ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

Mastercard e Swoo Pay impulsionam pagamentos cripto, Ether rompeu US$ 3K na terça-feira, mais

LinkedIn

Ether supera US$ 3.000 impulsionado por expectativas de ETF nos EUA

Pela primeira vez em quase dois anos, o Ether (COIN:ETHUSD) ultrapassou os US$ 3.000 nesta terça-feira, impulsionado pela possibilidade de aprovação de ETFs de Ether nos Estados Unidos até maio. Atingindo um pico de US$ 3.003,40, a segunda maior criptomoeda por valor de mercado depois recuou, mantendo-se em US$ 2.930,01, marcando uma baixa de 0,48% em 24 horas. A expectativa por um ETF de Ether segue o sucesso dos ETFs de Bitcoin. Apesar das altas expectativas, analistas e reguladores permanecem cautelosos quanto à rápida aprovação desses ETFs.

Expectativa de expansão dos ETFs Bitcoin nos próximos meses

Um porta-voz da Galaxy Digital Holdings (TSX:GLXY) prevê uma crescente adoção dos ETFs Bitcoin à vista em breve, conforme relatado pela FOX Business. Steve Kurz, da Galaxy Asset Management, expressou surpresa se, dentro de um ano, as principais instituições financeiras não se envolverem com esses ETFs, antecipando um “FOMO institucional”. Eleanor Terrett da FOX Business apontou que muitos consultores financeiros têm interesse, mas aguardam a aprovação de suas empresas após avaliações de risco. A Galaxy, com seu ETF Invesco Galaxy Bitcoin (AMEX:BTCO), participou de um painel altamente atendido sobre o tema na Conferência Exchange ETF em Miami, destacando o interesse crescente no setor.

ETF Bitcoin da Bitwise adotado por rede de consultores de US$ 30 bilhões

O Bitwise Bitcoin ETF Trust (AMEX:BITB) foi oficialmente aprovado para inclusão em uma prestigiosa rede de consultores de investimento registrados (RIAs) com ativos sob gestão de US$ 30 bilhões. Anunciado pelo CEO da Bitwise, Hunter Horsley, via X (anteriormente Twitter), esta aprovação permite que os consultores da rede aloquem entre 1% a 5% dos fundos em BITB. Embora o nome da RIA não tenha sido divulgado, a aceitação do BITB marca um significativo avanço para o ETF, que rapidamente ultrapassou a marca de um bilhão de dólares em ativos. Este movimento sublinha a crescente integração do Bitcoin no setor financeiro institucional, com RIAs gerenciando cerca de US$ 115 trilhões em ativos globalmente.

BlackRock eleva o marketing de ETF Bitcoin com novo anúncio

Apesar dos ETFs Bitcoin spot ultrapassarem US$ 5 bilhões em investimentos, o setor ainda é emergente. A BlackRock (NYSE:BLK), que recentemente obteve aprovação da SEC para seu iShares Bitcoin Trust (NASDAQ:IBIT), lançou uma campanha publicitária inovadora. O anúncio, descrito como “simples, moderno e eficaz” por Eric Balchunas, analista sênior de ETF da Bloomberg, visa não apenas um grupo específico de investidores, mas também ressoa fortemente com consultores financeiros. Prometendo simplicidade e equiparando seus ETFs BTC aos produtos tradicionais, a BlackRock busca informar os investidores sobre esta nova classe de ativos, consolidando sua liderança no mercado.

