O apagão de energia elétrica que atinge a Grande São Paulo desde sexta-feira está sendo usado pela oposição como estratégia de crítica aos governos estadual, de Tarcísio de Freitas (Republicanos), e municipal, de Ricardo Nunes (MDB).

Segundo apurou a CNN Brasil, legendas como PT e PSOL passaram o fim de semana afinando o plano de ação. Na esfera estadual, o foco está em condenar as privatizações, fazendo um paralelo com o processo de venda da Sabesp (BOV:SBSP3).

Na esfera municipal, parte dos ataques vem centrada diretamente na figura do prefeito Ricardo Nunes, de olho na eleição do ano que vem. A oposição associa a privatização do fornecimento de energia em São Paulo a cortes de funcionários e redução de investimentos. De acordo com líderes petistas, a Enel-SP teria enxugado mais de 30% o quadro de funcionários desde 2019, quando assumiu a concessão no lugar da Eletropaulo.

“O prejuízo que a Enel está causando a milhões de paulistas é reflexo da política privatista. E ele deixa um grande alerta sobre o que pode acontecer com o serviço de água e esgoto de São Paulo se Tarcísio levar à frente a loucura de vender a Sabesp”, disse o deputado Emidio de Souza (PT).

Informações BDM
SABESP ON (BOV:SBSP3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2024 até Fev 2024 Click aqui para mais gráficos SABESP ON.
SABESP ON (BOV:SBSP3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Fev 2023 até Fev 2024 Click aqui para mais gráficos SABESP ON.