ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for pro Negocie como um profissional: Aproveite discussões em tempo real e ideias que movimentam o mercado para superar a concorrência.

Azul (AZUL4): lucro líquido de R$ 403,3 milhões no 4T23, aumento de 74,5%

LinkedIn

A Azul reportou lucro líquido de R$ 403,3 milhões no quarto trimestre de 2023 (4T23), um aumento de 74,5% sobre o desempenho de um ano antes, informou a companhia aérea.

Em termos ajustados, a companhia teve prejuízo líquido de R$ 270,6 milhões nos últimos três meses de 2023, 55,7% inferior ao resultado negativo de apresentado no mesmo período de 2022.

A empresa afirmou que os resultados não são auditados e que não vai conseguir entregar as demonstrações financeiras auditadas e o relatório do auditor independente relativos a 2023 no prazo legal, “uma vez que o trabalho dos auditores independentes em relação à revisão de tais demonstrações ainda não foi concluído”.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) do 4T23 aumentou 33,7% para R$ 1,5 bilhão, representando uma margem de 29,2%.

O lucro operacional no 4T23 aumentou 68,3% para R$883,2 milhões, representando uma margem de 17,6%, 5,8 pontos percentuais a mais em relação ao 4T22.

Já a receita operacional total no 4T23 aumentou 13,0%, atingindo um recorde de R$5,0 bilhões, principalmente devido a um aumento robusto na receita de passageiros, apoiado pela forte contribuição de nossos outros negócios.

Continua depois da publicidade

A receita de carga e outros, por sua vez, atingiu recorde histórico de R$ 365,1 milhões, um aumento de 9,5% em comparação com o mesmo período do ano passado.

O RASK mais uma vez atingiu recordes históricos a R$ 45,30 centavos, um aumento de 6.1% em relação ao 4T22.

Alavancagem financeira

A liquidez imediata foi de R$ 3,0 bilhões, representando 16,2% da receita dos últimos doze meses e 18,8% maior em relação ao 4T22.

A alavancagem da Azul, medida como dívida líquida em relação ao Ebitda, reduziu para 3,7 vezes, em linha com a perspectiva da empresa e uma redução de 2 pontos em relação ao 4T22. A Azul espera continuar a reduzir a alavancagem, atingindo aproximadamente 3 vezes no final de 2024, abaixo dos níveis pré-pandêmicos.

Guidance

A Azul ainda divulgou projeção de ter um Ebitda em 2024 de cerca de R$ 6,5 bilhões de, acima da projeção anterior de R$ 6,3 bilhões, e maior que os 5,2 bilhões obtidos em 2023, que por sua vez foi 61,4% acima do desempenho de 2022.

A Azul espera aumentar a capacidade em aproximadamente 11% em 2024 em comparação com 2023.

“O crescimento esperado é impulsionado principalmente pela continuação do forte ambiente de demanda e da implementação de nossa estratégia de transformação de frota”, diz a empresa.

Os resultados da Azul (BOV:AZUL4) referentes às suas operações do quarto trimestre de 2023 foram divulgados no dia 24/03/2024.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão

Deixe um comentário