Atenção: Vale muda política de dividendos

LinkedIn

Foi aprovado pelo conselho de administração da Vale (BOV:VALE5) a nova política de dividendos da companhia. Agora a remuneração ao acionista ficará a critério do conselho que decidirá sobre o montante a ser distribuído em função do contexto de negócios da companhia, considerando o nível de alavancagem e os compromissos futuros de caixa. A proposta de remuneração ao acionista será analisada e paga em dois momentos: a primeira parcela será paga no mês de outubro do ano em curso e a segunda parcela será paga até o fim do mês de abril do ano subsequente.

Outras notícias importantes do dia

• As ações da Oi (BOV:OIBR4) registraram alta de 20,6% no pregão de ontem, maior alta do Ibovespa (BOV:IBOV), após a companhia anunciar estudos para restruturação de sua dívida.

• A Ambev (BOV:ABEV3) adquiriu a fabricante da marca de sucos Do Bem. O valor não foi revelado.

• O STF revogou a prisão domiciliar de André Esteves, o que permitiria ao banqueiro voltar a trabalhar no BTG Pactual (BOV:BBTG11).

• Segundo a Petrobras (BOV:PETR4), a nova decisão liminar proferida pela Justiça Federal do Rio de Janeiro não suspendeu a operação de venda de 49% de participação na Gaspetro para a Mitsui (TSE:8031), mas determinou que a compradora não poderá dispor das ações adquiridas.

• A CSN (BOV:CSNA3) conseguiu autorização do Cade para indicar dois membros para o conselho de administração e um para o conselho fiscal na próxima assembleia da Usiminas (BOV:USIM5).

• A Localiza (BOV:RENT3) registrou lucro consolidado de R$ 103,01 milhões no primeiro trimestre trimestre de 2016 (+2,7% em 12 meses).

• A Usiminas (BOV:USIM5) não conseguiu reverter perdas registrando prejuízo consolidado de R$ 151,37 milhões no primeiro trimestre deste ano.

• A Lojas Renner (BOV:LREN3) registrou lucro consolidado de R$ 65,51 milhões no primeiro trimestre de 2016 (-10,5% em 12 meses).

• A BRF (BOV:BRFS3) comprou 60% da Al Khan Foodstuff, distribuidora de alimentos congelados no Sultanato do Omã, por US$ 64 milhões.

• A Arábia Saudita avalia em mais de US$ 2 trilhões o valor de mercado de sua companhia petrolífera estatal, a Aramco, que se prepara para a venda de 5% de seu capital na bolsa de valores.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 26-04-2016. Acesse a versão completa do Bom dia ADVFN por este link: Clique aqui.

Deixe um comentário