Mitre lançou VGV recorde de R$ 456,4 milhões no terceiro trimestre; Itaú BBA recomenda compra

LinkedIn

A Mitre Realty (BOV:MTRE3), incorporadora com atuação nos segmentos de média e média-alta renda na cidade de São Paulo, terá lançamento de R$ 900 milhões no acumulado de 2020. O valor fica abaixo da expectativa de mais de R$ 1 bilhão antes da pandemia, mas supera a percepção da Mitre, no início da quarentena, e os R$ 700 milhões de 2019.

O bom ritmo de vendas de imóveis levou a incorporadora a lançar o valor recorde de R$ 456,4 milhões, no terceiro trimestre, e a estimar apresentação de projetos, no quarto trimestre, que devem somar Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 440 milhões.

A demanda represada por imóveis dos padrões médio e médio-alto contribuiu para o bom desempenho de lançamentos e vendas, mas a queda dos juros tem se mostrado como o principal fator para atrair compradores finais e investidores, de acordo com o diretor financeiro e de relações com investidores da Mitre, Rodrigo Cagali.

Assim como outras incorporadoras de mesmo perfil, a Mitre começou a apresentar projetos ao mercado apenas no terceiro trimestre, em decorrência das incertezas trazidas pela pandemia e de os estandes terem ficado fechados, em São Paulo, durante parte do segundo trimestre.

De julho a setembro, a companhia registrou vendas líquidas de R$ 256 milhões, o que representa crescimento de 394%, na comparação anual, e de 638% ante o intervalo de abril a junho. No terceiro trimestre, a velocidade de comercialização da Mitre medida pelo indicador VSO (vendas sobre oferta) foi de 56,8%, acima dos 44,2% de um ano antes e dos 29,8% do segundo trimestre.

Lucro no 2t20

lucro líquido da Mitre contraiu 37% no segundo trimestre de 2020 ante o mesmo período do ano passado. O montante passou de R$ 15,7 milhões para R$ 9,9 milhões. O resultado foi impactado pela falta de lançamentos.

A empresa pretende divulgar as informações do 3T20 no dia 13 de novembro.

Visão do mercado

O Itaú BBA avaliou que a prévia operacional da Mitre no terceiro trimestre mostrou números sólidos. De acordo com o banco, as pré-vendas mostraram recuperação no terceiro trimestre, com alta significativa na comparação trimestral e anual. Com isso, o BBA espera uma reação positiva do mercado. A recomendação para o papel é outperform (acima da média), com preço alvo de R$ 15,8 para 2020. A Mitre registrou pré-vendas de R$ 256 milhões, alta de 638% ante o trimestre anterior. Na comparação anual, o avanço foi de 394%.

Deixe um comentário