Smiles (SMLS3): lucro líquido de R$ 195,9 milhões em 2020, queda de 67,7%

LinkedIn

A Smiles Fidelidade, empresa de programas de relacionamento ligada à companhia aérea Gol, registou lucro líquido foi R$ 195,9 milhões em 2020, queda de 67,7% ante 2019.

Os resultados da Smiles (BOV:SMLS3) referentes suas operações do quarto trimestre de 2020 foram divulgados no dia 08/03/2021. Confira o Press Release completo!

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

Em 2020, o Ebtida somou R$ 238,830 milhões, baixa de 70% em um ano.

No acumulado do ano passado, a receita líquida foi de R$ 572,916 milhões, queda de 45,5% ante 2019.

Na mensagem da administração que acompanha as demonstrações financeiras, a Smiles atribui a queda nos resultados trimestral e anual ao que chamou de “baque” causado pela pandemia de covid-19 sobre suas operações.

Houve crescimento, porém, no número de participantes do programa, que chegou ao fim de dezembro de 2020 com 18,2 milhões, em alta de 7,8% sobre um ano antes.

Em todo o ano de 2020, foram 4,04 milhões de prêmios resgatados, recuo de 36,4% sobre 2019.

4T20

A Smiles Fidelidade registrou lucro líquido de R$ 89,823 milhões no quarto trimestre de 2020, perda de 50% em relação ao mesmo período do de 2019, quando havia obtido lucro de R$ 179,536 milhões.

O Ebitda totalizou R$ 97,019 milhões nos meses de outubro a dezembro de 2020, retração de 58,8% ante igual época do ano anterior.

A receita líquida, por sua vez, totalizou R$ 211,165 milhões no quarto trimestre, baixa de 16,6% ante o quarto trimestre de 2019.

Em relação à geração de caixa total, a empresa obteve R$ 332,188 milhões no último trimestre de 2020, redução de 28,5% ante igual período de 2019. Já a geração de caixa operacional caiu 27,5%, para R$ 315,305 milhões no quarto trimestre.

Os prêmios resgatados no quarto trimestre de 2020 alcançaram 1,32 milhão, em queda de 16,3% ante o mesmo trimestre de 2019.

O acúmulo de milhas no quarto trimestre apresentou crescimento de 25% em relação ao terceiro trimestre e os resgates registraram aumento de 20%, totalizando 80% do volume na comparação com o mesmo período de 2019. Na comparação com o mesmo período de 2019, porém, houve queda de 14% no acúmulo de milhas, para 25,104 milhões, e de 19,7% no resgate, somando 19,952 milhões.

Teleconferência

O diretor presidente da SmilesAndré Fehlauer, saiu novamente em defesa da negociação feita com a Gol para compra antecipada de passagens. “O desconto na tarifa padrão foi o que nos garantiu um excelente resultado, sobretudo no segundo semestre. A gente não divulga o número, mas foram centenas de milhares de bilhetes a mais por causa dessa negociação, que trouxe incremento de receita”, afirmou, durante teleconferência para comentar os números do quarto trimestre de 2020.

O tema é delicado. As negociações mais recentes levaram para o caixa da Gol mais de R$ 1,5 bilhão. Os minoritários afirmam que essa transferência é praticamente um empréstimo feito em condições extremamente vantajosas para a aérea, que é sócia da Smiles. Há disputas em andamento pedindo, inclusive, a suspensão do negócio.

Questionado por analistas, o executivo disse que a empresa registrou recorde na emissão de passagens na promoção Triple Smiles Friday, no ano passado, graças aos descontos que vieram pela parceria. “Ganhamos em competitividade”, disse.

A empresa aposta ainda no Resgate Instantâneo, que permite o resgate de produtos da Gol em ambiente físico através de QR Code. É possível, por exemplo, comprar bagagem e assentos especiais. “A gente acredita bastante no potencial da ferramenta”, disse, apontando o tamanho da Gol no mercado nacional.

O executivo reforçou ainda os investimentos da empresa em tecnologia. “Tivemos ano de bastante investimento em tecnologia. Quando falamos em e-commerce é muito importante ter plataforma de negócio robusta. A empresa está colhendo frutos de investimento em tecnologia e vai continuar colhendo nos próximos anos”, disse.

VISÃO DO MERCADO

Bradesco BBI

Bradesco BBI acredita que real mais fraco pode prejudicar faturamento bruto da Smiles e vê risco menor de distribuição de dividendos.

Bradesco BBI mantém recomendação neutra, com preço-alvo de R$ 25,00.

Pensando em investir na Smiles?

A Smiles é uma empresa que administra o programa de milhagem em que os clientes da Gol Linhas Aéreas e suas companhias aéreas parceiras podem acumular pontos e trocar por benefícios em turismo e entretenimento.

A empresa de programa de fidelidade da Gol possui valor mercado de R$ 2,66 bilhões. Confira a Análise completa da empresa com informações exclusivas.

Governança Corporativa

As ações da Smiles são negociadas no Novo Mercado.

 

Desempenho da empresa na B3

No último ano, as ações da Smiles oscilaram entre a mínima de R$ 8,35 e a máxima de R$ 30,30. No último pregão antes da divulgação do resultado do 4T20, a empresa fechou em queda de 6,16%, negociada a R$ 20,12.

Confira o histórico da Smiles (SMLS3)

Período Abertura Máxima Mínima Preço Médio Vol Médio Variação Variação %
1 Semana 20,46 21,59 19,14 20,50 1.131.500 -1,10 -5,38%
1 Mês 22,08 23,20 19,14 21,37 826.983 -2,72 -12,32%
3 Meses 23,04 24,44 19,14 22,03 839.760 -3,68 -15,97%
6 Meses 16,31 24,44 13,76 18,49 1.411.507 3,05 18,7%
1 Ano 29,57 30,30 8,35 16,23 1.811.445 -10,21 -34,53%
3 Anos 71,00 75,80 8,35 31,23 1.291.834 -51,64 -72,73%
5 Anos 91,55 95,06 8,35 34,29 1.233.536 -72,19 -78,85%
* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

Deixe um comentário