ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

O Fed inicia sua reunião de política monetária. Alemanha à beira da recessão

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de cinco minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: A maioria dos mercados da Ásia caíram na terça-feira.

O índice Hang Seng de Hong Kong caiu 2,32%, em 15.703,45 pontos, liderado por quedas nas ações de consumo cíclico e imobiliário, enquanto na China continental, o CSI 300, que agrupa as maiores empresas listadas em Shanghai e Shenzhen, caiu 1,78%, para 3.245,04 pontos. Na segunda-feira, as ações da incorporadora imobiliária em apuros Evergrande foram paralisadas após despencarem mais de 20%. Um tribunal de Hong Kong decidiu liquidar a empresa, que já foi considerada uma das maiores empresas imobiliárias da China.

O Kospi da Coreia do Sul cedeu 0,07% e terminou em 2.498,81 pontos, revertendo os ganhos iniciais.

O Nikkei do Japão subiu 0,11%, para fechar em 36.065,86 pontos. A taxa de desemprego do Japão em Dezembro caiu para 2,4%, a taxa de desemprego mais baixa desde janeiro de 2023, abaixo dos 2,5% do mês anterior e ligeiramente abaixo das expectativas dos economistas que esperavam que a taxa de desemprego permanecesse inalterada em 2,5%.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 encerrou o dia com alta de 0,29%, a 7.600,20 pontos, o sétimo dia consecutivo de ganhos. Cinco dos 11 setores operaram no verde nesta terça-feira, com o setor industrial sendo o mais atingido. As gigantes da mineração BHP e Rio Tinto subiram 0,4% cada, enquanto as petrolíferas Santos e Woodside Energy recuaram 1,1% e 0,2%, respectivamente.

EUROPA: Os mercados europeus sobem na terça-feira, com os investidores digerindo os números preliminares do produto interno bruto do quarto trimestre divulgados pela zona euro.

A economia da Alemanha contraiu nos últimos três meses do ano passado, colocando a maior economia da Europa à beira da recessão, segundo novos dados na terça-feira. O PIB alemão encolheu 0,3% no quarto trimestre de 2023, em linha com as previsões. Segue-se a dois trimestres consecutivos de crescimento estável.

No entanto, em toda a zona euro, o quadro era misto. A economia francesa estagnou nos últimos três meses de 2023, enquanto as economias de Itália e Espanha cresceram 0,2% e 0,6%, respetivamente.

O pan-europeu Stoxx 600 subia 0,4% no meio das negociações matinais, com a maioria dos setores negociando em território positivo. Na segunda-feira, os mercados regionais fecharam ligeiramente em alta, com os investidores aguardando uma série de balanços, dados econômicos e anúncio dos bancos centrais durante a semana.

O alemão DAX 30 sobe 0,1% e o francês CAC 40 avança 0,3%.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 0,5%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American sobe 0,1%, enquanto Antofagasta recua 0,7%. Entre as gigantes, BHP e Rio Tinto caem 0,1% e 0,3%, respectivamente. A petrolífera BP sobe 0,9%.

EUA: Futuros dos índices de ações dos EUA negociam em ligeira baixa na manhã de terça-feira, enquanto os investidores avaliam os últimos relatórios de lucros corporativos e aguardam a reunião de política do Federal Reserve.

Os movimentos seguem um dia de altas em Wall Street que resultou no sexto fechamento recorde do ano para o Dow e S&P 500. Apesar desses fechamentos notáveis, o Nasdaq Composite teve o melhor desempenho dos três principais índices, subindo 1,12% na sessão, em 15.628,04 pontos. O Dow subiu 0,59%, em 38.333,45 pontos, enquanto o S&P 500 adicionou 0,76%, em 4.927,93 pontos.

Segunda-feira marcou o início de uma semana movimentada para os balanços corporativos, com 19% das empresas do S&P 500 preparadas para divulgar seus relatórios. Dos quase um quarto dos componentes do S&P 500 que já reportaram, cerca de 72% superaram as expectativas de Wall Street, de acordo com a FactSet.

Os mercados recuperam no final da sessão de segunda-feira, depois que o Departamento do Tesouro dos EUA disse que esperava captar empréstimos inferiores ao previsto anteriormente no primeiro trimestre. O departamento disse que esta necessidade reduzida de empréstimos resultou do aumento previsto nos fluxos fiscais líquidos e de um saldo de caixa mais elevado no início do trimestre.

Os investidores estarão atentos às atualizações da reunião política de dois dias do FOMC do Fed que começa nesta terça-feira. O mercado futuro de fundos federais precificoa uma probabilidade de aproximadamente 97% de que o banco central mantenha as taxas inalteradas durante seu anúncio na quarta-feira, de acordo com a ferramenta CME FedWatch. Os investidores esperam obter clareza sobre quando e como as taxas poderão ser reduzidas este ano.

Na última reunião da Fed em Dezembro, as autoridades políticas indicaram que esperavam três cortes nas taxas em 2024, mas a ata da reunião mostrou que o caminho a seguir para a política monetária permanecia altamente incerto.

Os “traders” avaliam uma chance de quase 50% de as taxas permanecerem estáveis ​​ou serem reduzidas na reunião do Fed que acontece em março, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

Vários dados econômicos importantes estão programados para a semana e devem fornecer pistas sobre o estado da economia, especialmente o mercado de trabalho. Na terça-feira, o relatório de vagas de emprego JOLTs de dezembro é esperado às 12h00, assim como o último relatório de confiança do consumidor. Ainda na terça-feira, o S&P/CS Composite-20 HPI, que mede os preços de imóveis, sairá às 11h00.

Mais para o final da semana, são esperados o relatório sobre as vagas de trabalho do setor privado da ADP e o relatório sobre empregos do Departamento do Trabalho dos EUA para janeiro.

Ainda na terça-feira, os investidores seguirão a Microsoft e Alphabet, dois dos nomes de tecnologia de mega capitalização que devem divulgar seus balanços nesta semana. Estas empresas, que fazem parte de um grupo conhecido como “Magnificent 7”, tem sido observadas de perto pelos participantes do mercado depois de impulsionarem o S&P 500 com os seus ganhos descomunais. Amazon, Meta e Apple publicarão seus resultados trimestrais mais para o final da semana.

Fora do setor de tecnologia, General Motors e UPS estão entre as empresas conhecidas que compartilharão seus resultados antes do sino de abertura e Starbucks deve divulgar após o fechamento do mercado de terça-feira.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: +2,59% em US $ 43.401,00
Ethereum: +1,67% em US $ 2.310,56

ÍNDICES FUTUROS – 7h50:
Dow: -0,13%
S&P 500: -0,09%
NASDAQ: -0,06%

COMMODITIES:
MinFe: -1,76%
Bent: +0,16%
WTI: +0,31%
Soja: -0,06%
Ouro: +0,42%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário