Bom dia ADVFN - Divulgação de dados de empregos nos EUA e Cúpula de Líderes Climáticos no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  22 de Abril de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais: os mercados operam próximo à estabilidade em dia de definições de política monetária na Europa e cautela com a aceleração das novas contaminações por Covid na Índia. Hoje também tem o início da Cúpula do Clima, organizada pelo presidente Joe Biden.

Na Ásia, as principais bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quinta-feira, com o Japão liderando os principais mercados. No Japão, o Nikkei 225 subiu +2,38% para fechar em 29.188,17, recuperando parcialmente de dois dias de quedas no inicio da semana. O índice Topix avançou +1,82%, encerrando o pregão em 1.922,50. As ações da China continental fecharam sem direção, com o índice de Xangai recuando -0,23%, para cerca de 3.465,11, enquanto o índice de Shenzhen fechou positivo +0,41%. O índice Hang Seng de Hong Kong também fechou em alta de 0,5% no final do pregão. Na Coréia do Sul, o Kospi avançou em + 1,07%, a 3.169,08. No geral, o índice MSCI Asia ex-Japão subiu 0,38%. Na Coréia do Sul, o Kospi avançou em + 1,07%, a 3.169,08. No geral, o índice MSCI Asia ex-Japão subiu 0,38%.

Na Europa, os mercados operam em ritmo positivo da sessão do dia anterior e das negociações de overnight na Ásia, e têm tendência de alta nesta quinta-feira. O índice Eurostoxx, que reúne ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,56%. As ações do setor de tecnologia têm os melhores resultados, subindo mais de 1,6%. O setor de serviços financeiros perde 0,4%. Os índices são influenciados pela divulgação de resultados. O Credit Suisse informou um prejuízo líquido de US$ 275 milhões, após ser impactada pelo escândalo do fundo de hedge Archegos Capital Management liquidar posições em empresas de mídia e internet no final de março. Nesta quinta, também é aguardada a divulgação de política monetária do Banco Central Europeu, mas não há expectativa de grandes mudanças.

Nos Estados Unidosos índices futuros americanos têm tendência de queda neste momento. Na quarta-feira, as bolsas americanas tiveram altas, rompendo com dois dias consecutivos de perdas. Dow e S&P tiveram altas de 0,93%, o que os coloca apenas 1% atrás de voltarem a atingir os patamares recordes registrados na sexta-feira passada. O índice Nasdaq liderou os ganhos, com alta de 1,19%. As bolsas foram impulsionadas por empresas atreladas à reabertura da economia, o que marca o otimismo do mercado quanto à perspectiva de recuperação nos Estados Unidos. O país tem um forte ritmo de vacinação, e a gestão do presidente democrata Joe Biden vem promovendo um ambicioso plano de gastos, com a aprovação de um pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão e o plano de implementar um pacote de investimentos em infraestrutura de US$ 2 trilhões. nvestidores aguardam a divulgação de resultados de empresas importantes, como American Airlines, AT&T, Biogen e Union Pacific antes da abertura dos mercados. Depois do fechamento, devem reportar Intel, Mattel, Boston Beer e Seagate Technology, entre outras. Investidores também acompanham a divulgação de dados sobre pedidos de seguro desemprego. Economistas ouvidos pela Dow Jones esperam 603 mil pedidos. O rendimento dos títulos do Tesouro americano com vencimento em dez anos se mantém em um patamar relativamente baixo, de 1,552%.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI (NYMEX:CL\M21) estão sendo negociados a US$ 61,09, com baixa de -0,44%. O Brent (NYMEX:BZ) opera em baixa de 0,49%, negociado a US$ 65,00.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 54.194 (+0,64%). O ouro (COMEX:GC\M21) é negociado a US$ 1.788,40 por onça-troy (-0,26%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 0,46%, cotados a 1091,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 168,15.

Coronavírus

A Índia anunciou nesta quinta-feira (22) que registrou 314.835 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas, o que representa um recorde mundial, no momento em que os hospitais de Nova Délhi enfrentam escassez de oxigênio. Desde o início da pandemia, a Índia registra 15,9 milhões de infectados, o que significa que é a segunda nação com o maior número de casos, atrás apenas dos Estados Unidos. Nas últimas 24 horas o país também registrou 2.074 mortes, o que eleva o balanço oficial da epidemia no país a quase 185.000 vítimas fatais.

O mundo registra 143.335.581 de casos de coronavírus e 3.050.266 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 53.687.666. Doses aplicadas: 34.058.640.

Brasil registrou 3.472 mortes e 79.719 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, conforme dados divulgados na quarta-feira (21) pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Com a atualização, o país já soma 381.475 óbitos e 14.122.795 contaminados pela doença, desde o início da pandemia, em março de 2020.

Um projeto de lei sobre a vacinação contra a Covid-19 em São Paulo aguarda a sanção do governador João Doria (PSDB). O texto prevê a apresentação obrigatória de um comprovante de imunização para pessoas que frequentem ambientes escolares, meios de transporte e disputem cargos e concursos públicos.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse na quarta-feira (21) que a Espanha vai doar 80 mil itens do kit intubação para o Brasil. A previsão de chegada dos insumos é na próxima semana. De acordo com o médico, a pasta também vai fazer um pregão nacional e internacional sem fixação de preços para tentar normalizar os estoques de medicamentos usados na intubação de pacientes nas unidades de terapia intensiva.

