BRB aprova pagamento de JCP no valor de R$ 22 milhões

LinkedIn

O conselho de administração do Banco de Brasília aprovou o pagamento de R$ 22 milhões em juros sobre o capital próprio, correspondente a 25% do resultado do segundo trimestre.

De acordo com o comunicado, o valor bruto por ação será de R$ 0,593560904 por ação ordinária (BOV:BSLI3) e R$ 0,652916994 por ação preferenciais (BOV:BSLI4), a serem pagos no dia 9 de setembro.

A partir do dia 1º de setembro, as ações passarão a ser negociada em “ex-JCP”.

Banco de Brasília (BRB) registrou um lucro líquido de R$ 205 milhões no primeiro semestre do ano, o que representa um aumento de 27,7% ante mesmo período do ano passado (R$ 161 milhões). No segundo trimestre, o resultado positivo foi de R$ 98 milhões, alta de 2,7% na comparação com o mesmo período de 2019 (R$ 95 milhões) e uma desaceleração de 9,25% ante ao primeiro trimestre deste ano (R$ 108 milhões).

O presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, explicou que o lucro no semestre foi puxado pela expansão do crédito, especialmente consignado e habitacional, além da expansão das receitas com serviços prestados ao governo do Distrito Federal e um crescimento controlado das despesas. “É um resultado bom diante de um ambiente desse de pandemia. Foi gerado pelo crédito, pela receita com prestação de serviços e qualidade da carteira. O BRB não ficou parado”, disse Costa.

Deixe um comentário