IPA em Outubro de 2017

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) registra variações de preços de produtos agropecuários e industriais nas transações interempresariais, isto é, nos estágios de comercialização anteriores ao consumo final. Realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), a pesquisa de preços em que se baseia o cálculo do IPA é realizada continuamente, sendo feitas apurações a cada decêndio. O IPA está disponível em três versões (IPA-10, IPA-M e IPA-DI), que possuem em comum a amostra de produtos e o cálculo, diferindo apenas no período de coleta de preços.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo – 10 (IPA-10), que mede a evolução de preços no período compreendido entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência, cresceu 0,67% em outubro de 2017.

Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo – Mercado (IPA-M), que afere a evolução de preços no período compreendido entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência, subiu 0,16% em outubro de 2017.

Por fim, Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo – Disponibilidade Interna (IPA-DI), que afere a evolução de preços no período compreendido entre o primeiro e o último dia do mês de referência, caiu 0,03% em outubro de 2017.

 

IPA-10 em Outubro de 2017

O Índice de Preços ao Produtor Amplo – 10 (IPA-10) registrou uma variação mensal de 0,67% em outubro de 2017. A taxa de oscilação apurada no mês anterior tinha sido de 0,55%. Em outubro de 2016, a variação mensal foi de 0,12%. No ano, após dez meses, o indicador acumula um retração de 3,77%. A taxa de variação acumulada pelo IPA-10 nos últimos doze meses foi de -3,62%.

  Índice (Pontos) Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
     IPA-10 716.241 0.55 0.67 -3.77 -3.62
     Produtos Agropecuários 1047.430 -0.94 0.88 -14.71 -16.87
     Produtos Industriais 603.255 1.05 0.61 0.51 1.77

Os Bens Finais registraram taxa de variação de 0,40%, em outubro, ante -0,22%, em setembro. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de -4,23% para -0,47%. O índice relativo a Bens Finais (ex), calculado sem os subgrupos alimentos in natura e combustíveis para o consumo, registrou variação de 0,23%. No mês anterior, a taxa de variação foi de -0,27%.

O índice do grupo Bens Intermediários registrou variação de 1,39%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,43%. A principal contribuição para o avanço da taxa partiu do subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de -0,39% para 1,29%. O índice de Bens Intermediários (ex), obtido após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, registrou variação de 0,89%. No mês anterior, este índice registrou variação de -0,07%.

O índice do grupo Matérias-Primas Brutas registrou variação de 0,17%. Em setembro, a taxa foi de 1,67%. Contribuíram para a desaceleração do grupo os itens: minério de ferro (11,60% para -2,97%), bovinos (7,19% para 4,26%) e suínos (5,27% para 0,33%). Em sentido inverso, destacaram-se os itens: soja (em grão) (-2,24% para 2,72%), milho (em grão) (3,26% para 10,24%) e algodão (em caroço) (-4,83% para -0,15%).

  Índice (Pontos) Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
     IPA-10 716.241 0.55 0.67 -3.77 -3.62
     Bens Finais 614.062 -0.22 0.40 -2.02 -3.01
     Bens Intermediários 692.318 0.43 1.39 1.92 1.46
     Matérias-Primas Brutas 866.684 1.67 0.17 -11.69 -9.76
     Bens Finais (ex) 417.487 -0.27 0.23 -1.17 -0.64
     Bens Intermediários (ex) 615.836 -0.07 0.89 0.88 1.39

 

IPA-M em Outubro de 2017

O Índice de Preços ao Produtor Amplo – Mercado (IPA-M) registrou uma variação mensal de 0,16% em outubro de 2017. A taxa de oscilação apurada no mês anterior tinha sido de 0,74%. Em outubro de 2016, a variação mensal foi de 0,15%. A taxa de variação acumulada nos dez primeiros meses do ano foi de -4,37%. Nos últimos doze meses, o IPA-M acumulou um decréscimo de 3,86%, taxa maior que os -3,88% acumulados nos doze meses imediatamente anteriores.

  Índice (Pontos) Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
IPA-M 695.539 0.74 0.16 -4.37 -3.86
     Produtos Agropecuários 960.180 -0.04 0.76 -14.22 -16.68
     Produtos Industriais 598.351 1.00 -0.03 -0.57 1.32

O índice relativo aos Bens Finais variou 0,39%, em outubro. Em setembro, este grupo de produtos mostrou variação de 0,02%. Contribuiu para esta aceleração o subgrupo alimentos processados, cuja taxa de variação passou de -0,88% para 0,51%. Excluindo-se os subgrupos alimentos in natura e combustíveis para o consumo, o índice de Bens Finais (ex) registrou variação de 0,32%. Em setembro, a taxa foi de -0,05%.

