Localiza aprova a emissão de R$ 1 bilhão em debêntures

LinkedIn

A Localiza aprovou a emissão de R$ 1 bilhão em debêntures.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:RENT3), nesta quarta-feira (03).

A 17ª emissão da empresa é em série única, para distribuição pública, e colocará no mercado o total de 1 milhão de debêntures.

A quantidade inicialmente ofertada pela Localiza poderá ser acrescida de 20%, ou em até 200 mil.

Foi ainda aprovada a adoção de procedimento de coleta de intenções de investimento, a ser organizado pelo coordenador da oferta, com recebimento de reservas, para a verificação da demanda pelas debêntures em diferentes níveis de taxas de juros de forma a definir o percentual dos juros remuneratórios e a quantidade total de debêntures da emissão.

Os recursos provenientes das debêntures serão usados pela Localiza para recomposição de caixa.

Lucro líquido de R$ 1,05 bilhão em 2020, avanço de 25,7%

A Localiza registou lucro líquido de R$ 1,05 bilhão em 2020, avanço de 25,7% em relação a 2019. No acumulado de 2020, a empresa registrou uma receita de R$ 10,3 bilhões, 1,1% superior ao resultado de 2019.

Os resultados da Localiza (BOV:RENT3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 25/02/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A empresa conseguiu reduzir em R$ 492 milhões a dívida líquida em 2020, que somou R$ 6,1 bilhão em 2020.

A empresa também registrou uma taxa de utilização de 84,5% em aluguel de carros no quarto trimestre de 2020, alta em relação ao mesmo período de 2029. Já no acumulado do ano houve queda de 79,1%, em 2019, para 73,5% em 2020.

A Localiza expandiu sua rede em 15 novas agências em 2020, sendo sete lojas de seminovos. Em 2020, houve queda de 11% na receita de empresa com seminovos, em relação a 2019.

No segmento de gestão de frotas, a receita líquida avançou 12% para R$ 1 bilhão em 2020.

A compra de veículos com valores inferiores na pré-pandemia colaborou para uma queda de 11% na depreciação média por carro alugado em 2020, para R$ 1.707.

Deixe um comentário