ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Mercados seguem cautelosos, de olho nos dados de inflação dos EUA de hoje

LinkedIn

Bem-vindo à sua leitura matinal de três minutos de como os mercados estão reagindo ao redor do mundo nesta manhã.

ÁSIA: Os mercados da Ásia fecharam sem direção nesta terça-feira, antes de um importante relatório de inflação dos Estados Unidos.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 3,05%, em 17.093,50 pontos, liderando os ganhos na região, enquanto na China continental, o CSI 300, que agrupa as maiores empresas listadas em Shanghai e Shenzhen, subiu 0,23% e fechar em 3.597,49 pontos.

O Nikkei do Japão caiu pelo segundo dia consecutivo, perdendo 0,06% e fechando em 38.797,51 pontos. Isto ocorre num momento em que a taxa de inflação corporativa do Japão em fevereiro subiu para 0,6%, superando os 0,5% esperados pelos economistas e acima da leitura de 0,2% de janeiro. Uma inflação mais forte pode abrir caminho para o Banco do Japão aumentar as taxas em breve, o que pesaria sobre os mercados acionistas japoneses.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 recuperou e ganhou 0,11%, fechando em 7.712,50 pontos. As mineradoras Pilbara Minerals, Newmont e IGO subiram 4,3%, 3,5% e 2,3%, respectivamente, figurando entre as quatro ações de megacapitalização com melhor desempenho na terça-feira, ajudando a elevar o setor modestamente. Os avanços nas mineradoras de ouro e terras raras compensaram em grande parte as perdas das gigantes BHP, Rio Tinto e Fortescue, que fecharam em queda de 0,7%, 0,2% e 1,2%, respectivamente, depois que o minério de ferro seguiu em queda. Os preços do componente siderúrgico caíram depois que a demanda decepcionante na China deixou o mercado com estoques inchados. O setor de energia também pesou. Yancoal despencou 8% e Whitehaven Coal recuou 3,6%. Os pesos-pesados Woodside e Santos recuaram 1,2% e 0,6%. Ampol subiu 1,6% e Viva Energy Group subiu 0,3%, ajudaram diminuir a queda do setor.

O Kospi da Coreia do Sul também recuperou e fechou em alta de 0,83% para terminar em 2.681,81 pontos.

EUROPA: Os mercados europeus avançam na terça-feira, enquanto os investidores globais aguardam o último relatório de inflação dos EUA.

O pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,1% na sessão matinal.

O alemão DAX 30 sobe 0,3% e o francês CAC 40 avança 0,1%.

Em Londres, o FTSE 100 sobe 1%. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American sobe 2,1%, Antofagasta adiciona 0,8%, enquanto as gigantes BHP e Rio Tinto avançam 0,9% e 1,5%, respectivamente. A petrolífera BP sobe 1,5%.

O salarial regular do Reino Unido cresceu 6,1% no período de novembro de 2023 a janeiro de 2024, segundo o Office for National Statistics. Os analistas acreditam que é improvável que a leitura atrapalhe as expectativas de que o Banco da Inglaterra comece a cortar as taxas de juros em meados do ano. A taxa de crescimento salarial anual desacelerou para um nível visto pela última vez no período de agosto a outubro de 2022, ficando um pouco abaixo da expectativa dos economistas de 6,2%.

EUA: Os futuros dos índices de ações dos EUA sobem ligeiramente na manhã de terça-feira, enquanto os investidores aguardam a leitura de fevereiro do índice de preços ao consumidor, que poderá dar pistas sobre a trajetória da política monetária do Federal Reserve.

Na sessão regular de segunda-feira, S&P 500 caiu 0,11%, em 5.117,94 pontos, o Nasdaq Composite de alta tecnologia, recuou 0,41%, em 16.019,27 pontos, enquanto o Dow conseguiu se livrar das perdas e subir 0,12%, em 38.769,66 pontos.

Os rendimentos do Tesouro dos EUA caíram ligeiramente na terça-feira. Os rendimentos e os preços movem-se em direções opostas.

O IPC será divulgada na terça-feira às 9h30. Economistas preveem um ganho mensal de 0,4% e um aumento de 3,1% na base anual, o que permaneceria inalterado em relação à leitura de Janeiro, de acordo com uma pesquisa do Dow Jones. A alta do IPC de Janeiro abalou os mercados e levou os responsáveis ​​da Fed a mudarem a sua retórica para um tom mais cauteloso sobre a flexibilização da política, após ficar mais quente do que o esperado. Os dados levaram os responsáveis ​​do Federal Reserve a adotar um tom mais cauteloso em relação à flexibilização da política monetária.

As leituras de Fevereiro poderão, portanto, fornecer novas pistas sobre a trajetória futura das taxas de juros. Também são um dos últimos dados importantes antes da reunião de março do Fed. Os mercados indicam que o Fed não reduzirá as taxas de juro na sua reunião de 19 a 20 de Março ou na de 30 de Abril a 1 de Maio.

Um analista acredita que o “IPC provavelmente subiu em fevereiro devido ao aumento dos preços da gasolina, mas o núcleo da inflação provavelmente desacelerou ainda mais à medida que os preços dos automóveis caíram e os aumentos dos aluguéis foram moderados”.

Na semana passada, o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que os cortes nas taxas provavelmente não estavam longe, mas reiterou que o banco central ainda procurava mais evidências nos dados econômicos de que a inflação está a regressar à meta de 2%.

A recuperação do mercado liderada pela tecnologia perdeu força ultimamente, à medida que alguns dos maiores vencedores deste ano continuaram a recuar. A Nvidia perdeu mais 2% na segunda-feira, depois de cair mais de 5% na sexta-feira, a maior queda em um dia desde maio de 2023. Alguns dos outros membros do “Magnificent Seven” também recuaram recentemente. As ações da Apple perderam 8,5% no mês passado, enquanto a Alphabet caiu 7,6%. A Microsoft recuou quase 4% durante o mesmo período e a Tesla caiu 8,2%.

CRIPTOMOEDAS:
Bitcoin: +0,39% em US $ 71.651,2
Ethereum: -0,17% em US $ 4.031,72

ÍNDICES FUTUROS – 7h30:
Dow: -0,03%
S&P 500:+0,24%
NASDAQ: +0,45%

COMMODITIES:
MinFe: -2,23%
Bent: +0,77%
WTI: +0,68%
Soja: +0,14%
Ouro: -0,27%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, independente, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado, enquanto a europeia e a americana estão no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados. O texto não é indicação de compra, manutenção ou venda de ativos.

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente

Delayed Upgrade Clock