O índice referente ao grupo Bens Intermediários variou 0,95%. Em setembro, a taxa foi de 0,62%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de -0,36% para 1,09%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, variou 0,83%, ante -0,02%, em setembro.

No estágio inicial da produção, o índice do grupo Matérias-Primas Brutas variou -1,05%, em outubro. Em setembro, o índice registrou variação de 1,81%. Os itens que mais contribuíram para este movimento foram: minério de ferro (7,88% para -8,28%), bovinos (8,89% para 0,76%) e mandioca (aipim) (1,97% para -0,53%). Em sentido oposto, destacam-se: soja (em grão) (-0,06% para 3,10%), milho (em grão) (6,63% para 10,75%) e laranja (0,49% para 5,70%).

  Índice (Pontos) Variação Mês Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
IPA-M 695.539 0.74 0.16 -4.37 -3.86
     Bens Finais 591.179 0.02 0.39 -2.06 -3.11
     Bens Intermediários 690.795 0.62 0.95 1.36 1.46
     Matérias-Primas Brutas 825.027 1.81 -1.05 -12.93 -10.42
     Bens Finais (ex) 413.766 -0.05 0.32 -1.03 -0.74
     Bens Intermediários (ex) 619.897 -0.02 0.83 0.65 1.44

 

IPA-DI em Outubro de 2017

O Índice de Preços ao Produtor Amplo - Disponibilidade Interna (IPA-DI) caiu 0,03% em outubro, depois de subir 0,97% no mês anterior. Nos últimos doze meses, o indicador acumula baixa de 3,53%. No ano, após dez meses, o IPA-DI acumula queda de 4,57%.

  Índice (Pontos) Variação Anterior (%) Variação Mês Atual (%) Acumulado Ano (%) Acumulado 12 Meses (%)
IPA-DI 679.102 0.97 -0.03 -4.57 -3.53
     Produtos Agropecuários 870.073 0.75 0.37 -13.78 -16.38
     Produtos Industriais 589.248 1.05 -0.16 -1.06 1.66

O índice relativo a Bens Finais apresentou variação de 0,29%. No mês anterior, a taxa de variação foi de 0,30%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo combustíveis para o consumo, cuja taxa passou de 7,16% para 1,06%. O índice de Bens Finais (ex), que resulta da exclusão de alimentos in natura e combustíveis para o consumo, registrou variação de 0,32%, ante 0,03%, no mês anterior.

O índice do grupo Bens Intermediários apresentou taxa de variação de 1,22%, ante 1,39%, no mês anterior. O principal responsável por este recuo foi o subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cuja taxa de variação passou de 7,10% para 0,54%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão de combustíveis e lubrificantes para a produção, apresentou variação de 1,33%. No mês anterior, a variação foi de 0,55%.

No estágio das Matérias-Primas Brutas, a taxa de variação passou de 1,34%, em setembro, para -1,92%, em outubro. Os destaques no sentido descendente foram: minério de ferro (2,75% para -12,35%), bovinos (7,48% para -1,26%) e algodão (em caroço) (-0,21% para -1,80%). Em sentido ascendente, vale mencionar: aves (0,22% para 4,06%), soja (em grão) (2,39% para 2,91%) e laranja (2,10% para 4,89%).

 

Principais Notícias sobre o IPA em Outubro de 2017

– IPA-10 fechou o décimo mês de 2017 com alta mensal de 0,67%

– Após segunda alta mensal seguida em Outubro, IPA-10 acumula queda de 3,62% nos últimos 12 meses

– Confira a lista dos itens que mais influenciaram a alta do IPA-M em Outubro de 2017

– IPA-M: inflação no atacado fechou Outubro de 2017 com alta de 0,16%

– Inflação medida pelo IPA-M subiu em Outubro de 2017, acumulando queda de 3,86% nos últimos doze meses

– Inflação medida pelo IPA-DI caiu em Outubro de 2017, acumulando queda de 3,53% nos últimos doze meses

– IPA-DI: Preços no atacado brasileiro caíram 0,03% em Outubro de 2017

– Confira a lista dos itens que mais influenciaram a queda do IPA-DI em Outubro de 2017

    

Últimas Notícias sobre IPA

FGV: Prévia do IGP-M cresce 0,51%

©
O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 1,06% na segunda prévia de março, após ter avançado...
 

IGP-DI sobe 1,25% em fevereiro e acumula 7,73% em 12 meses; alimentos sobem no atacado

O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 1,25% em fevereiro...
 

Páginas Relacionadas

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20190326 16:09:51