A Hidrovias do Brasil divulgou suas projeções para 2021 e 2022. Para este ano, a empresa espera um Ebitda consolidado entre R$ 800 milhões e R$ 880 milhões, o que representa aumento de até 38% em relação ao apurado em 2020, quando o indicador somou R$ 637,7 milhões.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:HBSA3) nesta quinta-feira (22).

Para 2022, a expectativa é de algo entre R$ 1,350 bilhão e R$ 1,5 bilhão. Também para este ano, a companhia espera investir entre R$ 900 milhões e R$ 1,1 bilhão, ante R$ 302,6 milhões no ano passado. Para o período entre 2021 e 2025, a expectativa é que os investimentos somem entre R$ 2,55 bilhões e R$ 3 bilhões.

Em relação ao volume transportado, a Hidrovias do Brasil espera que ele passe de 13,1 milhões de toneladas em 2020 para o intervalo de 15,8 milhões a 16,9 milhões de toneladas neste ano.

A Hidrovias do Brasil pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 13 de maio.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 1T21

Prejuízo de R$ 105,5 milhões em 2020, revertendo lucro de 2019

Hidrovias do Brasil teve prejuízo de R$ 105,54 milhões em 2020, revertendo lucro de R$ 58,6 milhões em 2019.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A Hidrovias do Brasil registrou receita líquida em 2020 de R$ 1,46 bilhão, em alta de 56,0% sobre a receita da companhia em 2019, de R$ 937,9 milhões.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 2020 ficou em R$ 426,4 milhões, em queda de 5,1% ante o Ebitda de R$ 449,3 milhões em 2019.

Hidrovias DO Brasil ON (BOV:HBSA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2021 até Jan 2022 Click aqui para mais gráficos Hidrovias DO Brasil ON.
Hidrovias DO Brasil ON (BOV:HBSA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2021 até Jan 2022 Click aqui para mais gráficos Hidrovias DO Brasil ON.