Ações europeias fecham sob pressão com o peso dos temores de estímulo dos EUA

LinkedIn

As bolsas europeias fecharam em baixa na quarta-feira, enquanto os investidores digeriam a decisão do presidente Trump de suspender as negociações de estímulo até depois da eleição de novembro.

Os mercados dos EUA e da Ásia-Pacífico têm reagido ao tweet de Trump na terça-feira de que a Casa Branca está interrompendo as negociações com os democratas sobre um segundo acordo de estímulo ao coronavírus.

O Dow Jones Industrial Average fechou em queda de 375 pontos na terça-feira, tendo se recuperado na sessão na esperança de que haveria um segundo pacote de ajuda para sustentar os mercados enquanto o surto de coronavírus continua.

“Eu instruí meus representantes a pararem de negociar até depois da eleição, quando, imediatamente após eu ganhar, aprovaremos um grande projeto de lei de estímulo que se concentra em americanos trabalhadores e pequenas empresas”, disse Trump em um tweet na terça-feira.

No entanto, Trump postou mais tarde apoio à ajuda às companhias aéreas e outras medidas de estímulo, alimentando a esperança de que um pacote de ajuda menor pudesse ser aprovado pelos legisladores. Esses comentários impulsionaram as ações dos EUA na quarta-feira, com o Dow Jones Industrial Average subindo mais de 400 pontos.

O presidente do Federal Reserve dos EUA, Jerome Powell, pediu na terça-feira um estímulo fiscal e monetário agressivo contínuo para uma recuperação econômica, segundo ele, “ainda há um longo caminho a percorrer”. Também na terça-feira, a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Georgieva, disse que o caminho a seguir será uma “escalada difícil”.

Euro Stoxx 50 (STOXX:SX5E) índice formado pelas 50 ações com maior liquidez, fechou em alta de 0,13%, sendo cotado a 3.233,43.

Confira o Ranking dos papéis que mais subiram e caíram na Euronext.

O índice FTSE 100 (FTSE:UKX), principal indicador de desempenho do mercado acionário do Reino Unido representando a variação das cem principais companhias da Inglaterra, fechou em alta, cotado a 5.946,25. Veja o desempenho de todos os ativos da terra da rainha.

Em Paris, o Índice CAC 40 (EU:PX1), composto por ações das 40 maiores companhias negociadas na Bolsa de Valores da Euronext Paris, caiu 0,3%.

Na Itália, o índice BIT (BITI:FTSEMIB), composto por ações das 40 maiores companhias negociadas na Bolsa de Valores de Milão, representando 10 diferentes setores da economia italiana valorizou 0,03%.

Confira o Toplist da principal bolsa italiana.

Na Alemanha, o índice DAX (DBI:DAX), composto pelas ações das 30 de empresas negociadas na Bolsa de Valores de Frankfurt (Deutsche Börse), fechou em alta de 0,2%, sendo cotado a 12.928,57. Confira o ranking completo dos papéis negociados na Alemanha.

Deixe um comentário