Linx: Bradesco passa a ser a instituição depositária de ações da Companhia

LinkedIn

A Linx comunicou que, a partir de 18 de março, o Banco Bradesco passará a ser a instituição financeira depositária das ações escriturais de emissão da Companhia, em substituição ao Itaú Unibanco.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:LINX3) nesta quinta-feira (11). Confira o documento na íntegra.

A companhia informou ainda que os acionistas com ações em custódia na B3 continuarão a ser atendidos, normalmente, pelas suas respectivas corretoras de valores.

Devido ao processo de migração, haverá suspensão no atendimento aos acionistas no período de 12 a 17 de março, nos seguintes procedimentos: consultas de posição; transferência de ações fora de bolsa de valores; transferência de custódia; pagamentos de eventuais eventos pendentes; atualização cadastral; e registro de gravames, entre outros.

Prejuízo líquido de R$ 7,9 milhões, no 3T20

A Linx apresentou prejuízo líquido de R$ 7,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, ante perda de R$ 171 mil no mesmo período de 2019.

Os resultados da Linx referente a suas operações do segundo trimestre de 2020, foram divulgados no dia 09/11/2020.

O Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – de R$ 44,6 milhões no penúltimo trimestre deste ano, 11,3% acima do Ebitda de R$ 40 milhões de igual intervalo do ano passado.

A margem Ebitda passou de 20,4% para 20,2% entre os dois períodos.

A receita operacional líquida foi de R$ 220,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 12,2% sobre a receita de R$ 196,9 milhões em igual período do ano passado.

(Informações Eu Quero Investir)

Deixe um comentário