ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for discussion Cadastre-se para interagir em nossos fóruns de ativos e discutir com investidores ideias semelhantes.

Ibovespa cai 1,01%, pressionado pela forte retração observada nas commodities e dados fortes do mercado de trabalho dos EUA

LinkedIn

Ibovespa encerrou a sessão desta sexta-feira em queda, pressionado pela forte retração observada nas commodities – impactando as ações da Vale e da Petrobras. Investidores também reagiram influenciado por dados robustos do mercado de trabalho nos Estados Unidos, que enfraqueceram as expectativas de um corte nas taxas de juros norte-americanas ainda no primeiro trimestre.

O Índice Bovespa (Ibovespa), que reflete o desempenho médio das cotações das principais ações de empresas negociadas na BM&FBOVESPA, é formado pelas ações com maior volume negociado nos últimos meses.

O Ibovespa caiu 1,01%, a 127.182 pontos, acumulando um declínio de 1,21% na semana. Na máxima do dia, chegou a 128.878,43 pontos. Na mínima, a 126.627,88 pontos.

De acordo com os dados do Departamento do Trabalho dos EUA, foram criadas 353 mil vagas de emprego no país em janeiro, bem acima das expectativas que apontavam 180 mil. A taxa de desemprego ficou em 3,7% ante previsão de 3,8%.

A diretora de pesquisa da Global X ETFs, Morgane Delledonne, disse que os dados reforçam a visão do Federal Reserve de adiar as discussões para os primeiros cortes nas taxas.

Na última quarta-feira, o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, já havia esfriado as apostas para um corte mais cedo, afirmando que não achava provável uma redução em março, mesmo observando uma melhora na inflação.

A análise técnica do Itaú BBA avalia que o Ibovespa precisa superar os 129.400/558 pontos para engatar uma recuperação mais consistente que poderá levar o índice aos níveis de 132.000 e a máxima de dezembro, em 134.400 pontos.

“Do lado da baixa, a região de 126.400 pontos continua como sinal de alerta para o investidor”, afirmou em nota a clientes.

Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones registrou uma alta de 0,35%, atingindo 38.654 pontos, enquanto o S&P 500 apresentou um ganho de 1,05%, chegando a 4.957 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançou 1,74%, atingindo 15.628 pontos.

Acompanhe as altas e baixas da bolsa nos últimos dias:

Data Variação Pontuação Volume Financeiro
01/02/2024 0,57% 128.481,02  R$ 23,7 bilhões
02/02/2024 -1,01%  127.182,25  R$ 23,7 bilhões

DESTAQUES DO IBOVESPA – (pregão à vista)

  • ALTAS IBOVESPA

AZUL4: +3,47% a R$ 13,71
GGBR4: +2,67% a R$ 21,53
EZTC3: +1,89% a R$ 15,61
GOAU4: +1,73% a R$ 10,02
CRFB3: +1,30% a R$ 10,90

  • BAIXAS IBOVESPA

COGN3: -6,94% a R$ 2,68
BHIA3: −6,01% a R$ 7,20
MGLU3: −4,37% a R$ 1,97
RECV3: −4,25% a R$ 22,08
LWSA3: −3,96% a R$ 5,34

Confira o ranking completo de todos os papéis negociados na B3.

  1. 💥 Confira os destaques corporativos de hoje 💥

    Arezzo (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3)

    O jornal informou que o conselho de administração do grupo Soma, que já se reuniu ontem para tratar sobre o tema, pode se encontrar hoje ou mais tardar ao longo do fim de semana para estudar avaliação independente sobre o negócio, que seria do JPMorgan. Saiba mais…

    Banco do Brasil (BBAS3)

    O Banco do Brasil (BB) anuncia investimento na startup Traive, empresa de tecnologia que conecta a esteira de crédito agrícola ao mercado de capitais, por meio de Inteligência Artificial proprietária. Por intermédio de seu Programa de Corporate Venture Capital (CVC), o aporte foi efetuado pelo Fundo BB Impacto ASG – gerido pela Vox Capital. Saiba mais…

    Br Partners (BRBI11)

    O BR Partners lucrou R$ 43,1 milhões no quarto trimestre de 2023, alta de 27% em relação ao mesmo período de 2022. Em 2023, o banco lucrou R$ 155 milhões, elevação de 5,4% ante 2022. Saiba mais…

