Dollar Week: com indicação de Jerome Powell ao Fed, moeda sobe 1,95%

LinkedIn

Dólar subiu 1,95% nesta semana. O mercado passou a semana esperando pela divulgação do próximo líder do Federal Reserve, o qual foi anunciado na quinta-feira (2), pelo presidente Donald Trump. A indicação de Jerome Powell aumenta as apostas que os Estados Unidos manterão a seu atual política monetária por mais tempo. Além disso, a divulgação dos dados do mercado americano em outubro foi abaixo das expectativas dos especialistas, uma vez que a criação de empregos fora o setor agrícola atingiu a taxa mais alta desde julho de 2016, com 261 mil posto, mas os especialistas esperavam por 310 mil.

Hoje, o dólar encerrou o dia com 1,32% de alta, cotado à R$ 3,3061 para compra e R$ 3,3071 para venda.

Após o 2º pregão do mês, a moeda valorizou 1,92%. Já se foi um fechamento positivo, contra um negativo. No último pregão de outubro, o dólar fechou cotado a R$ 3,2430 para compra e R$ 3,2438 para venda.

Em 2017, após 210 pregões, o dólar apresenta uma valorização de 1,77%. São 101 pregões de alta contra 109 de baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,2492 para compra e a R$ 3,2497 para venda.

Resumo da semana

Na segunda-feira (30), o dólar encerrou o dia com 1,17% de alta, cotado à R$ 3,2813 para compra e R$ 3,2819 para venda. No dia seguinte, houve uma queda de 0,28%, encerrando em  R$ 3,2718 para compra e R$ 3,2728 para venda.

Na véspera do feriado, o dólar encerrou o dia com 0,26% de baixa, cotado à R$ 3,2633 para compra e R$ 3,2640 para venda. Já na sexta-feira (3), a moeda teve alta de 1,32%, cotado à R$ 3,3061 para compra e R$ 3,3071 para venda, o maior valor em quatro meses.

Deixe um comentário