A Energisa reportou lucro líquido de R$ 509 milhões no primeiro trimestre de 2023, montante 6,4% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2022, informou a companhia.

Desconsiderando os efeitos não recorrentes e não caixa, o lucro líquido ajustado recorrente do trimestre seria de R$ 287,6 milhões, R$ 142,9 milhões abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, ou uma queda de 33,2%.

A receita operacional líquida sem receita de construção alcançou R$ 5,370 bilhões, queda de 0,6% em base de comparação anual.

No trimestre, o Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização (Ebitda, da sigla em inglês) ajustado recorrente somou R$ 1,641 bilhões, elevação de 19,4% em relação ao mesmo intervalo de 2022. Sem ajustes, o Ebitda da empresa ficou em R$ 1,858 bilhões, elevação de 12,6%. A margem Ebitda foi de 28,4%, crescimento de 2,6 pontos porcentuais (p.p.).

Ao final do trimestre, o endividamento líquido da Energisa foi de R$ 21,739 bilhões, aumento de 26,2%.

Operacional

No primeiro trimestre do ano, o montante de energia faturada no mercado cativo + TUSD da Energisa foi de 9.405,9 gigawatts-hora (GWh), estável em comparação com o mesmo período de 2022.

O número de consumidores aumentou 2,4%, a 8.449.754 unidades. Já o número de colaboradores próprios era de 16.686, redução de 0,3%.

Os resultados da Energisa (BOV:ENGI3) (BOV:ENGI4) (BOV:ENGI11) referente suas operações do primeiro trimestre de 2023 foram divulgados no dia 11/05/2023.

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters
ENERGISA (BOV:ENGI11)
Gráfico Histórico do Ativo
De Abr 2024 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos ENERGISA.
ENERGISA (BOV:ENGI11)
Gráfico Histórico do Ativo
De Mai 2023 até Mai 2024 Click aqui para mais gráficos ENERGISA.