PIB dos EUA saltou 6,5% no primeiro trimestre de 2021, e pedidos de seguro-desemprego fica acima das estimativas

LinkedIn

A atividade econômica explodiu no início de 2021, à medida que vacinações generalizadas e mais combustível dos gastos do governo ajudaram a deixar os EUA mais perto de onde estavam antes da pandemia de Covid-19.

O produto interno bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos na economia dos Estados Unidos, saltou 6,4% nos primeiros três meses do ano em base anualizada. Fora o aumento do terceiro trimestre impulsionado pela reabertura no ano passado, foi o melhor período para o PIB desde o terceiro trimestre de 2003.

Economistas consultados pela Dow Jones esperavam um aumento de 6,5%. O quarto trimestre de 2020 acelerou a um ritmo de 4,3%.

Os números mais recentes refletem uma economia que deu grandes avanços desde o bloqueio de 2020, que enviou mais de 22 milhões de trabalhadores americanos para a linha do desemprego e viu o PIB despencar 31,4% sem precedentes no segundo trimestre de 2020.

Isso foi seguido por uma recuperação de 33,4% no terceiro trimestre. No entanto, o Bureau of Economic Research ainda não declarou o fim da recessão, uma vez que o PIB total em dólares não ultrapassou o pico anterior.

Embora cerca de 14 milhões tenham retornado aos seus empregos desde então, o Federal Reserve estima que cerca de 8,4 milhões a menos mantêm empregos agora do que antes da pandemia. A taxa de desemprego caiu de sua alta de 14,7% para 6%, mas ainda está bem acima dos 3,5% em fevereiro de 2020.

Um relatório separado do Departamento do Trabalho mostrou que outros 553.000 americanos entraram com pedidos de seguro-desemprego pela primeira vez na semana passada. Isso marcou outra baixa da era pandêmica, mas ficou acima da estimativa do Dow Jones de 528.000.

As lutas no mercado de trabalho continuam alimentando uma política monetária acomodatícia.

O Fed observou na quarta-feira que “os indicadores da atividade econômica e do emprego aumentaram recentemente, embora os setores mais adversamente afetados pela pandemia continuem fracos”.

O presidente do Fed, Jerome Powell, disse que, embora a atividade habitacional esteja acima de onde estava e outras partes tenham se recuperado perto dos níveis pré-pandêmicos, a recuperação continua “desigual e longe de ser completa”.

A recuperação também reflete os níveis inéditos de estímulo de políticas públicas, tanto do Fed quanto do Congresso.

Do lado fiscal, o Congresso alocou cerca de US$ 5,3 trilhões para o aumento da compensação ao desemprego, juntamente com uma variedade de outros programas de gastos que ajudaram a empurrar o déficit orçamentário federal para US$ 1,7 trilhão na primeira metade do ano fiscal de 2021 e elevou a dívida nacional para US$ 28,1 trilhões . O Congresso também está considerando um plano de infraestrutura de US$ 1,8 trilhão da Casa Branca.

O Fed também fez isso, cortando sua taxa de empréstimo de curto prazo de referência para quase zero e comprando quase US$ 4 trilhões em títulos, empurrando seu balanço para quase US$ 8 trilhões.

(Com informações da CNBC)

Deixe um comentário