Relatório Wasde: USDA reduz safras mundiais de soja e milho e aumenta demanda da China pelo cereal

LinkedIn

Confirmando as expectativas do mercado, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) corrigiu para baixo suas estimativas para a produção e os estoques finais norte-americanos de soja.

A safra foi reduzida de 116,16 para 11,49 milhões de toneladas, com uma baixa da produtividade de 58,17 para 56,82 sacas por hectare. Os estoques foram estimados em 5,17 milhões de toneladas, contra 7,89 milhões do boletim anterior. As expectativas médias do mercado eram de, respectivamente, 115,96 milhões de toneladas, 57,83 sacas por hectare e 6,4 milhões de toneladas.

MILHO EUA

Para o milho, as reduções também foram expressivas. A produção norte-americana caiu de 374 para 368,5 milhões de toneladas, com os estoques finais passando de 55 para 43,23 milhões de toneladas. Do mesmo modo, do lado da demanda, as exportações passaram de 59006 para impressionantes 67,31 milhões de toneladas.

 

Mercado Externo

Os preços internacionais do milho futuro também continuam em alta nesta terça-feira na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 2,25 e 3,25 pontos por volta das 11h56 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/20 era cotado à US$ 4,10 com valorização de 3,25 pontos, o março/21 valia US$ 4,18 com ganho de 2,75 pontos, o maio/21 era negociado por US$ 4,21 com elevação de 2,75 pontos e o julho/21 tinha valor de US$ 4,23 com alta de 2,25 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os mercados de milho permanecem otimistas sobre as esperanças de uma vacina potencial para a COVID-19. Os traders também estão esperançosos por uma safra de milho em declínio em 2020.

“No geral, as estimativas médias do comércio sugerem uma pequena redução nas previsões de produção de milho no próximo relatório WASDE. Porém, mesmo com o rendimento reduzido, a produção de milho em 2020 provavelmente ainda será a segunda maior já registrada”, aponta a analista Jacqueline Holland.

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou uma nova venda de 130 mil toneladas de milho para a Coreia do Sul nesta terça-feira (10). O volume é todo da safra 2020/21.

As vendas feitas no mesmo dia, para o mesmo destino e com volume igual ou superior a 100 mil toneladas devem sempre ser informadas ao departamento.

Deixe um comentário