A secretária de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística do Estado de São Paulo, Natália Resende, afirmou no período da tarde desta quinta-feira, 16, durante audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), que, caso a Sabesp (BOV:SBSP3) não seja privatizada, ela pode perder 50% dos contratos com cidades nos próximos 15 anos, número adiantado pelo Estadão. O risco de perda, estimou, é de mais de 180 dos atuais 375 até 2038.

Ainda de acordo com a secretária, caso a companhia não seja privatizada, existe o risco de, nos próximos anos, ela ficar deficitária.

Como exemplo, Natália pontuou que a companhia perdeu a concessão da cidade de Igarapava para uma empresa privada. “Isso pode acontecer à medida que os anos passam. 2029 é Osasco e 2040 é São Paulo”, disse.

A estimativa de perda do governo é feita com base em informações compiladas pelo Internacional Finance Corporation (IFC), braço do Banco Mundial responsável pelos estudos de desestatização da empresa.

Clima

A audiência é realizada em meio a insatisfação com os problemas recentes da Enel Distribuição. Após fortes chuvas que ocorreram na cidade de São Paulo no início deste mês, a distribuidora levou pouco mais de cinco dias para ajustar o problema, deixando milhares de pessoas sem luz. O problema municiou a oposição com argumentos contra a privatização.

Natália afirmou que o Estado não está satisfeito com a concessionária de energia, mas pontuou que a privatização da Sabesp segue um modelo diferente das concessões de energia.

Mesmo assim, em alguns momentos durante sua apresentação, houve gritos e protestos contra a privatização.

O presidente da Alesp, deputado André do Prado (PL), teve que aumentar a voz e pedir por ordem.

Informações Broadcast
SABESP ON (BOV:SBSP3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jan 2024 até Fev 2024 Click aqui para mais gráficos SABESP ON.
SABESP ON (BOV:SBSP3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Fev 2023 até Fev 2024 Click aqui para mais gráficos SABESP ON.