ADVFN Logo

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Registration Strip Icon for alerts Cadastre-se para alertas em tempo real, use o simulador personalizado e observe os movimentos do mercado.

Resumo do dia: saiba o que aconteceu na política nacional

LinkedIn

Confira o que aconteceu na política hoje.

Denúncia contra Temer

O presidente Michel Temer exonerou oito ministros para que eles voltem aos seus cargos como deputados federais e reforcem o placar favorável ao presidente na votação da denúncia contra ele. A exoneração deve acontecer até quarta-feira (25), quando acontecerá a sessão. Foram exonerados hoje: Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo); Mendonça Filho (Educação); Bruno Araújo (Cidades); Leonardo Picciani (Esporte); José Sarney Filho (Meio Ambiente); Ronaldo Nogueira (Trabalho); Marx Beltrão (Turismo); e Maurício Quintella (Transportes).

Condenação de Cabral

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, foi condenado a 13 anos de prisão e 480 dias-multa (cerca de R$ 40 mil), em decorrência da Operação Mascate, desdobramento da Operação Lava Jato. Em setembro, Cabral já havia sido condenado a 45 anos e dois meses de reclusão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa pela Justiça do Rio e também a 14 anos e dois meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva pelo Juiz Sergio Moro.

Trabalho Escravo

Rede Sustentabilidade entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a portaria que modifica as regras de combate ao trabalho escravo. A ministra Rosa Weber será a relatora do caso. A Rede argumenta que a medida “violou, de modo frontal e direto, os preceitos mais básicos da ordem constitucional vigente, como o princípio da dignidade da pessoa humana, os objetivos fundamentais da República de ‘construir uma sociedade justa e solidária’, ‘erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais’ e de ‘promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade ou quaisquer outras formas de discriminação'”.

Deixe um comentário

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br