Petrobras: Aumento na gasolina será decisão empresarial

LinkedIn

Pedro Parente, novo presidente da Petrobras (BOV:PETR4), quis deixar claro que o Governo não terá mais influência nas decisões da estatal em sua cerimônia de posse ontem. Parente afirmou que qualquer mudança no preço dos combustíveis será uma decisão interna da companhia, sem interferência política. Para o executivo, um dos grandes problemas da companhia hoje é sua enorme dívida, em torno de R$ 450 bilhões, mas os planos de venda de ativos e restruturação de dívida continuarão em sua gestão.

Outras notícias importantes do dia

• O Ministério das Cidades vai editar nova portaria que divulga as entidades para contratação de unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida. Com isso, segue a contratação gradual de mais de dez mil casas do Programa. Outras 13,9 mil unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida já estão em fase de contratação.

• As ações da preferenciais da Oi (BOV:OIBR4) dispararam ontem, registrando alta de 8,8%, maior alta do índice Ibovespa (BOV:IBOV). As ordinárias subiram 15,7%. Até o fechamento desta edição a companhia não havia revelado nenhum fato relevante que pudesse explicar a disparada no preço das ações.

• Maria Silvia Bastos, nova presidente do BNDES, afirmou a jornalistas que o Governo não discutiu com o banco uma possível capitalização da Petrobras (BOV:PETR4).

• Segundo a revista Exame, a Kroton (BOV:KROT3), maior rede de ensino superior do país, estaria estudando uma fusão com a concorrente Estácio Participações (BOV:ESTC3).

• O volume de recursos liberados para financiamento de veículos caiu 19,9% no primeiro trimestre deste ano, segundo a Associação das Empresas Financeiras de Montadoras. A maior cautela dos bancos devido à alta da inadimplência e a diminuição da demanda por crédito, foram apontadas como as principais razões da retração.

• Luiza Helena Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza (BOV:MGLU3), em evento em São Paulo, afirmou que a renda e emprego caíram muito nos últimos anos, mas acredita que a retomada da economia está próxima.

• Com a queda de 5,4% no PIB do primeiro trimestre de 2016, o Brasil teve o pior desempenho da economia no período entre 31 países pesquisados pela consultoria Austin Ratng: o País ficou na última colocação, atrás da Rússia, Grécia e Ucrânia.

• O fundo soberano da Arábia Saudita investiu US$ 3,5 bilhões no Uber. Foi o maior investimento direto na companhia até o momento, avaliando-a em mais de US$ 70 bilhões.

• A economia dos EUA cresce em ritmo moderado afirma a última publicação do Livro Bege, relatório econômico divulgado pelo governo do país oito vezes ao ano.

• A Unilever vendeu seu negócio de bebidas AdeS na América Latina para a Coca-Cola (NYSE:KO) por US$ 575 milhões.

Esta notícia foi extraída do Bom Dia ADVFN, newsletter diária divulgada pela ADVFN Brasil, em 02-06-2016. Acesse a versão completa do Bom dia ADVFN por este link: Clique aqui.

Deixe um comentário