Resumo do dia: saiba o que aconteceu na política nacional

LinkedIn

Confira o que aconteceu na política hoje.

Denúncia contra Temer

O presidente Michel Temer exonerou oito ministros para que eles voltem aos seus cargos como deputados federais e reforcem o placar favorável ao presidente na votação da denúncia contra ele. A exoneração deve acontecer até quarta-feira (25), quando acontecerá a sessão. Foram exonerados hoje: Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo); Mendonça Filho (Educação); Bruno Araújo (Cidades); Leonardo Picciani (Esporte); José Sarney Filho (Meio Ambiente); Ronaldo Nogueira (Trabalho); Marx Beltrão (Turismo); e Maurício Quintella (Transportes).

Condenação de Cabral

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, foi condenado a 13 anos de prisão e 480 dias-multa (cerca de R$ 40 mil), em decorrência da Operação Mascate, desdobramento da Operação Lava Jato. Em setembro, Cabral já havia sido condenado a 45 anos e dois meses de reclusão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa pela Justiça do Rio e também a 14 anos e dois meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva pelo Juiz Sergio Moro.

Trabalho Escravo

Rede Sustentabilidade entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a portaria que modifica as regras de combate ao trabalho escravo. A ministra Rosa Weber será a relatora do caso. A Rede argumenta que a medida “violou, de modo frontal e direto, os preceitos mais básicos da ordem constitucional vigente, como o princípio da dignidade da pessoa humana, os objetivos fundamentais da República de ‘construir uma sociedade justa e solidária’, ‘erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais’ e de ‘promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade ou quaisquer outras formas de discriminação'”.

Deixe um comentário