    Casas Bahia (BHIA3)

    O Grupo Casas Bahia disse, em resposta a questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre notícia veiculada na mídia, que não há no momento qualquer definição quanto a eventual captação de recursos por meio da emissão de debêntures. Saiba mais…

    Dasa (DASA3)

    A notícia da Bloomberg de que a Dasa estaria avaliando alternativas estratégicas para seus negócios, incluindo a venda de uma participação ou do controle, pode levar a uma reação positiva do mercado com a visão de desalavancagem financeira para a empresa de saúde. Contudo, ainda há muitas dúvidas no radar em meio a variedades de opções para essa alienação de controle, apontam analistas. Saiba mais…

    Emae (EMAE3/EMAE4)

    O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, afirmou nesta sexta-feira, 2, que a privatização da Emae, empresa de águas e energia controlada pelo governo do Estado, deve sair no primeiro semestre deste ano. Para a da Sabesp, que é uma operação consideravelmente maior, ele não deu previsão. Saiba mais…

    Gerdau (GGBR4)

    A Gerdau, após cumprimento das correspondentes condições precedentes, concluiu a venda, para o Grupo Inicia, da participação societária de 50,00% na joint-venture Gerdau Metaldom Corp. (e subsidiárias). A operação foi anunciada em 17 de janeiro. Saiba mais…

    Grupo GPS (GGPS3)

    O Grupo GPS informou que a aquisição, pela Top Service, controlada da companhia, da totalidade das quotas de emissão da sociedade Marfood foi concluída.

    Itaú Unibanco (ITUB3/ITUB4)

    O Itaú Unibanco emitiu R$ 1 bilhão em letras financeiras, com recursos sendo direcionados para aquisição de “empreendimento imobiliário”. Saiba mais…

    Livetech da Bahia (LVTC3)

    A Livetech da Bahia aprovou a eleição do Sr. Felipe Luís Rosa Meldonian para o cargo de Diretor de Relações com Investidores e Diretor Financeiro, para mandato unificado ao dos demais membros da Diretoria. Saiba mais…

    Petrobras (PETR3/PETR4)

    A Petrobras respondeu à previsão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em relação à exploração de petróleo na Foz do Amazonas, de impacto ambiental em nível máximo, segundo noticia publicada no jornal “Folha de S. Paulo” na terça-feira (30). Saiba mais…

    A Petrobras alcançou nesta quinta-feira, 1º, um recorde histórico no mercado financeiro. A empresa registrou o maior valor de suas ações e de mercado de todos os tempos. As ordinárias fecharam a sessão, cotadas a R$ 42,96 e as preferenciais, a R$ 41,57. O valor de mercado da companhia chegou ao patamar de R$ 552 bilhões, o maior desde 18 de outubro de 2023, quando chegou a marca de R$ 525,099 bilhões em market cap. Saiba mais…

    Raízen (RAIZ4)

    A Raízen informou que a Raízen Power sua marca dedicada às soluções de energia elétrica renovável, e a BYD, líder mundial em venda de veículos eletrificados, celebraram Memorando de Entendimentos vinculante com o objetivo de acelerar a mobilidade elétrica sustentável no Brasil, tornando as soluções mais acessíveis, economicamente viáveis e atrativas para o mercado. Saiba mais…

    Taesa (TAEE11)

    A Taesa recebeu a Licença de Instalação (LI) do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) para os trechos LT Abdon Batista – Videira (C1/C2) e LT Abdon Batista – Barra Grande (C3), referentes às instalações da concessão Pitiguari. A licença também inclui as obras de ampliação das subestações SE Barra Grande, SE Abdon Batista e SE Videira a serem interligadas. Saiba mais…

    Totvs (TOTS3)

    A Dimensa, controlada da Totvs celebrou contrato para aquisição da totalidade do capital social da Quiver pelo montante de R$ 115 milhões. O acordo ainda prevê o pagamento de preço de compra complementar sujeito ao cumprimento de determinadas condições. Saiba mais…

    Vittia (VITT3)

    Gilmar Chbâne Bosso apresentou sua carta de renúncia ao cargo de Membro Efetivo do Conselho de Administração da companhia, com efeitos imediatos.

    (Com informações da Forbes Money, TC Mover e Momento B3)

Deixe um comentário