Confira os Indicadores Econômicos desta quinta-feira (29/04/2021) - PIB, Seguro-desemprego, IGP-M, Tesouro Nacional…

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos desta hoje, em destaque a atividade econômica explodiu no início de 2021, à medida que vacinações generalizadas e mais combustível dos gastos do governo ajudaram a deixar os EUA mais perto de onde estavam antes da pandemia de Covid-19.

Brasil

  • IGP-M variou 1,51% em abril, acumulando alta de 9,89% no ano

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 1,51% em abril. Com este resultado o índice acumula alta de 9,89% no ano e de 32,02% em 12 meses. Em abril de 2020, o índice havia subido 0,80% e acumulava alta de 6,68% em 12 meses.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) variou 1,84% em abril, ante 3,56% em março. Na análise por estágios de processamento, a taxa do grupo Bens Finais variou 1,11% em abril. No mês anterior, o índice havia registrado taxa de 2,50%. A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo combustíveis para o consumo, cuja taxa passou de 18,64% para -1,08%, no mesmo período. O índice relativo a Bens Finais (ex), que exclui os subgrupos alimentos in natura e combustíveis para o consumo, subiu 1,83% em abril, ante 1,28% no mês anterior.

A taxa do grupo Bens Intermediários passou de 6,33% em março para 3,16% em abril. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cujo percentual passou de 18,33% para 5,08%. O índice de Bens Intermediários (ex), obtido após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, subiu 2,86% em abril, contra 4,65% em março.

  • BC: Estoque total de crédito no Brasil sobe 1,5% em março

Em março, o crédito ampliado ao setor não financeiro alcançou R$ 12,5 trilhões (165,4% do PIB), crescendo 1,5% no mês e 16,9% em doze meses. A variação mensal refletiu, principalmente, o crescimento do saldo de empréstimos, tanto aqueles tomados no mercado doméstico quanto aqueles que integram a dívida externa.

Já a variação em 12 meses é influenciada pelo crescimento da carteira de títulos públicos, assim como pelo crescimento da carteira de empréstimos nesse período.

O crédito ampliado às empresas somou R$ 4,4 trilhões (57,9% do PIB), com crescimento de 2,8% no mês e de 12,4% em doze meses. Esse agregado manteve comportamento similar ao observado no mês anterior tanto em relação à variação mensal quanto a em doze meses, que refletiram os aumentos nos empréstimos, tanto no mercado doméstico quanto na dívida externa.

O crédito ampliado às famílias totalizou R$ 2,5 trilhões (33,1% do PIB), com crescimento de 1,0% no mês e de 11,6% em doze meses, explicada pela variação dos empréstimos do SFN – que cresceram, respectivamente, 1,0% e 12,1%.

  • Tesouro Nacional: Governo Central registraram superávit de R$ 2,101 bilhões em março

As contas do Governo Central registraram superávit primário em março, informou nesta quinta-feira, 29, o Tesouro Nacional. No mês passado, a diferença entre as receitas e as despesas ficou positiva em R$ 2,101 bilhões
O resultado – que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central – foi o melhor desempenho para o mês desde 2014, quando havia sido positivo em R$ 4,257 bilhões.

Em fevereiro, o rombo nas contas públicas foi de R$ 21,217 bilhões. Em março de 2020, o resultado havia sido negativo em R$ R$ 21,131 bilhões.

Os dados de março ainda não refletem o fechamento de atividades não essenciais em boa parte do País naquele mês, o que deve ser sentido na arrecadação de abril.

O superávit do mês passado ficou perto do teto das estimativas na pesquisa do Projeções Broadcast, que era saldo positivo de R$ 2,800 bilhões. O piso apontava para déficit de R$ 26,210 bilhões, com mediana negativa de R$ 5 bilhões.

Alemanha

  • Taxa de desemprego mensal

A taxa de desemprego na Alemanha atinge 6,00% em abril, ficado dentro as estimativas.

  • Índice de preços ao consumidor da Alemanha subiu 0,7% em abril

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da Alemanha subiu 0,7% em abril ante março, segundo dados preliminares divulgados hoje pela agência de estatísticas alemã, a Destatis. Na comparação anual, o CPI alemão teve avanço de 2% neste mês.

Ambos os resultados vieram acima das expectativas de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta mensal de 0,5% e acréscimo anual de 1,8%.

Zona do Euro

  • Confiança econômica da zona do euro aumentou em abril, ficando acima das expectativas

A confiança econômica da zona do euro aumentou em abril, uma vez que as campanhas de vacinação contra o coronavírus ganharam velocidade. A pesquisa mensal de sentimento da Comissão Europeia para os 19 países que usam o euro divulgado hoje, mostrou alta do otimismo para 110,3 pontos em abril de 100,9 em março, superando a expectativa em pesquisa da Reuters de 102,2.

O humor tornou-se muito mais positivo na indústria, chegando a 10,7 pontos de 2,1 em março e expectativa de 4,0.

Estados Unidos

  • PIB dos EUA saltou 6,5% no primeiro trimestre de 2021, e pedidos de seguro-desemprego fica acima das estimativas

A atividade econômica explodiu no início de 2021, à medida que vacinações generalizadas e mais combustível dos gastos do governo ajudaram a deixar os EUA mais perto de onde estavam antes da pandemia de Covid-19.

O produto interno bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos na economia dos Estados Unidos, saltou 6,4% nos primeiros três meses do ano em base anualizada. Fora o aumento do terceiro trimestre impulsionado pela reabertura no ano passado, foi o melhor período para o PIB desde o terceiro trimestre de 2003.

Os números mais recentes refletem uma economia que deu grandes avanços desde o bloqueio de 2020, que enviou mais de 22 milhões de trabalhadores americanos para a linha do desemprego e viu o PIB despencar 31,4% sem precedentes no segundo trimestre de 2020.

Um relatório separado do Departamento do Trabalho mostrou que outros 553.000 americanos entraram com pedidos de seguro-desemprego pela primeira vez na semana passada. Isso marcou outra baixa da era pandêmica, mas ficou acima da estimativa do Dow Jones de 528.000.

As lutas no mercado de trabalho continuam alimentando uma política monetária acomodatícia.

O Fed observou na quarta-feira que “os indicadores da atividade econômica e do emprego aumentaram recentemente, embora os setores mais adversamente afetados pela pandemia continuem fracos”.

  • Núcleo índice de preços PCE trimestral 

O índice de preços de gastos com consumo pessoal (PCE, na sigla em inglês) indicou inflação de 1,6% em fevereiro, na comparação anual, e de 0,2% na comparação mensal, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira pelo Departamento de Comércio dos EUA.

O núcleo do PCE – que exclui os elementos mais voláteis de alimentos e energia, e é a medida de inflação preferida pelo Federal Reserve – indicou alta de 0,1% no mês e 1,4% no ano, ficando ligeiramente abaixo da expectativa dos economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”, de alta de 0,1% no mês e 1,5% no ano.

Ásia

=> Os resultados de indicadores dos países asiáticos saem após o encerramento das negociações das Bolsas ocidentais, em virtude do fuso horário, portanto, apenas  disponíveis no próximo dia, aguarde para mais atualizações…

Deixe um comentário