ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Novo estudo revela: medicamento para diabetes Ozempic da Novo Nordisk reduz risco de insuficiência renal e morte

LinkedIn

Um estudo recente divulgado no New England Journal of Medicine revelou que o medicamento para diabetes Ozempic, da Novo Nordisk (NYSE:NVO), pode significativamente diminuir o risco de insuficiência renal e morte em pacientes com diabetes tipo 2 e doença renal crônica. As ações da Novo Nordisk listadas em Nova Iorque estão em queda de -0,55% na abertura do mercado de sexta-feira.

A Novo Nordisk também é negociada na B3 através da BDR (BOV:N1VO34).

Comparados ao grupo controle que recebeu placebo, os pacientes tratados com Ozempic mostraram uma redução de 24% no risco de complicações renais graves e morte por problemas cardiovasculares ou renais. Além disso, o declínio da função renal foi mais lento e o risco de eventos cardiovasculares foi 18% menor entre os que receberam o medicamento.

O coautor do estudo, Vlado Perkovic, descreve os resultados como tendo “um profundo impacto clínico”, destacando os benefícios para a saúde dos pacientes. sses resultados representam uma esperança significativa para os pacientes afetados por doenças renais crônicas, especialmente considerando que essa condição afeta cerca de 14% dos adultos nos EUA.

A pesquisa sugere que medicamentos GLP-1, como o Ozempic, podem oferecer uma nova esperança para pacientes com doença renal crônica, complementando os tratamentos existentes. Esses dados respaldam a possível expansão do rótulo do Ozempic para tratar esse grupo de pacientes, conforme observado por analistas do mercado.

Além disso, a pesquisa destaca o potencial dos medicamentos GLP-1, como a semaglutida, ingrediente ativo do Ozempic, podem oferecer uma nova abordagem de tratamento complementar para essa população.

Essas descobertas também têm implicações positivas para o mercado farmacêutico e para empresas relacionadas à diálise, como evidenciado pelo desempenho das ações. Nos últimos 12 meses, as ações da Novo Nordisk listadas em Nova Iorque valorizaram aproximadamente 66%.

Deixe um comentário