Alupar (ALUP11): lucro líquido de R$ 910,8 milhões em 2020, alta de 2,3%

LinkedIn

A Alupar registrou lucro líquido de R$ 910,8 milhões em 2020, alta de 2,3% em comparação aos R$ 890,3 milhões de 2019.

Os resultados da Alupar (BOV:ALUP3) (BOV:ALUP4) (BOV:ALUP11) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 22/03/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

4T20

A Alupar, holding que atua em geração e transmissão de energia elétrica, registrou lucro líquido de R$ 478,4 milhões no quarto trimestre de 2020, montante quase três vezes maior do que os R$ 166,3 milhões registrados em igual período de 2019.

O resultado se deve ao aumento do Ebtida, ao resultado financeiro maior, ao incremento de IR/CSLL, além da maior representatividade do segmento de minoritários.

O Ebitda – lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação – foi de R$ 1,6 bilhão, alta de 140, 8% no comparativo anual.

A receita líquida da empresa ficou em R$ 2,4 bilhões, entre outubro e dezembro do ano passado, montante 75,7% maior em relação ao mesmo intervalo de 2019, quando a companhia reportou R$ 1,36 bilhão.

A empresa registrou despesa financeira de R$ 213,5 milhões no período, alta de 131,9% em relação a um ano antes.

VISÃO DO MERCADO

BTG Pactual

O BTG Pactual afirmou que a Alupar reportou um resultado mais fraco do que o esperado, prejudicado por seu braço de geração de energia.

A receita líquida apenas somou R$ 546 milhões, acima da projeção do banco de R$ 509 milhões no quarto trimestre, devido ao início da operação de duas linhas de transmissão (TPE e ETB), totalizando 987 quilômetros e uma Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 387 milhões.

A equipe de análise do banco apontou também que apesar de um faturamento mais forte, a Alupar entregou um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de R$ 414 milhões, crescimento de 27% ao ano, mas abaixo da estimativa do banco de R$ 434 milhões, puxado pelos custos mais altos de compra de energia, liderados pela estratégia de alocação de energia da empresa.

As despesas financeiras apresentaram forte aumento no trimestre, explicado pela variação monetária do passivo de GSF (risco hidrológico) pelo IGP-M e pelo custo da dívida dos novos ativos. Como resultado, o lucro líquido foi de R$ 43 milhões, ante expectativa de R$ 134 milhões.

Paralelamente aos resultados, a Alupar anunciou pagamento de dividendos de R$ 246 milhões, o que significa um rendimento de 3,4%.

“Vemos a empresa sendo negociada a uma atraente taxa interna de retorno de 8,9%, o que representa um prêmio de risco de 5,55 pontos percentuais para títulos do tesouro brasileiro, com duração semelhante e mais interessante do que seus pares mais próximos”, diz o relatório.

Nos próximos dois anos, a Alupar deve entregar 4 linhas de transmissão (R$ 510 milhões em RAP) e dois projetos de geração. “Assim que esses projetos começarem a funcionar, a empresa iniciará um rápido processo de desalavancagem e, eventualmente, voltará a pagar dividendos mais elevados”, finaliza.

A recomendação do BTG Pactual segue de compra da ação, com o preço-alvo de R$ 30,00.

Credit Suisse

Para o Credit, os números da Alupar ficaram acima das estimativas, principalmente na unidade de geração de energia. Os resultados se beneficiaram de ajustes de inflação sobre receitas anuais, início comercial de novos projetos e gastos administráveis mais baixos.

Os rendimentos foram negativamente impactados por resultados financeiros mais fracos do que o esperado. A dívida líquida atingiu R$ 6,7917 bilhões, alta de 8,3% na comparação trimestral. E os investimentos foram de R$ 635 milhões no quarto trimestre.

O Credit Suisse mantém recomendação de compra, com preço-alvo de R$ 29,90.

Pensando em investir na Alupar?

→ A Alupar é uma holding de controle nacional privado, que nasceu em 2007, com atuação no setor de energia, mais especificamente nos segmentos de transmissão e geração, tendo como objetivo o desenvolvimento e investimento em projetos no Brasil e nos demais países da América Latina. A Alupar possui R$ 21,9 bilhões de valor de mercado. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

A Alupar está presente nos segmentos de transmissão, geração e comercialização de energia, sendo de maior predominância, o segmento de transmissão. Atualmente, a holding participa de 30 empresas transmissoras de energia elétrica no país, e uma vitalícia na Colômbia.

As transmissoras da Alupar operam atualmente 7.874 Km de linhas de transmissão de energia, sendo 1.769 Km de projetos em construção.

Governança Corporativa

A Alupar foi registrada na Bolsa de Valores de São Paulo – B3 no dia 23 de Abril de 2013. Suas UNITS são negociadas sob o código ALUP11 e são compostas por 1 ação ordinária e 2 ações preferenciais (1 UNIT = 1 ON + 2 PN).

O capital social totalmente subscrito e integralizado é de R$ 2.981.995.690,0 e dividido em ações ordinárias e preferenciais conforme quadro abaixo. Cada ação ordinária dá direito a um voto nas deliberações da Assembleia Geral.

Composição Acionária

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Alupar oscilaram entre a mínima de R$ 20,98 e a máxima de R$ 27,93. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em queda de 1,09%, negociada a R$ 24,60.

Confira o histórico da Alupar (ALUP11)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Méd. VolumeMéd. Variação Variação %
1 Semana 24,00 25,09 23,57 24,42 648.680 0,60 2,5%
1 Mês 24,68 25,09 22,54 24,00 726.695 -0,08 -0,32%
3 Meses 26,65 27,93 22,54 25,24 689.245 -2,05 -7,69%
6 Meses 23,88 27,93 22,54 24,73 761.922 0,72 3,02%
1 Ano 23,61 27,93 20,98 24,21 801.235 0,99 4,19%
3 Anos 17,51 30,71 14,59 22,70 728.573 7,09 40,49%
5 Anos 14,10 30,71 11,97 21,00 664.750 10,50 74,47%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário