ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for tools Aumente o nível de sua negociação com nossas ferramentas poderosas e insights em tempo real, tudo em um só lugar.

Resultados do primeiro trimestre da Macy's superam expectativas

LinkedIn

Na terça-feira, 21 de maio de 2024, a Macy’s Inc. (NYSE:M) divulgou resultados fiscais do primeiro trimestre. Durante as negociações da tarde, as ações listadas em Nova Iorque aumentaram 1,10%, em reação desempenho robusto das cadeias de lojas de luxo Bloomingdale’s e Bluemercury. Apesar de uma queda de 4,2% no valor das ações até agora este ano, a Macy’s está otimista sobre o futuro, enquanto o índice S&P 500 subiu 11,3% no mesmo período.

A Macy’s Inc. também é negociada na B3 através da BDR (BOV:MACY34).

Desempenho das vendas

Apesar de uma queda geral nas vendas das mesmas lojas pelo oitavo trimestre consecutivo, a Bloomingdale’s experimentou um aumento nas vendas, enquanto a Bluemercury manteve um crescimento contínuo pelo 13º trimestre consecutivo.

Resultados financeiros

No trimestre encerrado em 4 de maio, o lucro líquido caiu para US$ 62 milhões, ou 22 centavos por ação, comparado a US$ 155 milhões, ou 56 centavos por ação, no ano anterior.

Excluindo itens não recorrentes, o lucro ajustado por ação foi de 27 centavos, superando significativamente o consenso de 16 centavos previsto pela FactSet.

As vendas líquidas diminuíram 2,7%, totalizando US$ 4,85 bilhões, ligeiramente acima das expectativas do mercado de US$ 4,82 bilhões.

As vendas nas mesmas lojas caíram 1,2%, menos do que a previsão de queda de 3,1%. Enquanto as lojas da marca Macy’s registraram uma queda de 1,6%, as vendas da Bloomingdale’s e da Bluemercury subiram 0,8% e 4,3%, respectivamente.

Margem bruta e estoques

A margem bruta da Macy’s caiu de 40% para 39,2%, devido principalmente a descontos adicionais em produtos de clima quente com baixa rotatividade, apesar da redução nas despesas de entrega.

O valor dos estoques aumentou 1,7%, alcançando US$ 4,69 bilhões.

Comentários

O CEO Tony Spring comentou sobre a abordagem da empresa frente ao cenário econômico dinâmico e competitivo: “Estamos ajustando nossas estratégias em tempo real para responder às demandas dos consumidores, que buscam novidades na moda, preços atraentes e uma experiência de compra envolvente”.

Spring destacou que os clientes das três marcas da Macy’s continuam a se beneficiar do crescimento dos salários e do emprego, mas ainda enfrentam pressões inflacionárias, o que influencia suas decisões de compra. “Acreditamos que nossos clientes continuarão a avaliar cuidadosamente suas compras discricionárias,” afirmou Spring.

Perspectivas para 2024

Para o ano fiscal de 2024, a Macy’s revisou suas previsões, agora esperando um lucro por ação ajustado entre US$ 2,55 e US$ 2,90, e vendas líquidas entre US$ 22,3 bilhões e US$ 22,9 bilhões.

A margem bruta prevista está entre 39% e 39,3%, uma leve melhora em relação aos 38,8% de 2023, devido ao aumento nas vendas de produtos de marca própria e de preço integral, embora parcialmente compensado por maiores descontos em itens de primavera.

Deixe um comentário