na Suíça, a Fundação fornece suporte abrangente ao dYdX, visando torná-lo a principal plataforma de troca na internet. Se aprovada, a verba representará 4% do tesouro da DAO, liberando a Fundação da necessidade de revisões orçamentárias anuais comuns em outros DAOs.

Deixe um comentário