Desafios e oportunidades no mercado de Bitcoin diante de posições alavancadas

O investidor HODL15Capital destacou no X uma tendência de venda a descoberto no Bitcoin (COIN:BTCUSD), com potencial de liquidações de até US$ 1 bilhão se os preços alcançarem de US$ 52.400 a US$ 53.000. Com o Bitcoin estabilizando em torno de US$ 51.270, o mapa de calor de liquidações da Coinglass para o par BTC/USDT da Binance mostra alta alavancagem acima desse nível. Recentemente, o aumento para além de US$ 50.000 resultou em liquidações notáveis, evidenciando a vulnerabilidade das posições vendidas alavancadas. No entanto, uma outra perspectiva destaca que o volume de negociação extremamente baixo indica que a resistência de US$ 52.800 é de curto prazo e provavelmente será superada em breve. Esse baixo volume de vendas pode ser interpretado apenas como um recuo temporário, e não como indicativo de uma reversão de tendência mais significativa. “O volume de negociação extremamente baixo nos dias negativos do BTC (como ontem e sábado) indicam que a resistência dos US$ 52.800 é de curto prazo e deve ser rompida em breve. O baixo volume vendedor indica apenas um pullback, e não uma reversão mais forte“, comentou Fernando Pereira, analista da Bitget.

Starknet lança airdrop histórico de tokens

Starknet, um rollup Ethereum, iniciou a maior distribuição de tokens do ano, entregando 728 milhões de STRK a aproximadamente 1,3 milhão de endereços. O token pré-lançamento foi cotado inicialmente a US$ 1,80 na Aevo e atingiu US$ 5 na Kucoin antes de estabilizar em US$ 3,50. Com um total de 10 bilhões de STRK, o valor de mercado teórico atinge US$ 35 bilhões, enquanto o valor de mercado atual é de US$ 2,32 bilhões. A Starknet, que utiliza tecnologia de prova de conhecimento zero para otimizar transações no Ethereum, destina mais de metade do fornecimento de tokens para a Fundação Starknet e o restante para colaboradores, funcionários e parceiros, com desbloqueio ao longo de 31 meses.

Binance finaliza ofertas de tokens alavancados

A Binance encerrará a negociação e assinatura de seus tokens alavancados, incluindo variantes de Bitcoin, Ethereum e BNB, até 28 de fevereiro. Os ativos afetados, como BTCUP e BTCDOWN, serão removidos, com resgate disponível até 3 de abril. Estes produtos oferecem exposição alavancada sem ajustes de estratégia, mas com riscos. A retirada segue um foco da Binance em otimizar valor ao cliente e competitividade, enquanto a plataforma recupera sua participação de mercado após desafios regulatórios.

Forbes estabelece presença inovadora no metaverso The Sandbox

Forbes celebrou sua entrada no metaverso The Sandbox (COIN:SANDUSD), inaugurando um espaço dedicado à comunidade Web3. Este novo território digital não só reflete o compromisso da Forbes com a inovação, mas também serve como um ponto de encontro vibrante para troca de ideias e networking. Com um design que inclui uma piscina, um bar e uma galeria para os laureados Under 30 de 2024, a Forbes visa estimular a interação e o engajamento. Taha Ahmed, da Forbes, destacou esta iniciativa como um marco na exploração tecnológica, prometendo uma experiência rica em gamificação e conteúdo interativo para os visitantes.  “Ao estabelecer uma presença permanente neste mundo digital, estamos abrindo novos caminhos para que nossa comunidade se conecte, aprenda e cresça junta de maneiras que antes eram inimagináveis”, disse Ahmed.

Mastercard e Swoo Pay impulsionam pagamentos em cripto para mercados emergentes

A Mastercard (NYSE:MA) está colaborando com o Swoo Pay, um app voltado para pagamentos em regiões em desenvolvimento, visando introduzir recompensas de fidelidade em criptomoedas. Esta iniciativa busca cobrir deficiências deixadas por outros players como o Google (NASDAQ:GOOGL) em pagamentos internacionais. A parceria focará em mercados não atendidos pelo Google Pay, como África e Sudeste Asiático, e se estenderá a usuários de smartphones Huawei, que enfrentam restrições de serviços do Google. O objetivo é oferecer tokens Swoo como recompensas, que podem ser trocados por criptomoedas como Bitcoin (COIN:BTCUSD). A iniciativa, que já teve um piloto bem-sucedido, almeja tornar os pagamentos cripto mais acessíveis e incentivar transações cotidianas entre os usuários.

MetaMask aprimora segurança com alertas automáticos

O aplicativo de carteira MetaMask agora fornece alertas de segurança automáticos, cortesia da Blockaid, para seus usuários de extensões e apps móveis em diversas redes. Iniciado após um período beta, esse recurso visa notificar os detentores de carteiras sobre transações suspeitas. Inicialmente disponível no Ethereum (COIN:ETHUSD), esses alertas agora cobrem redes como Polygon (COIN:MATICUSD), Arbitrum (COIN:ARBUSD), Optimism (COIN:OPUSD), Avalanche (COIN:AVAXUSD) e BNB Chain (COIN:BNBUSD). Espera-se que, em 2024, essa funcionalidade previna furtos significativos de ativos. Dan Finlay, cofundador da MetaMask, enfatizou essa atualização como essencial para manter a plataforma segura para todos os usuários. “Este é um passo crucial para garantir que a MetaMask permaneça na vanguarda das carteiras criptografadas seguras e com autocustódia para usuários novos e experientes”, disse Finlay.

CME introduzirá futuros de micro Bitcoin e Ether em euros

A Chicago Mercantile Exchange (NASDAQ:CME) anunciou que lançará futuros de micro bitcoin e ether denominados em euros no dia 18 de março, sujeitos à aprovação regulatória. Essa nova oferta expande a gama de produtos derivativos de criptomoedas da CME, seguindo os lançamentos anteriores de futuros de micro bitcoin e ether em dólares. Os novos contratos futuros serão uma décima parte do tamanho dos ativos originais, visando oferecer uma opção de investimento mais acessível em criptomoedas. Giovanni Vicioso, chefe de Produtos de Criptomoeda do CME Group, destacou a crescente demanda por instrumentos de gestão de risco em bitcoin e ether, especialmente em regiões fora dos EUA.

Hong Kong estabelece diretrizes para custódia de ativos digitais

O banco central de Hong Kong lançou diretrizes para bancos que desejam oferecer serviços de custódia de criptoativos, visando reafirmar sua posição como centro financeiro de criptomoedas. As novas regras, detalhadas em um documento de 11 páginas, exigem uma avaliação de risco detalhada, políticas eficazes de gestão de riscos, e um forte envolvimento da administração. Em resposta a falhas recentes no setor, a HKMA insiste em segregação de ativos, prevenção de uso indevido de ativos de clientes, e medidas rigorosas de segurança, incluindo armazenamento a frio e proteção de chaves privadas.

Investidor acusa fundo suíço Tyr Capital de ignorar riscos da FTX

O fundo de hedge Tyr Capital, na Suíça, enfrenta acusações de negligência de um investidor após não atender a avisos prévios sobre o risco iminente da falência da FTX, segundo o Financial Times. Alegadamente, o fundo desconsiderou as preocupações levantadas pelo TGT, um investidor, sobre sua exposição à FTX, tentando retirar fundos apenas após a declaração de falência da exchange em novembro de 2022. A TGT, que está buscando recuperar controle sobre seus ativos, incluindo uma reivindicação de US$ 22 milhões à FTX, alertou a Tyr entre 7 e 10 de novembro, antes do colapso. As autoridades suíças estão investigando a Tyr, tendo realizado buscas em agosto e apreendido documentos.

Reino Unido acelera regulação de criptomoedas e stablecoins

O Reino Unido está se mobilizando para implementar novas regras sobre criptomoedas e stablecoins dentro de seis meses, afirmou Bim Afolami, secretário econômico do Tesouro, em um evento da Coinbase (NASDAQ:COIN). O governo busca agilizar esse processo antes das eleições gerais previstas para janeiro de 2025. As propostas recentes visam colocar o setor sob supervisão financeira, levando algumas empresas de cripto a pausar operações no país devido às exigências regulatórias.

Deixe um comentário