Eternit (ETER3): lucro líquido de R$ 158,7 milhões em 2020, o primeiro resultado positivo desde 2015

LinkedIn

A Eternit, em recuperação judicial, registrou lucro líquido foi de R$ 158,7 milhões, o primeiro resultado positivo desde 2015.

Os resultados da Eternit (BOV:ETER3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 02/03/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A Eternit concluiu o processo de reestruturação dos seus negócios, encerrando o ano de 2020 com o seu portfólio concentrado no segmento de coberturas, enfatiza o comentário da administração da companhia.

Em 2020, a receita líquida cresceu 39,9%, para R$ 683,4 milhões. As vendas de telhas de fibrocimento aumentaram 11,6%, para 625,1 mil toneladas, mas as de telhas de concreto tiveram queda de 7,4%, para 8,7 mil toneladas.

A comercialização de placas e painéis cimentícios – direcionados, principalmente, para construções comerciais – caiu 4,1%, para 8,3 mil toneladas. Já as exportações de amianto aumentaram quatro vezes, para 75 mil toneladas.

A margem bruta passou de 14% para 33%. As despesa operacionais foram reduzidas em 7,6%, para R$ 38,7 milhões.

4T20

A Eternit elevou em 18 vezes seu lucro líquido, no quarto trimestre de 2020, na comparação anual, para R$ 121 milhões.

A receita líquida da companhia aumentou 90,1%, para R$ 229,5 milhões.

A margem bruta cresceu de 22%, no quarto trimestre de 2019, para 45% de outubro a dezembro de 2020.

O Ebitda cresceu cinco vezes, para R$ 135,1 milhões. A companhia informou também Ebitda ajustado de R$ 67,2 milhões, ante o indicador negativo de R$ 9,485 milhões nos três últimos meses de 2019.

Houve alta de 211,5% na rubrica outras receitas operacionais, para R$ 74,5 milhões.

No fim de 2020, a Eternit tinha caixa líquido de R$ 14,8 milhões, ante o endividamento líquido de R$ 104,2 milhões de um ano antes. A dívida bruta era de R$ 66,4 milhões, no encerramento do ano passado, e a disponibilidade de caixa chegava a R$ 81,2 milhões.

Em novembro, a Eternit vendeu em leilão a fábrica de louças sanitárias da Companhia Sulamericana de Cerâmicas (CSC) para a Roca. A Eternit aguarda a liberação dos recursos depositados em juízo para pagar credores concursais da classe III, ou seja, sem garantia. Serão realizados também leilões de outros dois imóveis. Os valores de venda desses dois ativos devem ser suficientes para pagar os créditos restantes da classe III.

Teleconferência

Segundo o presidente da empresa em recuperação judicial, Luís Augusto Barbosa, o resultado é consequência das ações tomadas nos três anos de reestruturação. No período, a Eternit concluiu a substituição do amianto – mineral pelo qual se tornou conhecida – por polipropileno na fabricação de telhas.

Saiu dos negócios não rentáveis como louças metais sanitários, além de caixas d’água. E também diminuiu a estrutura administrativa.

“Estávamos prontos para capturar o momento positivo do mercado”, afirma Barbosa. No ano de chegada da pandemia de covid-19, o auxílio-emergencial concedido pelo governo a uma parcela da população contribuiu para o crescimento das vendas de materiais de construção no varejo e, consequentemente, nas fábricas. “Devido aos juros baixos, fomos beneficiados também por novas construções”, diz o executivo.

Apesar da suspensão do auxílio-emergencial, o presidente da Eternit diz não ter havido arrefecimento da demanda, neste início de ano, e conta que não espera retomada dos níveis pré-pandemia, considerando-se que a casa passou a ocupar fatia maior da cesta de gastos das pessoas.

A empresa tem diminuído seu prejuízo acumulado e voltará a distribuir dividendos quando a perda for zerada. “Se tivermos um ano muito bom, isso ocorrerá em 2021, senão, em 2022”, diz.

Em meados do ano passado, a Eternit realizou aumento de capital para investir em projeto de telhas fotovoltaicas e na modernização de fábricas de fibrocimento. A produção de telhas de fibrocimento com essa tecnologia começará no segundo semestre. Já o início da fabricação de telhas fotovoltaicas de concreto está previsto para o fim do ano ou começo de 2022.

Considerando-se a retomada do crescimento, a Eternit avalia que precisará ampliar a oferta nas diversas regiões do país. “As telhas de fibrocimento têm baixo valor agregado e são pesadas, o que faz com que o frete encareça bastante o produto”, diz o executivo. A empresa analisa se o melhor caminho para expandir sua presença será pela aquisição de concorrentes ou pela construção de nova unidade.

A Eternit já iniciou a ampliação da capacidade das fábricas de fibrocimento do Rio de Janeiro e de Goiânia, em 15% e 25%, respectivamente. “Investimos R$ 47 milhões na eliminação dos gargalos e modernização das fábricas”, diz Barbosa. A empresa possui também unidade produtiva do segmento na Bahia e outra no Paraná.

Pensando em investir na Eternit?

→ A Eternit é uma empresa especializada na fabricação e comercialização de produtos de fibrocimento. É líder de mercado no segmento de coberturas, com atuação nos segmentos de louças, metais sanitários e soluções construtivas. Industrialização e comercialização de produtos de fibrocimento, cimento, concreto, gesso, produtos de matéria plástica, bem como outros materiais de construção e respectivos acessórios. Confira a análise completa da empresa com informações exclusivas.

Governança Corporativa

As ações da Eternit são negociadas no Novo Mercado da B3. A empresa, em recuperação judicial, realizou o IPO no dia 07 de janeiro de 1998.

Composição Acionária

ACIONISTAS COM MAIS DE 5% DE PARTICIPAÇÃO
D+1 Fundo de Investimento em Ações  25,16%
Luiz Barsi Filho    9,34%
Geração Futuro L. PAR Fundo de Investimento em Ações     7,74%

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Eternit oscilaram entre a mínima de R$ 2,26 e a máxima de R$ 18,48. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em alta de 11,85%, negociada a R$ 12,18.

Confira o histórico da Eternit (ETER3)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Médio Vol Médio Variação Variação %
1 Semana 12,22 14,15 10,39 11,69 1.496.500 1,92 15,71%
1 Mês 13,39 14,24 10,39 12,41 1.223.394 0,75 5,6%
3 Meses 18,11 18,48 10,39 13,59 2.944.943 -3,97 -21,92%
6 Meses 4,90 18,48 4,78 12,07 3.374.700 9,24 188,57%
1 Ano 5,75 18,48 2,26 10,50 2.047.462 8,39 145,91%
3 Anos 5,88 18,48 1,85 8,02 1.125.641 8,26 140,48%
5 Anos 9,24 18,48 1,85 8,04 965.823 4,90 53,03%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário