Smiles diz que principais indicadores tiveram importante recuperação na demanda

LinkedIn

A Smiles, programa de milhagem da Gol, disse que houve uma recuperação de indicadores importantes de demanda nos meses de outubro e novembro em meio à pandemia desencadeada pelo coronavírus. Os números divulgados não estão auditados.

O Fato Relevante foi divulgado pela empresa (BOV:SMLS3) nesta segunda-feira (14). Confira o comunicado na íntegra. 

Faturamento total, por exemplo, alcançou 82% em outubro e 92% novembro. No terceiro trimestre, o faturamento foi de 71%. No quesito venda bruta de bilhetes, a empresa alcançou 92% em outubro e 85% em novembro.

A receita de milhas resgatadas atingiu 90% em outubro e 81% novembro, alta de 25 pp. Os acessos no site e app passou de 60% no terceiro trimestre para 70% em outubro e 100% em novembro. Por fim, os novos cadastros Smiles saiu de 64% no 3T20, para 60% em outubro e 47% em novembro.

Lucro líquido de R$ 50,2 milhões

Smiles apresentou um lucro líquido de R$ 50,2 milhões no 3T20, resultado 66,4% abaixo do ganho registrado no mesmo período de 2019. A companhia associou a queda no lucro aos efeitos da pandemia de covid-19. Houve melhora em relação ao segundo trimestre deste ano, quando a companhia registrou prejuízo de R$ 400 mil.

Ebtida  – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização –chegou a R$ 62 milhões, queda de 69,9% na comparação anual. No segundo trimestre o Ebitda ficou negativo em R$ 6,2 milhões. A margem Ebitda, por sua vez, ficou em 46,3% no terceiro trimestre desse ano, contra  resultado negativo de 11% registrado no segundo trimestre.

Deixe um comentário