Brasil

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou ontem (21) que vai entregar, na próxima sexta-feira (23), 5 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19 produzidas pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos). A quantidade supera a previsão inicial para esta semana em 300 mil doses. Por questões logísticas relacionadas à distribuição das vacinas, a Fiocruz passará a liberar os lotes para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) sempre às sextas-feiras. Segundo a fundação, a decisão foi tomada em conjunto com o Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Poderes

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, organiza nesta quinta (22) e sexta-feira (23) a Cúpula de Líderes sobre o Clima, evento que é uma promessa de campanha do mandatário americano. O discurso do presidente Jair Bolsonaro preparado para a cúpula do clima vai repetir, basicamente, o roteiro já anunciado pelo Palácio do Planalto em sua carta enviada ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Bolsonaro vai reforçar sua tese de que o Brasil estaria cumprindo com sua parte na defesa ambiental e na redução das emissões de gases de efeito estufa. Vai destacar, porém, que, para que essas medidas prossigam ou, até mesmo, para que sejam ampliadas, é preciso que haja financiamento direto de outros países.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto de lei que altera a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), já aprovada pelo Congresso Nacional, segundo edição extra do Diário Oficial da União de quarta-feira (21). Aprovado pelo Congresso Nacional na segunda-feira, o projeto abre caminho para a sanção do Orçamento de 2021, que vinha enfrentando impasse, e precisa ocorrer até a quinta-feira (22).

Justiça

Depois de distribuir ofícios a todos os 27 governadores, cobrando informações sobre a desativação dos hospitais de campanha e o uso de verbas públicas na pandemia, a Procuradoria Geral da República (PGR) minimizou o movimento e disse na quarta-feira, 21, que ‘cumpre seu dever de fiscalizar’ e que as notificações a agentes públicos fazem parte da rotina da instituição.

Está marcada para esta quinta-feira o início do julgamento no plenário do STF sobre a suspeição do ex-juiz Sergio Moro nos casos da Operação Lava-Jato de Curitiba, reconhecida pela 2ª Turma da Corte.

Economia

Conjunto de medidas trabalhistas deve ser lançado em duas Medidas Provisórias (MPs), a serem editadas pelo presidente Jair Bolsonaro logo após a sanção do projeto que destravou as ações de combate aos efeitos da covid-19, o corte de jornada e trabalho deve atingir 5 milhões acordos. O aumento do valor a ser destinado ao programa permitiu a ampliação no número de acordos previsto para “pouco menos de 5 milhões”, segundo uma fonte. Antes, a previsão era de 3,8 milhões a 4,0 milhões de trabalhadores, para uma despesa de R$ 7,4 bilhões. Uma das MPs vai focar nas regras da nova edição do BEm. O programa deve ser lançado nos mesmos moldes de 2020, com acordos para redução proporcional de jornada e salário em 25%, 50% ou 70%, ou suspensão total do contrato. As medidas poderão ser adotadas por até quatro meses.

🗓 AGENDA ECONÔMICA 🗓


🇪🇺 BCE – Taxa básica de juros (08h45) ⭐️
🇪🇺 BCE – Taxa de Facilidade Permanente de Depósito (08h45)⭐️
🇪🇺 BCE- Taxa de Facilidade de Cedência (08h45) ⭐️
🇺🇸 Pedidos de seguro-desemprego (09h30) ⭐️
🇪🇺 Coletiva de Imprensa do BCE (09h30)⭐️
🇺🇸 Índice de atividade industrial do FED Chicago mensal (09h30)
🇧🇷 Tesouro Nacional – Leilão de títulos (10h30) ⭐️
🇺🇸 Venda de casas usadas mensal (11h00)
🇪🇺 Confiança do consumidor mensal (11h00)
🇺🇸 Variação de vendas de casas usadas mensal (11h00)
🇬🇧 Índice GfK de confiança do consumidor mensal (20h01)
🇨🇳 Índice de preços ao consumidor (20h30)
🇨🇳 PMI composto, industrial e de serviço (21h30)

Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice encerrou o dia 20 em baixa de -0,72%, aos 120.061,99 pontos,na mínima o Ibovespa ficou em 119.841,33, e na máxima 121.353,82 pontos. O volume financeiro somou R$ 31,7 bilhões.

Maiores altas do Ibovespa

PCAR3: +8,92% a R$ 39,30
MRFG3: +4,60% a R$ 20,71
CMIG4: +3,85% a R$ 13,50
CRFB3: +3,29% a R$ 22,93
BRDT3: +3,07% a R$ 22,84

Maiores baixas do Ibovespa

YDUQ3: -5,29% a R$ 29,55
LREN3: -4,05% a R$ 43,40
GOLL4: -3,93% a R$ 22,22
PRIO3: -3,17% a R$ 92,96
BTOW3: -2,81% a R$ 65,70

Dólar    

dólar comercial: encerrou o dia 20 em ligeiramente em alta de +0,01% sendo cotado a R$ 5,551 para venda e a R$ 5,550 para compra, com o dia pior nos mercados externos servindo de argumento para uma pausa depois de a moeda cair expressivamente por cinco sessões.

Após operar em queda ante o real na maior parte do pregão, na contramão da maioria das moedas dos emergentes, o dólar zerou as perdas, passou a subir no meio da tarde, para fechar praticamente estável, quando traders de câmbio perceberam sinais de fluxo positivo

– Abril: Carteiras recomendadas de todas corretoras, bancos e casas de análises

– Retrospectiva Março: primeiro trimestre fecha com 20 empresas em destaque

Ifix   

IFIX , o índice fechou o pregão do dia 20 em leve alta de 0,04%, aos 2.841,92 pontos. A mínima do dia para o índice bateu em 2.839,96 pontos, enquanto a máxima foi de 2.845,40 pontos. Em abril o IFIX recua 0,17%, já no acumulado do ano cai 0,97%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 217,19 milhões.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, estadão.

Deixe um comentário